Perigos Da Conjuntivite Canina

A conjuntivite é uma infecção que atinge os olhos e que pode ocorrer diversas vezes. Ela é nossa conhecida pois podemos “pegar” conjuntivite quando crianças, adolescentes, jovens ou senis, sendo que a conjuntivite é muito perigosa quando somos muito novos ou muito velhos. O que muita gente não sabe e nem imaginava é que a conjuntivite, assim como muitas outras doenças, também pode atingir os animais, mais especificamente os animais domésticos e o melhor amigo do homem: o cachorro.

A Conjuntivite Nos Humanos

Como já dissemos, a conjuntivite é uma infecção (assim como todas as outras doenças com terminação em –ite). Essa infecção dilata os vasos sanguíneos dos olhos, deixando os mesmos vermelhos, muito irritados, com coceiras, lacrimejando em demasia e com as pálpebras inchadas. A conjuntivite pode ser de causa alérgica, infecciosa ou pode ocorrer por causa de algum agente incomodativo. É uma doença que afeta a membrana lubrificante que cobre o globo ocular, e também a área inferior da pálpebra. Pode ocorrer em apenas um olho ou nos dois ao mesmo tempo e também pode nos atingir diversas vezes.

Conjuntivite canina pega em Humanos?

Não! A Conjuntivite que afeta os cães não afeta os humanos e a que afeta os humanos não é transmitida para os cachorros.

Um cachorro pode pegar conjuntivite de outro?

É muito raro um cão pegar conjuntivite de outro, o que difere da conjuntivite humana. Mas assim como nos homens, você pode cuidar dos olhos do seu pet com colírios, até mesmo com o seu colírio. Mesmo sendo ótimos no faro e na audição, não custa nada cuidar dos olhos do seu bichinho.

A Conjuntivite Em Cães

Alguns donos de cães, ao levarem seus pets aos médicos, tem se surpreendido ao descobrir que seus cães vem sofrendo com uma doença tão conhecida dos humanos. Porém, infelizmente, a conjuntivite se transformou em uma doença comum também entre os cães. Por outro lado, a conjuntivite que atinge os cães é diferente da conjuntivite que podemos ter.

Quando o cachorro é contaminado pelo vírus da conjuntivite, ele tem os olhos lesionados por conta da irritação dos vasos conjuntivos, que causam um edema. A pálpebra inflama, ocorre um traumatismo e a mucosa fica com aparência mole e brilhante.

Formas De Contaminação

Essa doença ocular que é muito comum nos cães (mais comum do que imaginamos) é causada por infecções bacterianas, virais, por parasitas que se abrigam nas pálpebras, por causa de disfunções nas córneas, inflamações nos dutos lacrimais, elementos estranhos (poluição), entre outros. Alguns tipos de doenças de pele são capazes de suscitar a conjuntivite nos cães, já que o animal já está com o sistema fragilizado, o que facilita a inflamação.

Existem várias formas de inflamação na conjuntiva. As mais comuns são através dos germes e vírus, além daquelas inflamações causadas por corpos estranhos (ciscos), que também podem entrar no olho do animal. Em alguns casos a inflamação tem a causa desconhecida.

Quais Cães Podem Pegar conjuntivite?

A conjuntivite é uma doença predisposta aos cães que andam muito de carro e que gostam de sentir o vento no rosto (a contaminação se dá quando o vento atinge os olhos com corpos estranhos, germes e afins). Mas essa doença pode afetar qualquer cachorro, sendo este morador de uma rua de movimento (com carros) ou pode ser causada porque o globo ocular teve um ressecamento, por conta da poluição ou da ação climática.

Sinais Da Conjuntivite

Muitas vezes os donos de cães não percebem os sinais dessa doença se manifestando e também não dão a importância necessária quando o bichinho aparece com os olhos irritados. Também não procuram informação ou auxílio com um médico veterinário, só vão procurar um veterinário quando a doença já está avançada e muitas vezes o animal já esta com a visão comprometida e pode até ficar cego.

Se o seu animal aparecer com os olhos vermelhos e inchados talvez seja sintomas de conjuntivite. Também pode apresentar edemas e secreções nos olhos, que pode ser úmida ou com pus. Ele pode esfregar os olhos com as patas, piscar em excesso e outros atos que são “rotineiros” de um cão. Ao perceber esses sintomas é imprescindível que os tutores (donos) procurem um veterinário, porque a conjuntivite é uma doença especial (isolada) e que também pode ser um sintoma da cinomose, uma das enfermidades mais sérias no mundo canino.

Tratamento

Saiba que a conjuntivite é uma enfermidade muito dolorosa para seu animal, portanto devemos tratar rapidamente para que ela não se torne uma enfermidade crônica.

Se seu cão estiver com os sintomas de conjuntivite, lave seus olhos com soro fisiológico ou utilize uma gaze ou pano limpo embebido em água morna, assim você tirará o excesso de secreção que fica acumulado no canto dos olhos e de qualquer substância estranha, mas se o caso do seu bichinho estiver muito avançado , o veterinário vai recomendar o uso de antibióticos.

Depois que seu cão for diagnosticado pelo médico veterinário, vamos iniciar o tratamento que será de acordo com o tipo de conjuntivite. O tratamento é bem simples, onde vamos controlar e reduzir os sintomas, além de reprimir doenças secundárias. Você deve molhar os olhos do seu animal para limpar qualquer substância e tirar as sujeiras. O veterinário vai  prescrever os medicamentos para o tratamento, que podem ser pomadas antibacterianas, colírios , medicamentos anti-inflamatórios ou antibióticos.

A Importância Do Tratamento

Saiba que se você não fizer um bom tratamento a conjuntivite pode causar danos irreversíveis no seu animal. Fique atento pois o cachorro pode coçar o olho afetado para amenizar a coceira e assim ele corre o risco de ferir as pálpebras, podendo ocasionar úlcera de córnea ou uma uveíte (uma doença grave no olho).

A uveíte é uma doença que danifica a úvea (corpo ciliar, a íris e a coróide), abrangendo também os vasos sanguíneos, a retina e o vítreo.  Ela é uma enfermidade secundária de outras doenças sistemáticas. Caso não seja devidamente tratada ou cuidada a tempo, a uveíte pode acarretar danos ao globo ocular do seu animal, podendo provocar glaucoma, cicatrizes na retina (causa redução da visão), o deslocamento da retina e outros problemas.

Como falamos, a conjuntivite é um sintoma da cinomose. A cinomosa é, igualmente à doença do carrapato, a pior doença infecciosa que seu cão pode ter. A doença também é contagiosa (podendo ser transmitida para outros animais), por isso a importância de tratar devidamente a conjuntivite, principalmente se você tiver outros animais no mesmo ambiente que o cachorro enfermo.

Por tudo isso que foi dito o seu animal precisa de uma atenção especial, ser tratado por um bom veterinário que entenda do caso (uma patologia complexa) e que o tratamento seja feito completo. É preciso muito cuidado e atenção na hora de cuidar um animal de estimação. Eles também podem ficar doentes e as doenças caninas, assim como as humanas, podem levar a males irreversíveis. 

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *