Uso De Remédios Humano Em Animais

O hábito de tomar ou aplicar medicamentos sem a orientação ou prescrição médica é muito comum no meio humano e com isso corremos um sério risco de pegarmos uma infecção ou até mesmo risco de vida.

Se Tornou Algo Comum…

Assim como tantas outras coisas que são semelhantes entre nós e nossos tão amados animais, o uso de medicamento sem a recomendação médica se tornou mais que comum, porém a questão do uso errado de medicamentos em animais pode ocasionar o mesmo problema neles. O grande problema é que as pessoas pensam que os animais tem a mesma formação que nós, seres humanos, e que os medicamentos que servem em humanos tem a mesma reação nos animais, já que pensam que os medicamentos têm as mesmas substâncias.

Com esse pensamento, as pessoas medicam seus animais sem um atendimento prévio e correto e, ainda por cima, ainda dão medicamento humano. Para utilizar qualquer remédio no seu bichinho de estimação você precisa antes da orientação de um médico veterinário. É importante a consulta no veterinário, pois ele vai indicar o tratamento e a dosagem do medicamento correto. 

Mas é Correto Dar Medicação Humana?

Por incrível que pareça em muitos casos, há sim a necessidade de medicar nossos animais com o mesmo medicamento que nós usamos. O problema está em não ter buscado uma orientação, pois o uso incorreto ou exagerado pode levar seu bichinho de estimação até a morte, então caso queira aplicar alguma medicação humana, lembre-se de saber se realmente é possível isso.

Deve-se ficar atento ao uso desses medicamentos e é muito válido lembrar que não é só a morte que ocasiona, alguns animais podem ter alergia ao medicamento, assim como muitos de nós também temos. Além de todo remédio ter o efeito colateral que normalmente fazem muito mal aos bichinhos. 

Atenção Com a Medicação

É de suma importância ficar atento ao medicamento que será administrado em seu animal, pois existem substâncias que fazem muito mal a seus animais de estimação. Remédios que usamos quase que diariamente, como o diclofenaco (anti-inflamatório) é extremamente prejudicial aos animais, podendo leva-los a morte em pouco tempo.

Nunca, preste atenção a essa dica, nunca aplique ou administre algum remédio, seja ele de humanos ou de animais sem que seu veterinário seja consultado. Atenção também para a superdosagem, mesmo usando um medicamento infantil o animal pode se intoxicar.

Existem alguns medicamentos que tanto podem ser administrados em cães como em gatos, porém existem outros que em hipótese alguma devem ser administrados dessa forma. Deve-se lembrar de que o metabolismo dos gatos é completamente diferente do metabolismo dos cachorros, portanto essa “troca” de medicação pode sim ocasionar a morte de seu animal. Os gatos também têm reações aos medicamentos humanos, todos os remédios a base de dipirona, NÃO devem ser dado a gatos, eles podem morrer caso tomem e não tenham um socorro imediato.

Disponibilidade De Medicamentos

Atualmente não mais desculpa que é difícil de encontrar o remédio que o veterinário está receitando, afinal você sai da sala do veterinário já encontra a “farmácia” de seu animal, então não há tal desculpa. Outra “facilidade” é que os remédios de animais deixaram de ter cheiro e sabor amargos, assim como os nossos, eles passaram a ser bem palatáveis e o animal acaba tomando o remédio sem dar aquele trabalho que uma criança dá.

Os Medicamentos Que Não Podemos Administrar Nos Animais e Alguns De Seus Efeitos

Como já foi dito anteriormente, não é todo medicamento que se pode ofertar a seu animal, portanto deve-se tomar muito cuidado com essa nova “regra”. Que tal saber quais medicamentos não pode dar ao seu animal de estimação? Veja a seguir:

  • Os anti-inflamatórios que são feitos em sua maioria a base de Diclofenaco e em muitas vezes usados para tentar amenizar as dores na gente, porém se usado em animais pode causa vômitos, diarreia, além de dar problemas no sistema digestório e excretório do animal e podendo ainda causar a morte do seu bichinho.
  • Outro tipo de remédio que faz muito mal aos animais é o Paracetamol, também conhecido por Tylenol, além de outros remédios de gripes e resfriados. Este remédio é completamente contra indicado para gatos, uma única dosagem, por menor que seja pode levar seu bichinho à morte. Os sintomas nos gatos são muito parecidos com envenenamento, pois ao dar esse medicamento ao animal ele estará sendo envenenado. Os sintomas mais comuns são: Salivação excessiva, Vômito, Narinas e gengivas azuladas (decorrente da falta de ar), a partir deste momento é esperar que ele entre em coma e morra.
  • Nos cães o principal mal é a morte, mas antes o animal sofre com problemas hepáticos, ele normalmente tem uma anemia hemolítica profunda, além de ter problemas nos rins e lesões no fígado.
  • Outro medicamento que temos muito em casa e não poder dar em hipótese alguma para os gatos é o ácido acetilsalicílico, que encontramos nas aspirinas, AS, Melhoral e Doril. Do mesmo jeito que o Paracetamol o ácido acetilsalicílico é um veneno para os gatos, os sintomas são praticamente os mesmo que os do paracetamol: vômito, diarreia, fezes com sangue, apatia e muitas dores abdominais.

Medicamentos Que Podemos Usar Em Nossos Animais De Estimação

Da mesma forma que há remédios que não podemos ofertar para os nossos animais, existem remédios que podemos dar a eles e que fazem o efeito desejado. Veja a seguir alguns medicamentos que podemos administrar em nossos animais, lembrando que sempre com a recomendação de um veterinário, afinal o organismo dos animais é diferente do nosso e por isso não pode tomar a mesma quantidade que a gente.

  • Soro caseiro;
  • Dipirona e Acido Acetilsalicílico, somente para cães;
  • Atroveram, este é ótimo para induzir ao vômito em casos de envenenamento;
  • Butilbromento de escopolamina serve como analgésico;
  • Dimenidrinato e bromoprida utilizado para enjoos, problemas digestivos, vômitos e outros.
  • Leite fermentado, o Yacult é ótimo para a diarreia;
  • Dramin para os enjoos, principalmente em viagens;
  • Leite de magnésia e Bisacodil servem para aliviar a prisão de ventre;
  • Vick Vaporub deve ser aplicado no queixo do animal, em uma pequena quantidade, serve para dar um maior conforto quando o animal estiver com as vias aéreas congestionadas e
  • Caladril e Difenidramina servem para acalmar a dor e a coceira.

Estes são alguns exemplos de remédios que podemos usar em nossos animais de estimação. Lembre-se de tomar muito cuidado e que qualquer remédio mesmo de uso veterinário deve ser indicado pelo medico veterinário de seu bichinho, só ele pode dizer a quantidade e se realmente terá algum efeito e que não faça mal.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Uma certa veterinária receitou dipirona para o meu gato que esta muito magro e quase não consegue caminhar.
    Porque ela receitou se leva o gato a obito.?

    neidi Eliza gross 14 de abril de 2015 1:38
  • um sagui pode tomar algum remedio para resfriado ??? e algum tipo de vitamina de bebes?

    Paloma 11 de junho de 2015 15:26
  • Ola tenho um papagaio e estou mudando de estado e quero muita leva meu bichinho um veterinario me indicou a dar dramin para ele. Quero saber se eu posso dar esse remedio para ele.

    Thelma lobo 24 de novembro de 2015 20:08

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *