Cágado da Lagoa

Há inúmeras espécies de quelônios na natureza, inclusive aqueles que podemos ter em casa, como animais de estimação. Dentre eles podemos citar o Cágado da Lagoa.

Características

O animal conhecido como o Cágado da Lagoa tem uma carapaça em formato achatado e oval. Além disso, seu pescoço é mais comprido que das demais tartarugas, possuindo uma cor que pode variar entre o verde ao acinzentado, sendo que sua carapaça tem um contorno amarelo.

Outra característica diferenciada está no formato de sua cabeça, que é achatado, também em tons de cinza, contendo duas faixas coloridas, que inicial no focinho e terminam no pescoço, uma em cada lado da cabeça. Ao contrário de outros animais os indivíduos machos têm tamanho menor que as fêmeas.

Ficha Técnica

  • Esses animais possuem uma expectativa de vida de aproximadamente 40 anos
  • O tamanho aproximado dos animais pode variar entre os 35 a 40 cm
  • No Brasil o animal é chamado de Cágado da Lagoa
  • No idioma inglês ele recebe o nome de Hilaire’s side-necked turtle
  • O nome científico da espécie é Phrynops hilarii
  • Sua origem se dá no Brasil

Maiores Informações

Os cágados têm por hábito a vida em conjunto, porém, podem se adaptar com facilidade à vida sozinhos. Esses animais ficam grande parte do dia na água, entretanto precisam também da terra para se manterem aquecidos. Dentro d’água são bastante espertos e ágeis, mas isso não se mantém quando estão em terra firme, pois nessa situação são bastante lentos.

Cuidados Necessários

Da mesma forma que a tartaruga e outros répteis, tem o sangue frio e, por isso, necessita do aquecimento solar ou até mesmo de luz artificial para se manter quentinho. O grau da temperatura é fundamental no cuidado com esse animal e precisa estar garantido em algo aproximado de 20 a 25° C. Esses indivíduos são muitos sensíveis a temperaturas mais baixas.

Como esse animal precisa da água para se manter vivo, por isso, o cuidado com a mesma precisa ter regularidade. A água do animal deve ser removida no mínimo a cada quinze dias para que se evite o acumulo de bactérias.

Há no mercado de pets, inúmeras alternativas de produtos para o cuidado com a água, até mesmo filtros, que se mostram uma excelente opção para que seja mantido o equilíbrio do modo de vida do animal.

A Alimentação Mais Correta

Os cágados que são mantidos em cativeiro têm por hábito se alimentar por meio de uma ração vendida já pronta, sendo específica para esses tipos de animais, entretanto ainda podem comer qualquer tipo de carne e ainda de peixes.

O Melhor Espaço para a Criação

Os cágados necessitam de ambientes que envolvem parte terra e parte água, como aqueles disponibilizados para as tartarugas aquáticas. O melhor é deixá-los em lugares no quais o sol tenha maior predominância, entretanto deve haver uma proteção correta para que os animais possam se esconder durante os horários de sol a pino.

Na falta da luz natural, pode-se fazer uso de lâmpadas fluorescentes, para promover o aquecimento dos animais. Para que o animal possa fazer a absorção do cálcio, ponha uma lâmpada que passe os raios ultravioletas.

Variações da Espécie

O nome científico é Phrynops hilarii, sendo chamado de forma popular como cágado-de-barbelas ou cágado-cinza, porém seu habitat natural é a água doce, fazendo parte da família Chelidae.

O animal chamado de cágado-cinza tem uma carapaça achatada e oval, com tamanho aproximado de mais ou menos 40 cm, com peso aproximado de 05 kg. Sua expectativa média de vida é de no máximo 40 anos. A cabeça com formato achatado, mas o focinho aparenta algo pontudo, contando com duas barbelas coloridas. Esse animal tem uma faixa escura em ambas as laterais da cabeça, iniciando no focinho e chegando até o fim do pescoço.

Essa espécie de animal é onívora, com isso, alimenta-se tanto de répteis, como de aves, peixes e ainda de animais mortos e pequenos mamíferos. Quando na natureza, prefere se instalar próximo a lagos, riachos e brejos, contando assim com uma grande parte de vegetação aquática.

Em solo brasileiro pode ser encontrado com maior frequência em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, aparecendo ainda no Nordeste da Argentina e em parte do Uruguai.

A Reprodução

Quase sempre tem dois períodos anuais de postura de ovos, um deles que vai entre os meses de fevereiro a maio e a outro que engloba os meses finais do ano, de setembro a dezembro. A ninhada tem um número que varia entre os 09 e os 14 ovos, podendo chegar a um número bastante superior, cerca de 32 ovos, e o período para a incubação é de mais ou menos 150 dias.

Os Quelônios

Os testudines ou quelônios como são mais conhecidos, são o grupo que agrega todos os animais conhecidos como tartarugas, aqueles que já foram identificados ao redor do mundo. Como esses indivíduos se originaram não é bem formulada, ainda que se saiba que os mesmos já estão por aqui há mais de 220 milhões de anos, quando a Terra tinha somente um supercontinente denominado Pangea.

Há atualmente cerca de 13 famílias de quelônios, contando com 260 espécies e 75 gêneros, sendo que destes, existe somente seis gêneros que contam com 07 espécies marinhas. Todos eles são bem fáceis de serem reconhecidos em razão de seu casco ou carapaça, que é formada da união das costelas e da coluna vertebral achatada. Junta ao plastrão, que é a parte do meio do casco, o casco constituiu uma rígida caixa óssea, encoberta por placas de queratina, que protege esses animais contra os ataques dos predadores.

Eles pertencem ao mundo dos répteis originários de seus ancestrais terrestres. Ainda que tenham capacidade para passar por períodos longos na água, possuem sua respiração feita por meio dos pulmões, e precisam sair da mesma para a completarem a reprodução, pondo seus ovos em terra firme.

Da maneira diversa dos répteis terrestres, que protegiam a região do ventre através do contato direto com o solo, a evolução fez com que o animal recebesse o plastrão, numa primeira etapa, e depois a carapaça, formando uma espécie de escudo protetor, aumentando assim sua expectativa de vida na natureza.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Répteis

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *