Complicações De Mordidas De Cachorros Em Crianças

As mordidas de cachorro representam um risco muito grande para a saúde das crianças e não se limitam a lesão. Uma mordida ou até mesmo um arranhão do animal numa criança pode evoluir para doenças infecciosas que são capazes de deixar sequelas gravíssimas, as chamadas complicações.

A seguir você poderá saber mais sobre essas complicações e também como agir numa situação em que uma criança foi mordida por um cão. Lembramos que os cães domésticos e da família também podem morder e arranhar, então fique de olho.

Doenças Transmitidas Por Mordida De Cães

Infecções Bacterianas

A mordida de um cão pode causar inúmeros tipos de infecções na pele, nos ossos, nas articulações e em geral elas são causadas pela presença de várias bactérias. A princípio toda mordida seja animal ou humana contêm uma grande quantidade de bactérias que podem causar infecções.

Como As Infecções Se Desenvolvem

As infecções provenientes de mordidas de cães acontecem com maior frequência se o intervalo entre a mordida e o atendimento médico for maior do que 8h. Outros fatores contribuem para que as infecções aconteçam com mais facilidade como, por exemplo, serem nas mãos e pés, lesões profundas ou com esmagamento, presença de saliva, fezes, sujeira ou se a pessoa que foi atacada tiver uma doença pré-existente como imunodeficiência, diabetes, desnutrição entre outras.

Risco De Infecção Por Mordida De Cães

O risco de uma infecção após receber uma mordida de cão varia de 4% a 10%. Quando a mordida é de um gato o risco de infecção sobre para uma faixa de 50% a 80%. 

Raiva

A Raiva é uma doença que é transmitida através da mordida ou simplesmente do contato com a saliva do cão (em caso de ter uma ferida aberta). Essa doença é fatal para o homem e até hoje em casos em que houve recuperação aconteceram pelo fato de as pessoas em questão terem sido vacinadas.

O Que é a Raiva?

A doença conhecida como Raiva é causada pelo vírus Lyssavírus e tem a sua transmissão pela saliva dos animais que estão doentes. Dentre os seus principais sintomas estão alterações neurológicas, salivação excessiva, paralisias e morte em alguns dias. 

Como Agir Após Uma Mordida De Cachorro

No caso de seus filhos serem mordidos por um cão é importante lavar a área com uma grande quantidade de água e sabão neutro. É necessário retirar as sujeiras e tudo mais que pode contaminar a ferida. Além disso, procure atendimento médico o mais rápido possível, não se deve deixar passar mais de 8 h do acidente sem esse atendimento.

O médico irá fazer uma avaliação completa do paciente podendo pedir exames e procedimento para remover tecidos que estejam destruídos ou contaminados. O atendimento médico também é importante para seguir procedimentos de prevenção de infecções com antibióticos, prevenção de tétano e raiva com vacinas entre outros.

Fique atento a arranhões e lambidas, pois eles podem causar doenças quando permitem o contato da saliva do animal com machucados. Mantenha todos os animais vacinados contra a raiva, cães e gatos. Um animal vacinado pode vir a transmitir a Raiva, mas as chances são muito menores do que aqueles que não receberam a vacina. 

Cuidados Importantes Quando o Cão Morde Alguém

Saiba que o comportamento do seu cão é de sua total responsabilidade, sendo assim se ele atacar alguém conhecido ou desconhecido você precisa agir da mesma forma. Saiba também que as crianças nem sempre sabem como agir com os animais e por isso são as principais vítimas de ataques dos mesmos.

Dessa forma quando o seu cão avança em alguém é importante que você contenha o seu amigo imediatamente. Retire-o do local do ataque e deixe-o por algum tempo confinado. Verifique como a vítima está e lave as eventuais feridas usando bastante água e sabão.

Destacamos que os danos podem ser invisíveis também, pois a mordida é apenas a entrada de diversas bactérias que podem levar a várias complicações. Sendo assim o mais indicado é que a pessoa que foi mordida seja levada a um médico imediatamente. Tenha o dobro de cuidados se a vítima for uma criança uma vez que os pequenos têm mais suscetibilidade para essas complicações. 

Prevenindo Doenças

Uma forma de prevenir que animais domésticos como os cães e gatos transmitam doenças para as crianças e para os adultos é tendo alguns cuidados simples. Confira abaixo como você pode prevenir doenças dispensando alguns cuidados para os seus amigos de quatro patas.

Cães e Gatos

Vacine os animais contra a Raiva anualmente. Se recolher animais de rua é importante que eles passem por um check-up feito por um veterinário e recebam as devidas vacinas.

Higiene

Mantenha os animais domésticos de banho tomado e troque com frequência eventuais panos ou cobertores sobre os quais os animais deitem. Nunca deixe que os animais durmam em locais úmidos e mantenha os ambientes sempre limpos. 

Veterinário

Os animais domésticos devem contar com visitas regulares ao veterinário, além disso, em caso de sintomas estranhos como perda de pelo, coceira persistente, falta de apetite entre outros leve-os para uma consulta.

Cuidados

Assim como você não quer que os seus filhos sejam contaminados através de mordidas, arranhões e fezes dos animais também deve zelar pelos filhos de outras pessoas. Sendo assim não deixe que os seus cães evacuem na areia da praia e sempre recolha as fezes nos locais públicos como parques, calçadas e gramados.

Como Sua Família Pode Evitar Mordidas De Cães

Para começar as pessoas devem ser cautelosas quando estão rodeadas por cães estranhos. Trate todos os animais, sejam seus ou não, com respeito, em geral as mordidas acontecem como uma forma de defesa do cão. Quando se tem crianças o cuidado deve ser ainda maior uma vez que elas são as principais e mais comuns vítimas de mordeduras.

Cuidados Para Evitar Mordidas Em Crianças

Jamais deixe um bebê ou uma criança pequena sozinha com o cão.

Fique alerta para situações que possam ser perigosas. Muitas vezes a falta de jeito das crianças menores irrita os cães e por isso as mordidas acontecem.

Ensine os seus filhos a terem cuidado com os animais de estimação.

Deixe claro para as crianças que elas não devem abordar cães estranhos e nem mesmo provocar esses animais chegando perto de portões de residências, por exemplo.

Seus filhos devem sempre pedir permissão ao dono do cão para poder acariciar os mesmo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *