Como Ensinar seu Cão a Fazer as Necessidades no Lugar Certo

Ensinar seu cão a fazer coco e xixi no devido lugar é uma das grandes preocupações que os donos têm. Contudo, o que muitos não sabem é que há vários motivos para que o cachorro não faça as suas necessidades no lugar certo. E, fundamental ainda é a forma correta de fazer o treinamento do pet, dependendo exclusivamente de como é o problema.

Entenda o Caso

Antes de tudo é necessário entender que, para que se tenha sucesso no treino de cachorros, é importante conhecer a mente deles. A forma de aprender dos cachorros é feita a partir de associações, ocorridas por meio de experiências, acertos e erros. Toda a associação que resulta num resultado prazeroso e positivo para o cão fica ligada de maneira intensa na memória do mesmo, sendo repetida e aos poucos acaba por virar um hábito.

Por exemplo, se todas às vezes o cão for presenteado com um petisco quando fizer as necessidades no local adequado, vai procurar acertar muito mais. Ao contrário, quando ocorrer uma associação ruim, gerando resultados negativos a mesma tende a ser deixada de lado e esquecida. Em razão disso todo o treinamento que gera uma recompensa, como carinho, brinquedo, petisco ou somente o “muito bem”, tende a ser bastante produtivo, contrariamente àquele que usa a punição. 

É fundamental que se entenda que as formas de associações ocorrem de maneira acertada somente se o efeito e a causa se manterem distantes um do outro por pouco tempo. Com isso, só resolve a recompensa ou a reclamação com o cachorro imediatamente depois do ocorrido. Se o tempo ficar longo demais, o cão terá a associação ligada ao ato posterior, seja ele negativo ou positivo. Resumindo, de nada resolve brigar com o cão quando se chega em casa e há coco ou xixi pelo chão. O animal associará a bronca à chegada do dono e jamais com o ato errado.

Muitas pessoas acreditam que o cão sabe quando faz algo de errado, pois seu comportamento se modifica ou sua cara demonstra sua culpa, mas isso não é verdade. Os cães não sabem ao certo quando fazem algo bom ou ruim, o modo como agem está baseado em seus instintos. O que os cães demonstram são suas emoções básicas, como medo, respeito, lealdade e não culpa.

O que os donos interpretam como se fosse culpa, nada mais que submissão, já que o animal lê a atitude grosseira do dono, por isso, se faz de cuidado para não ser castigado, já que teme a ação de seu dono. 

Como Ajudar no Processo de Xixi e Coco no Lugar Correto

O Xixi Para o Filhote

Um cão ainda filhote, da mesma forma que os humanos, não têm facilidade para segurar o coco e o xixi. Quando é preciso, o organismo apenas faz a liberação das substancias, e não tem hora certa para isso ocorrer. Para a sorte dos donos de cães, um filhote tem um aprendizado muito mais rápido que uma criança. Assim que o filhote chega a ter 06 meses de vida, já apresenta um controle completo das funções. Anterior a esse período, errar e acertar o lugar se torna algo bastante habitual.

A forma mais ligeira de fazer com que um filhote saiba qual o local adequado para fazer suas necessidades, e guarde isso na memória é ficar perto dele sempre que puder. A vigilância constante é uma grande aliada, sempre apontando o lugar acertado para o xixi e para o coco.

Se a vigilância não puder ser constante, o melhor é deixar o filhote num lugar seguro e fechado, para que ele não se machuque e nem saia carimbando todos os móveis com suas necessidades, lembrando que o lugar destinado ao xixi e coco precisa ser forrado com jornal, para que o mesmo possa usar sem ficar sujo e que entenda que o lugar para isso é diferente dos demais.

Quando o cão vai fazer suas necessidades, seu comportamento muda, por isso, se o dono conhecer bem seu cão saberá qual a hora certa para levá-lo ao “banheiro”. Brigar com ele ou gritar não vai adiantar nada. É importante reforçar o comportamento positivo com carinho ou petiscos, para reforçar isso na memória, deixando contente com o ato.

Outra dica importante é observar o horário em que os cães fazem suas necessidades, lembrando que, a exemplo dos seres humanos, o relógio biológico do cão também possui hora certa, sendo que para o xixi, o tempo é bem mais reduzido, não chegando a duas horas entre uma liberação e outra. Os horários que compreendem o logo depois de acordar, e o depois da alimentação são os mais críticos, por isso precisam de uma fiscalização mais acentuada.

É fundamental que todo o enfoque seja feito nos acertos, e deixando de lado os erros, dessa forma os filhotes se tornam mais felizes e confiantes. Se o filhote for pego fazendo as necessidades no lugar errado, basta dizer não e levá-lo até o local certo. E quando ele terminar suas necessidades no lugar certo recompense seu comportamento.

O Xixi Durante o Estresse

O problema de xixi no lugar errado pode acontecer ainda com os cachorros mais velhos, que já sabiam fazer as necessidades no ligar certo, mas em razão do estresse acabaram perdendo a noção. Exemplos sobre o assunto: chegada de um animal novo na casa, mudança de casa, vinda de um bebê, ausência dos donos de forma prolongada, entre outros.

Dependendo do cachorro, não precisa ser uma mudança muito brusca, qualquer alteração na rotina já pode vir a desencadear uma volta ao ponto de partida. A maneira correta de se lidar com o animal é retomar o treinamento primeiro, voltando a fiscalizar o cão, da mesma forma que se faz com o filhote. Abolir ou ao menos diminuir a carga de estresse para o animal, ajudando assim num reaprendizado mais rápido. Caso o dono prefira investir no treinamento, pouco tempo após o cão já voltará aos seus hábitos comuns, tomando cuidado para não fazer as necessidades no lugar errado.

Há ainda o xixi de separação ou de ansiedade, o xixi de submissão ou medo, o xixi feito durante a demarcação de território e ainda muitos outros. Por isso, é importante que o dono conheça bem seu animal para saber distinguir cada um deles.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Adestramento

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *