Dicas Para Conviver Melhor Com o Seu Animal De Estimação

Todo mundo gosta de ter uma companhia nos mais variados momentos do dia. Quase sempre essa companhia é um animal de estimação. Porém, nem sempre a relação do dono e do animal de estimação é perfeita. Se você enfrenta dificuldades nessa convivência ou mesmo quer ter uma vida mais feliz e tranquila junto com o seu amigo, confira as nossas dicas.

Dicas Práticas

Considere a Sua Família

Um animal de estimação deve ser mais um integrante da sua família e não peso para ela. Dessa forma, antes de levar o bichinho para casa tenha a certeza que ele será um motivo de alegria para todos e nunca de discórdia.

Quando um animal gera brigas em família, todos sofrem, inclusive ele. Pois, tenha a certeza de que os animais sentem quando são rejeitados.

A Alimentação

Um animal bem alimentado é um animal feliz e por isso, cuidar da alimentação dele é essencial para uma convivência melhor. Tenho o cuidado de escolher o tipo de comida certo para ele, ou seja, os animais adultos precisam de comidas para adultos e os filhotes para filhotes.

Além disso, pergunte ao veterinário quais são os alimentos que podem fazer bem se inclusos na dieta alimentar do seu amigo. Não inclua nada na alimentação dele que você não tenha a confirmação de um profissional que fará bem.

A higiene do local em que a comida do seu amigo fica também, é muito importante. Troque sempre que possível a água para que em todos os momentos do dia haja água fresca e também, limpe o recipiente da comida do seu amigo. Evite os restos de comida velha para que não haja proliferação de ratos, baratas e afins.

A Higiene

Um animal é sempre um motivo de preocupação em relação a higiene da casa. Independente de qual animal seja é importante manter o espaço em que ele fica na casa sempre limpo.

Esteja sempre atento para limpar as necessidades feitas por eles. De preferência, no caso de cães e gatos, ensine-os a fazer em um único local. Já no caso de pássaros é necessário manter a gaiola sempre limpa. A sujeira causada por esses animais pode ser um fator atraente para ratos e baratas.

Além disso, quando o animal de estimação gera sujeira na sua casa saiba que a culpa é sua, pois é você quem deve limpar e deixar tudo em dia. Não brigue com os seus animais, pois isso não resolverá. O que resolve mesmo é ter cuidado e manter tudo sempre limpo.

O Veterinário

Quando assumimos a responsabilidade de ter um animal de estimação, estamos prometendo para nós mesmos que iremos cuidar dele em quaisquer circunstâncias. Dessa forma, é importante ter um veterinário de confiança para examinar o seu bichinho sempre que possível.

Mantenha ele sempre vacinado e a qualquer possível sinal de doença procure o veterinário. É sempre melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?

Atividades Físicas

Alguns animais como cães, por exemplo, têm grande energia e podem se tornar um verdadeiro terror para a sua casa quando não gastam essa energia da forma correta. Uma dica para conviver bem com os seus amiguinhos do mundo animal é ter uma rotina de atividades físicas.

Quando os animais gastam a energia que têm em atividades divertidas com o seu dono, não irão criar problemas bagunçando a casa. Assim, a sua convivência com o seu animal de estimação será ainda melhor.

Situações Do Dia a Dia

Em nosso cotidiano com os nossos animais de estimação, algumas coisas acontecem e podem acabar com a boa convivência entre a sua família e o bichinho. Saiba quais são essas situações e como proceder em cada uma delas. Dessa forma, você poderá evitar diversas diferenças.

Quando o Cão é Eufórico

Quem tem cachorro em casa sabe que um cão eufórico pode ser muito desagradável, pois ele está sempre agitado e quebrando ou esbarrando em algo. Antes que se comportamento exclua ele da casa, é importante que você tome algumas atitudes.

Comece não incentivando esse comportamento no seu cão, pois tudo o que ele faz é porque alguém ensinou que este era o certo. Desse modo, não faça festa para ele quando chegar em casa e nem entre na bagunça. Mas, evite brigar ou gritar com o animal durante as “crises” de mau comportamento do mesmo.

Apenas deixe claro que ele não pode agir de tal modo com a sua linguagem corporal. Tendo ajuda para adestrar o seu cão, você perceberá que é bem fácil evitar esses problemas. Descubra que apenas um olhar sério pode ser a grande solução.

Comida Não é Carinho

Lembre-se sempre que carinho não é comida e se você tenta compensar o seu amigo dando alimentos para ele porque não pode estar presente tanto quanto gostaria, saiba que está muito errado. Muitos animais tem se tornado obesos devido a esse tipo de compensação.

O melhor para tentar compensar o seu amigo é dar mais qualidade ao tempo que passam juntos. Quantidade nem sempre é tudo. Se nas poucas horas que passam juntos você demonstrar o quanto gosta dele e for carinhoso, tenha a certeza de que já será o suficiente.

Você Não é Veterinário

Muitos donos acham que conhecem tão bem os seus cães que acreditam que podem medicá-los sozinhos. Porém, não é assim. Saiba que você não é veterinário, não sabendo o que realmente se passa com o seu amigo. Não dê remédios a ele por conta própria e procure um veterinário para saber como agir.

Quando Seu Amigo Perde a Fome

Um dos principais sintomas de que existe algo errado com um animal de estimação, qualquer animal que seja, é a perda de apetite. Um dos principais erros dos donos é tentar forçar o animal a ingerir alimentos.

Para que você ajude de verdade o seu amigo, é importante procurar um veterinário para examiná-lo de forma que seja possível identificar qual é a doença ou problema pelo qual ele está passando.

Convivendo

A convivência nem sempre é fácil, nem mesmo com outras pessoas. Imagine então com um animal que não entende nada do que você diz. Porém, para que a convivência seja boa entre donos e animais, é importante que haja respeito e cuidado. Tenha amor pelo seu animal de estimação antes de tudo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *