Fotos de Animais em Extinção

É considerada como uma espécie ameaçada de extinção aquela espécie cuja população está decrescendo de maneira que pode acontecer de não existirem mais indivíduos propícios para procriação. Em vista da situação complicada em que várias espécies se encontram muitos países já trabalham com uma legislação específica para protegê-las da caça e também da destruição dos seus habitats.

Animais em Extinção

Animais em Extinção

Contudo, em muitos casos a legislação se mostra ineficaz uma vez que muitas espécies ainda estão sumindo. Ainda não existe um consenso a respeito dos critérios usados para que uma espécie seja incluída na lista de espécies ameaçadas. O grande empecilho para a preservação das espécies ameaçadas é que ainda existe uma ideia de que a preservação dos habitats e dos animais vai de contramão com o progresso econômico.

Existem casos em que infelizmente esse conceito é verdadeiro, mas são raros. É possível aumentar muito mais a quantidade de projetos econômicos com uso sustentável de habitats naturais que sejam combinados com preservação da cobertura vegetal bem como manutenção da fauna e da flora. Conheça a seguir algumas espécies de animais que estão ameaçados de extinção.

Espécies Ameaçadas de Extinção

Pinguim Africano

Curiosamente existem pinguins no Sudoeste da África, a espécie que é conhecida como Pinguim Africano. A espécie era encontrada em abundância nessa região até o começo do século XX. Apesar de muito resistente aos predadores essa espécie de pinguins que vive em bandos encontra dificuldade em se manter longe da ameaça por causa da destruição do seu habitat natural.

Os derramamentos de óleo na costa africana são responsáveis por reduzir consideravelmente a espécie. Hoje em dia, estima-se que existem cerca de 55 mil exemplares desse pinguim somente.

Elefante Asiático

Essa espécie está sob grande ameaça de extinção devido a caça e a destruição do seu habitat. A situação do Elefante Asiático é bastante preocupante, pois desde o começo do século XX metade dos indivíduos foi aniquilada pelo homem.

Uma das principais dificuldades para a espécie é a destruição do seu habitat natural e também a caça que é promovida por comerciantes de marfim. Os pobres elefantes ainda podem ser domesticados para fins de turismo em diversos países do sudoeste asiático em especial na Tailândia.

Baleia Azul

Esse é o maior animal do planeta e a espécie pode desaparecer por completo haja vista que existem somente 10 mil indivíduos em todo o mundo. A perseguição a essa baleia teve início no século XIX quando os pescadores passaram a contar com equipamentos que ofereciam a possibilidade de pegar esses grandes animais.

Leopardo Persa

A situação do Leopardo Persa é muito crítica existindo no mundo apenas um pouco mais que mil indivíduos adultos. Essa espécie era encontrada com facilidade no Oriente Médio especialmente na região do Irã e da Turquia. Dentre as dificuldades que a espécie enfrenta estão as guerras que ocorrem nessa região, a ação de traficantes de peles, a destruição dos seus habitats naturais e atropelamentos.

Panda Gigante

A espécie de Panda Gigante também se encontra numa situação bastante difícil uma vez que existem em torno de 3 mil exemplares no planeta. Dentre esses 3 mil aproximadamente 200 são criados em cativeiro. O principal motivo da ameaça de extinção dessa espécie de animais tão bonitos e simpáticos é a destruição do seu habitat natural, ou seja, os bambuzais do centro-sul da China.

Esses animais pertencem a ordem dos carnívoros, contudo, são animais herbívoros que se alimentam quase que totalmente de bambu. Com a destruição do habitat natural os pandas não tem motivação para o acasalamento, pois para que isso ocorra precisam viver em comunidade. Com tanta dificuldade para o acasalamento está cada mais difícil nascerem filhotes de Panda Gigante.

Orangotango de Sumatra

A espécie conhecida como Orangotango de Sumatra é exclusiva dessa ilha da Indonésia. Essa espécie se encontra sob ameaça de extinção devido a destruição do seu habitat natural e também pelo fato de que muitos filhotes são roubados de suas mães para serem vendidos como animais de estimação. Acredita-se que existem somente 7 mil indivíduos dessa espécie em todo o planeta.

Jacaré da China

Uma espécie que é um exemplo de como a necessidade de progresso da agricultura pode ser nociva para a natureza. Os Jacarés da China foram desaparecendo junto com os pântanos do sudeste do país que foi sendo destruído para ceder lugar para plantações de arroz. Acredita-se que atualmente existem somente 200 indivíduos no meio ambiente e cerca de 10 mil sendo criados em cativeiro.

Camelo Bactriano

Esse camelo é um mamífero cuja origem é o leste do continente africano e que se encontra quase extinto devido a ação do homem. Em grande parte o habitat natural dessa espécie foi destruído para dar espaço para os empreendimentos de mineradores e fazendeiros. Hoje em dia estima-se que existem aproximadamente 700 indivíduos no planeta.

Gorila das Montanhas

Outra espécie que vive numa situação crítica com somente 700 indivíduos na natureza, os especialistas acreditam que esse gorila pode desaparecer nos próximos anos se continuar nesse ritmo. Dentre os motivos que levaram a espécie a ser reduzida tão drasticamente estão as guerras ocorridas na África Central (onde a espécie é comum), desmatamento do habitat natural, caça, doenças e guerras.

Kakapo

Esses papagaios tem origem na Nova Zelândia e hoje em dia existem somente 80 indivíduos em todo o mundo sendo que todos vivem em cativeiro. Essa espécie foi arrasada pela ação do homem que o caçava em busca da sua carne e das suas penas para usar como artigo de decoração.

Lobo Vermelho

O desaparecimento dessa espécie que é nativa do sudeste dos Estados Unidos se deu pelas políticas predatórias e pela destruição do meio ambiente. Durante a década de 1980 essa espécie foi praticamente riscada do mapa. Hoje em dia existem cerca de 200 indivíduos que estão em cativeiro e outros 50 que retornaram para a natureza.

Tartaruga de Couro

Também conhecida como Tartaruga Gigante essa espécie se encontra sob ameaça de extinção devido a dificuldade que os filhotes encontram para a sobrevivência. Um dos grandes problemas para a Tartaruga de Couro é a destruição dos seus ovos por répteis, aves e mamíferos.

Quando os filhotes conseguem nascer podem ainda ser devorados por peixes, crustáceos e cefalópodes assim que chegam à água. Dados do Governo americano indicam que hoje em dia as fêmeas dessa espécie fazem em torno de 30 mil ninhos sendo que durante a década de 1980 faziam em torno de 100 mil ninhos.

Foca Monge do Havaí

Uma espécie que inspira preocupação uma vez que está sob forte ameaça de extinção. Sua população é bastante reduzida, acredita-se que existem cerca de mil indivíduos. Entre as principais ameaças estão o lixo marinho, o comércio ilegal que é feito da sua pele, a caça predatória e também o contato com doenças. Uma espécie, que é considerada como prima dessa, Foca Monge do Caribe, foi extinta na década de 1950.

Leopardo das Neves

Uma espécie muito bonita e que exatamente por essa beleza exuberante se encontra ameaçada. A redução drástica da população para cerca de apenas 5 mil indivíduos se deve ao fato de que os traficantes da indústria de peles perseguem os Leopardos das Neves.

Zebra de Grévy

Esse animal é o maior equino do mundo, contudo, hoje em dia são encontrados apenas 3 mil indivíduos. O motivo para essa ameaça de extinção é o fato de que durante muito tempo a Zebra de Grévy foi caçada por comerciantes de peles.

Leão Asiático

Original de Gurajat, na Índia, o Leão Asiático é uma espécie que conta com somente 400 indivíduos em todo o planeta. Uma espécie que está em processo de extinção devido a disputa de território intensa com o homem e com outras espécies. Outro problema é que as áreas de habitat desse leão muitas vezes são transformadas em áreas de cultivo agrícola.

Pato Mergulhão

O Brasil também tem espécies nativas ameaçadas de extinção como é o caso do Pato Mergulhão. Com somente 250 indivíduos no planeta todo esse pato está desaparecendo devido ao processo de desmatamento que destrói o seu habitat e também pelo assoreamento dos rios.

Tigre de Bengala

Um belo animal, o Tigre de Bengala, é uma subespécie de tigre que tem origem no sul do continente asiático. A sua possível extinção pode acontecer pela perseguição empreendida contra a espécie por comerciantes de peles. A destruição do seu habitat natural também contribui para isso. Atualmente existem somente 2500 indivíduos em todo o planeta.

Asno Selvagem Africano

Uma espécie de equino que tem origem no norte e nordeste do continente africano. Trata-se de uma subespécie que está sumindo por causa do processo de domesticação além da destruição do seu habitat natural. Para se ter uma ideia de quão crítica é a situação estima-se que existem em torno de 500 indivíduos vivendo na natureza.

Rinoceronte Branco do Norte

A situação do Rinoceronte Branco do Norte é uma das piores dos animais listados, pois existem somente sete indivíduos no mundo todo. Quatro desses animais estão vivendo no Quênia, dois nos Estados Unidos e um na República Tcheca. A espécie foi dizimada devido ao processo de caça predatória e também porque o seu habitat natural foi destruído.

Urso Polar

O grande inimigo do Urso Polar é o aquecimento global que vem destruindo o seu habitat natural. O aumento das temperaturas no Ártico tem se tornado uma ameaça constante além de outras ameaças como os derramamentos de óleos e os petroleiros na região. Esse urso se tornou um símbolo de espécie ameaçada.

Morsa

Para as Morsas o aquecimento global também tem sido um carrasco, isso porque o derretimento das geleiras tem feito com que esses animais fiquem sem alimento. Para se ter uma ideia já foram encontradas mais de 200 Morsas mortas nas praias do Alasca.

Pinguim de Magalhães

Um fato curioso despertou a atenção dos ambientalistas, os Pinguins de Magalhães, estavam sendo vistos na costa brasileira bastante magros e doentes. Isso acontece porque o aquecimento global tem forçado esses animais a nadarem cada vez para mais longe em busca de alimento. Os pinguins têm sofrido muito, pois das 17 espécies 12 estão sob ameaça pelo aquecimento global.

Atum-Azul

O Atum-Azul é a espécie usada como o principal ingrediente do sushi, a preferência fica por conta do atum que é encontrado nos oceanos Atlântico e Mediterrâneo. A pesca predatória promovida contra essa espécie a colocou na lista de ameaçadas. As pessoas podem ajudar o Atum-Azul, para isso basta que reduzam o seu consumo desse peixe. Se houvesse uma proibição temporária da caça dessa espécie seria possível que ela recuperasse o seu equilíbrio.

Borboleta Monarca

As belas borboletas Monarcas têm sido ameaçadas de extinção devido as temperaturas extremas. Todos os anos essa espécie cruza os Estados Unidos indo atrás do calor do México. Em geral essas borboletas habitam florestas de pinheiros e estão sendo dizimadas pelo aquecimento global e pela urbanização que está em expansão.

Rinoceronte de Java

Esse rinoceronte sofre com a caça predatória pelo fato de que o seu chifre é utilizado na medicina tradicional asiática. A caça foi tão intensa que hoje em dia existem apenas 60 exemplares no seu habitat natural. Outro motivo que tem feito a espécie ser reduzida drasticamente é o aumento de plantações de arroz nas florestas que antes abrigavam esses animais. Um exemplo de como essa situação está crítica é que no Vietnã, país que era o principal habitat dos rinocerontes existe somente 12 indivíduos.

Arara-Azul

A Arara-Azul é encontrada no norte do Brasil, contudo, a espécie tem sido ameaçada de extinção devido a caça predatória. Essa ave é vítima do tráfico de animais e da destruição do seu habitat. As suas penas tem um elevado valor no mercado internacional.

Ariranha

Esse animal é encontrado na Amazônia e no Pantanal e pode ser chamado também de lobo do rio ou mesmo lontra gigante. A ameaça de extinção existe por causa da pesca predatória, da destruição do seu habitat, poluição dos rios em especial por mercúrio e também por sua caça ilegal.

Gato-Maracajá

Durante muito tempo a espécie de Gato-Maracajá esteve ameaçada devido a caça ilegal para a venda da sua pele. Hoje em dia o problema que tem feito essa espécie diminuir é a destruição do seu habitat natural.

61 comentários

  1. Vamos cuidar pq eles são melhor que muita jente.

  2. maria eduarda dos santos alves

    esses bichos são lindos não sei como o homem consegue fazer isso olha só essa onça,e esse tucano o urço polar e o macaquinho então olha essa coruja e a raposa só de pensar que foi o homem que feis isso me da um aperto no coração.

  3. Nossa ! vai para a puta que pariu … tem gente que não sabe escrever nada mesmo !
    (iso e um buro) (jente) (urço) (feis) nooooosssssaaaaaaaaaaa !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>