Aranha (Ordem Araneae)

As aranhas são indivíduos artrópodes que pertencem à Classe Arachnida, da qual ainda pertencem os escorpiões, apresentando como característica principal a divisão do corpo em abdome e cefalotórax. As aranhas contam especialmente com apêndices, quatro pares de pernas, quelíceras e ainda fiandeiras, responsáveis por tecer as belas teias, sua marca registrada. Mas como muitos confundem as aranhas com os demais bichos, elas não são insetos, por não estão vinculadas a Ordem Insecta.

A Ordem Araneae

As aranhas fazem parte da Ordem Araneae, sendo um dos grupos que possuem mais animais no que tange à diversidade. Essas importantes predadoras estão disseminadas em todos os lugares do mundo, havendo somente no Brasil um total aproximado de 12 mil espécies.

Apesar de muitas delas causarem até pânico em algumas pessoas, são bastante importantes para o controle da população de diversas espécies de invertebrados, entre eles os inclusive insetos.

As Aranhas

Os indivíduos que fazem parte desse imenso grupo, não possuem um par de antenas e três pares de pernas, como acontece com os insetos, já que não possuem essa primeira parte do corpo, e ao contrário dos outros têm oito patas, dispostas em quatro pares. E, como já informamos anteriormente, o tórax e a cabeça fazem parte de uma única estrutura, conhecida como cefalotórax; e, apenas nas das aranhas, na ponta oposta do corpo estão localizadas as fiandeiras.

As aranhas são a segunda maior ordem de espécies Aracnídeas, do mundo, perdendo campo somente para a ordem Acari, a qual pertencem os ácaros. As muitas espécies de aranhas existentes são divididas em mais de 100 famílias, sendo que cerca de 30 delas são consideradas perigosas para o homem. 

no images were found

Sua Localização

A disseminação das aranhas é bastante extensa, e, de acordo com estatísticas atualizadas há mais ou menos mais de 35 mil espécies conhecidas ao redor dos cinco continentes. Como sobrevivem da caça de pequenos insetos e outros indivíduos invertebrados, controlam as espécies menores. Em diversas oportunidades, com a finalidade de se alimentarem, constroem teias bastante diferenciadas e aguardam até que suas refeições fiquem presas em tais lugares. 

O Veneno

Grande parte das aranhas possui veneno em suas presas. Entretanto, ocorre que nem todas elas possuem a capacidade de inoculá-lo em suas vítimas. Em alguns casos especificamente, é preciso que a pessoa procure por socorro médico imediatamente, para que receba o soro correto contra a ação problemática do veneno.

A maior espécie desse animal existente é a aranha Theraphosa blondi, cujo tamanho aproximado chega a 20 centímetros somente de envergadura e, em contrapartida, a menor delas é a Patu Digua Forster que possui o tamanho referente a uma cabeça de alfinete.

A maioria das espécies de aranhas constroem suas teias para pegar suas vítimas, com isso, desempenham estratégias extremamente surpreendentes de predação, e, além disso, possuem veneno, sendo, portanto, bastante complicado encontrar com elas por aí. Entretanto, ainda que se tenham tantas aranhas no mundo, os acidentes não acontecem com frequência. e somente acontecem quando sentem medo por algum motivo.

Por isso, é preciso ter muito cuidado, com ambientes propícios para o aparecimento desses animais, como dentro de calçados, atrás de cortinas e móveis e ainda outros. 

Aranhas Venenosas Encontradas No Brasil

No Brasil há três espécies de aranhas peçonhentas, são elas: Latrodectus, Phoneutria, e também a Loxosceles, que correspondem às viúvas-negras, armadeiras, e as aranhas-marrom. Além dos dados informados, outra informação importante é a que as aranhas caranguejeiras não são capazes de fazer a inoculação de seu veneno.

Agora, as armadeiras fazem parte de um grupo de aranhas bem mais agressivo e, por isso, perigoso. Assim que partem para o ataque, elas erguem as patas da frente e, apoiadas somente nas traseiras, pulam para atingir seu alvo.

Grande parte dos acidentes que envolvem as aranhas é ocasionado por animais que pertencem a este gênero, cujo ataque pode provocar vermelhidão, dor intensa, pequeno edema e ainda sudorese.

O que aranhas que são chamadas de viúvas-negras recebem este nome em razão de sua atitude, que, ao final do acasalamento, em muitas aranhas pertencentes ao grupo, a fêmea com bastante violência arranca a cabeça do indivíduo macho e depois o devora inteiramente. Seu veneno também é bastante potente e provoca sintomas muitos semelhantes do anterior, como dor intensa, taquicardia, sudorese, contrações musculares, hipertensão e, em casos mais graves, até o choque anafilático. Nos homens o veneno pode ocasionar o priapismo: uma forma de ereção contínua e quase sempre muito dolorosa.

No caso das aranhas marrons que têm tamanho menor, seu veneno é muito mais forte. Elas não são tão agressivas, porém atacam quando são apertadas em direção ao corpo, causando uma ferida que demora muito a cicatrizar e que ainda pode gerar uma necrose no tecido, especialmente se a pessoa ferida não tomar as devidas precauções. Algumas pessoas que são infectadas também podem vir a desenvolver um quadro sério de anemia e ainda insuficiência renal, por isso, é muito importante procurar ajudar logo que se perceba a picada.

É bom saber que para todos os casos de acidentes com aranhas há sempre um soro específico que pode ser usado para o combate ao veneno, cuja aplicação é feita de forma intravenosa. Além disso, alguns médicos podem vir a recomendar o uso concomitante de anti-histamínicos, com a finalidade de prevenir possíveis reações alérgicas. 

O Pavor De Aranhas

A Aracnofobia é um medo ou pavor de aranhas ou ainda a qualquer tipo de coisa ou objeto que se assemelhe a aranhas, até mesmo suas teias. Apesar de parecer brincadeira esse é um dos medos mais comuns entre homens e mulheres, o que vem a corresponder a 10% dos homens e 50% das mulheres.

Estes pavores parecem uma forma exacerbada de resposta ao instinto de sobrevivência que todos temos. Por isso o medo tão grande está vinculado a preservação da vida e da saúde.

Divisões

Os aracnídeos se encontram divididos em subordens, que são duas: a Opisthothelae e a  Mesothelae, sendo que a primeira está separada em duas infraordens: a  Mygalomorphae e Araneomorphae.

Todas as informações acima colocadas são importantes para evitar possíveis enfrentamentos com esses animais, pois uns podem ser agressivos, outros não, assim como venenosos ou não. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Insetos e Aranhas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *