Loris

À primeira vista o primata Loris, de nome científico Lorisinae, é um pequenino e inofensivo macaquinho, contudo, sua aparência simpática e olhos de personagem de desenho animado escondem a sua natureza venenosa para o homem. Com apenas uma mordida o pequeno Loris pode levar um adulto a óbito. O animal é endêmico da Ásia e se encontra sob ameaça de extinção.

Conhecendo Melhor o Loris

Esse primata tem uma aparência frágil reforçada pelo seu pelo curto e sedoso em contraposição aos seus grandes e brilhantes olhos. A espécie se destaca por ter hábitos noturnos e se locomover com cuidado e discrição pelos galhos das árvores para fugir de possíveis predadores. A aparência do Loris lembra o visual dos personagens do cinema conhecidos como Gremlins.

Ameaça de Extinção

Devido ao desconhecimento a respeito do risco de domesticar Loris muitas pessoas tem comprado por meio do tráfico de animais indivíduos da espécie. O movimento financeiro da compra ilegal de Loris tem contribuído para que esses primatas enfrentem uma situação crítica de iminente extinção.

O sucesso dos pequeninos como animais doméstico teve início com uma série de vídeos postados nas redes sociais e no YouTube em que o animal aparece como um bichinho de comportamento dócil e amistoso com o ser humano. Em boa parte desses vídeos as pessoas fazem cócegas na barriga dos Loris que levantam seus braços como se estivessem gostando da ação. Porém, o movimento é na verdade a resposta de quanto está sendo desagradável as ‘cócegas’.

Quando o Loris levanta seus braços está tentando na verdade ter acesso a sua glândula de veneno que pode levar um homem adulto a morte. Outro fator que tem contribuído significativamente para que o animal seja ameaçado de extinção é o fato de ter o seu habitat natural, a floresta, destruída. O crescimento de centros urbanos em detrimento a preservação das matas tem sido decisivo para a redução da população de Loris na Ásia.

Sofrimento

Como citamos acima o Loris é uma espécie que apresenta grande saída no mercado do tráfico de animais. Para que os primatas não representem riscos para os seus eventuais donos os traficantes realizam ‘cirurgias’ de remoção dos seus dentes. Os animais que conseguem sobreviver a dor e inadequação do procedimento ainda podem ter que conviver com a cegueira resultante do contato com a luz do sol. Esses animais têm hábitos noturnos e não estão acostumados a luminosidade do dia.

Muitos dos Loris mantidos em cativeiro ainda desenvolvem sérias doenças ósseas que são resultantes da alimentação inadequada que recebem e também de passar boa parte do seu tempo presos em gaiolas que impedem seus movimentos. Esses animais são mantidos prisioneiros em condições adversas as suas necessidades biológicas e sem sua defesa uma vez que seus dentes inoculadores de veneno foram brutalmente arrancados.

Loris e as Celebridades

A cantora pop Lady Gaga já pensou em usar um Loris num dos seus clipes, mas mudou de ideia depois de ser mordida por um indivíduo que não havia tido seus dentes removidos. Outra celebridade que se envolveu com Loris foi a cantora Rihanna, o post de uma foto da artista com um Loris no Instagram fez com que a polícia localizasse os traficantes.

Movimento de Preservação e Proteção do Loris

A causa dos Loris já ganhou adeptos no mundo inteiro, a Wikipédia criou uma página especial para a espécie divulgando a importância da sua preservação. No campo acadêmico, a pesquisadora Anna Nerkis da Universidade de Oxford, gravou o documentário “Jungle Gremlins of Java” em que mostrava as condições alarmantes dos Loris que estavam sendo vendidos na Indonésia por US$ 25 dólares.

Contudo, Nerkis alerta que em outros países como Rússia e Japão esses primatas podem chegar a custar em torno de US$ 2.500 dólares devido a sua grande popularidade como animais de estimação. A pesquisadora criou o projeto The Little Fireface Project com o objetivo de preservar os Loris evitando a sua extinção.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Pequenos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *