Cavalos Quarto De Milha

Origem:

Quarto de milha é uma raça de cavalos. Essa raça surgiu por volta do ano de 1600, após o cruzamento de raças da Turquia e da Arábia com éguas inglesas; animais estes, trazidos pelos comerciantes espanhois.
Essa raça foi a primeira raça a ser desenvolvida na América, e é conhecida como uma das mais populares do mundo.
O nome “quarto de milha” vem da habilidade que essa raça tem de ultrapassar as outras raças em corridas de pouca distância.
O cavalo quarto de milha é muito conhecido tanto pela sua raça quanto pela sua performance em rodeios e outras apresentações de cavalos e também como cavalo usados em vaquejadas.
Os cavalos quarto de milha são conhecidos por serem bastante dóceis e de fácil adestramento.

As características da raça:

Há dois tipos de físicos encontrados nessa raça: o primeiro tipo é menor, mais compacto, com a pele mais grossa e boa musculatura, e além de tudo, é muito ágil. O segundo tipo é um tanto quanto mais baixo e menos definido quanto à musculatura, também são cavalos mais parecidos com a raça Puro-sangue inglês.
A moderna raça dos quarto de milha tem a cabeça pequena e afinalada e também uma postura bem firme, com corpo forte e musculoso, destacando-se pela região peitoral largo e forte.
Seu tamanho varia entre 1,50m e 1,60m.

Coloração:

Podemos encontrar os quarto de milha em quase todas as cores. A cor mais comum é a canela, que parece um vermelho amarronzado.
Outras cores conhecidas são: marrom avermelhado, preto, marrom, marrom claro (e outras variações sutis do tom marrom), cinza, e até alguns animais que tem uma coloração que lembra o azul.
Para quem quiser saber mais, procure pelas cores com seus nomes técnicos: zão, baio, alazão tostado, baio amarilho, castanho, cremelo, lobuno, perlino, preto, rosilho, tordilho e zaino.
Há algumas raças que apresentam manchas da cor branca em algumas partes do corpo. Mas isso não é comum. Se o animal tiver muitas manchas de cor branca, provavelmente não será um puro quarto de milha.

Cavalos Quarto De Milha

Cavalos Quarto De Milha

Doenças que atingem a raça:

Como todas as raças, os animais quarto de milha são ocasionalmente afetados por algumas doenças:
▪ HYPP (Hyperkalemic periodic paralysis): caracteriza-se por uma falha genética que ocasiona freqüentes espasmos musculares no animal que podem chegar a causar paralisia, nos casos mais graves.

▪ HERDA (Hereditary Equine Regional Dermal Asthenia): é uma doença que também só se transmite geneticamente de animal para animal. O animal que tem essa doença apresenta uma irregularidade na produção de colágeno pelo organismo que resulta em um ”descolamento” das várias camadas musculares, que deixam de ser firmes. Nos casos mais raros e graves, a pele pode chegar a partir-se ao longo das costas.

Curiosidade:

Os cavalos da raça quarto de milha são conhecidos por serem os mais rápidos do mundo. O recorde existente para essa raça é uma corrida em 20 segundos da distância de um quarto de milha (ou seja, aproximadamente 400 metros).

Por Carol C.

O cavalo quarto de milha foi a primeira raça de cavalos completamente surgida nas Américas, chegando ao Brasil da América do norte ainda na segunda metade do século passado. O quarto de milha é um cavalo extremamente inteligente e bastante dócil, sendo assim, bastante simples de se domar. Além disso, é muito robusto, portanto, ideal para lidas no campo, quando necessário.

Em termos de velocidade, o quarto de milha é considerado um dos cavalos mais velozes do mundo – em provas e competições, ele é um ótimo corredor, e tem bastante facilidade para mudar de direção quando necessário, sem muito esforço pela parte do domador ou do jockey.

Este cavalo é mais comum no sul e sudeste do país, e quando vive no norte e nordeste, seu uso maior é para provas de vaquejada, onde também se destaca pela sua destreza, robustez e grande resistência.

Um comentário

  1. e muoto
    file do boi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>