Lagartixa-Ibérica

As Lagartixas não são dos animais mais populares no gosto das pessoas, mas podem ser extremamente úteis para nós, já que são predadores das temidas aranhas marrons. Devido a esse verdadeiro “serviço” que elas nos prestam, vale a pena saber um pouco mais sobre uma das espécies mais interessantes do mundo, a Lagartixa-ibérica.

Para começar, devemos destacar que a região Ibérica (Portugal e Espanha) é um dos lugares do mundo com mais espécies de lagartixas do mundo. Dentre todas as espécies portuguesas, podemos dizer que a Lagartixa-ibérica é a graciosa, por assim dizer. Quando podemos observar de perto um espécime desses, percebemos que ele tem uma forma bem aplanada.

Essa forma plana é o que permite que essa lagartixa se movimente com facilidade por cima das rochas que compõem a região em que podemos encontrá-la. O tamanho dessa lagartixa é médio e a sua cabeça é chata. As órbitas são salientes e o focinho pontiagudo, características que tornam a Lagartixa-ibérica facilmente reconhecível.

Em relação à cor desses espécimes, é geralmente parda, a variação de cor são tonalidades de verde que podem ser mais destacadas nos machos. Nos flancos é possível observar um tom acastanhado ou negro. Já a parte ventral desses animais é em grande parte dos casos, esbranquecida ou amarelada.

O Habitat Da Lagartixa-ibérica

Essa lagartixa pode ser encontrada numa grande variedade de habitats, em geral o que é comum em todos os lugares são os substratos e rochas. Como já dissemos, se trata de uma espécie adaptada aos lugares rochosos, e por isso mesmo, é mais fácil encontrá-la em locais com esse tipo de vegetação.

A preferência dessas lagartixas são áreas abertas, o campo é a principal escolha dessa espécie, mas também pode ser largamente encontrada na cidade. No ambiente urbano essa lagartixa ocupa muros, locais com jardim, dentre outras possibilidades.

A Reprodução Da Lagartixa-ibérica

Em geral, o período mais intenso de reprodução começa em fevereiro, a luta territorial nesse período é intensa. Em meio a essa disputa de espaço, os machos perseguem as fêmeas para a reprodução. O período destinado à cópula vai de fevereiro a abril, o ato reprodutivo varia bastante em relação a tempo, pode durar cerca de minutos ou mesmo horas.

Os ovos são postos entre os meses de abril e julho e uma fêmea pode fazer até duas posturas de ovos (cada uma pode ser de 1 a 5 ovos).

A Alimentação Da Lagartixa-ibérica

A Lagartixa-ibérica é uma espécie basicamente insetívora, ou seja, ela se alimenta de presas de pequeno porte como moscas, centopeias, aranhas, formigas, escaravelhos dentre outras espécies. Uma das principais características que auxilia na hora da caça do alimento é o fato de essa lagartixa ser muito rápida, assim, as suas presas acabam não tendo muita chance.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Répteis

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *