Mucura

O Mucura

Mucura

Mucura

Mucura é o nome popular que o gambá recebe na Amazônia. A mucura pertence ao reino animália, é do filo chordata, da classe mammalia, infraclasse marsupialia, da ordem didelphimorphia, da família didelphidae e do gênero didelphis.

A cor do gambá normalmente é cinza bem escuro, é um animal ligeiramente pequeno, com no máximo cinqüenta centímetros, sua cauda tem o mesmo comprimento, pesa em torno de cinco quilos e seria um animal muito dócil se não fosse tão desconfiado. Agora já conhecemos um pouco mais sobre o gambá, popularmente conhecido como mucura.

Alimentação e reprodução do mucura

Gambá

Gambá

Os gambás têm hábitos noturnos, é de noite que ele sai para caçar seus alimentos, normalmente alimentam-se de ovos, vermes, lagartos e filhotes de pássaros.
São animais um tanto anti-sociais, porém quando estão na época de acasalarem procuram suas duplas para procriarem sem maiores problemas, são bastante interesseiros.

As fêmeas têm o hábito de construir ninhos com galhos e folhas que encontra no seu habitat, tudo para receber melhor seus filhotes. As fêmeas reproduzem cerca de três vezes ao ano e tem em média quinze filhotes por gestação. Os gambás são “famosos” pelo seu fedor, exatamente, os gambás produzem na região das axilas, um líquido com um cheiro horrível, fortíssimo e este animal usa esse fedor como sua arma de defesa.

O engraçado é que esse mesmo cheiro insuportável é o cheiro que a fêmea expele na época do cio, esse mesmo fedor que usa como defesa, também é usada para atrair o macho e procriar. Filhotes de gambás nascem pesando gramas e terminam de se desenvolver na bolsa da mãe. Um gambá criado em seu habitat normal dura em torno de cinco anos, porém quando criado em cativeiro seu tempo de vida é reduzido.

O gambá gosta do sangue dos animais, muitos biólogos classificam este animal como sanguinário, por ele ter essa preferência maior pelo sangue do que pela própria carne. O animal fedorento costuma abrir o pescoço (de uma maneira que rompe a jugular) de sua presa de uma forma que jorra sangue e ele fica satisfeito. O gambá tem prazer em matar as aves, muitas vezes não consegue beber o sangue de todas que mata. Quando está saciado entra em um estado de “êxtase” que parece que está de ressaca no dia seguinte. Daí vem o mito que o gambá gosta de álcool.

Origem do nome

Sobre

Sobre

O nome gambá surgiu da língua tupi-guarani que corresponde a um seio vazio, uma referencia ao marsúpio (a bolsa materna da fêmea). Uma estratégia muito usada pelos gambás (fora o líquido fétido) é fingir-se de morto até que o predador desista dele, o gambá tem a habilidade de ficar imóvel mesmo sob muitos empurrões do predador, e assim que ele se distrai, o gambá foge em direção a floresta. Apesar de ser fedorento este animal não representa perigos ao homem, mesmo assim são muito caçados.

Por Luiziane Acunha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>