Lacraia

Lacraia. Esse nome pode ter uma conotação totalmente negativa se dada a uma pessoa mas na verdade não ofende no reio da fauna. Pouca gente sabe, mas o termo “lacraia” é nome de um animal que tem várias ações benéficas para os seres humanos, mas que passam invisíveis por não serem animais domésticos e não poderem ser vistos ao menos comumente em casas urbanas.

Origem do nome

A origem do nome negativo da lacraia vem do aspecto dela, que muitas pessoas acham que é repugnante por não ser dos animais mais belos de se ver, ao menos não como a borboleta. Por isso, ela é muito pisada pelas pessoas que acham que o bichinho não é das melhores companhias em casa mas não é bem assim. Ela faz bem a saúde de certa forma.

O Que é Uma Lacraia?

Na verdade, a lacraia é uma espécie de centopéia, ou seja, um animal que como locomoção se rasteja através de vários pares de patas peludas que dão origem ao nome “centopéia”, de “cem”. Não são maiores que uma palma de mão e são vistas rastejando, não costumam aparecer nas paredes, mas é possível pois suas patas permitem que se apregoe a superfícies inclinadas.

Lacraia – Animal Peçonhento

As lacraias também conhecidas popularmente como centopeias ou escolopendras pertencem ao gênero Scolopendra e são animais peçonhentos embora o seu veneno não seja muito perigoso para o ser humano. Existem cerca de 3.000 espécies pertencentes a classe Chilopoda e estão presentes em todos os continentes.

Alguns espécimes podem chegar a medir aproximadamente 50 cm de comprimento. Muitas pessoas se enganam acreditando que as lacraias são animais completamente inofensivos que causam repulsa somente pela sua forma física, porém, podem ser predadores bem eficientes.

Para se ter uma ideia algumas espécies tem a capacidade de comer pequenos anfíbios, roedores e até mesmo alguns tipos de serpentes. Quando se sente ameaçada a lacraia levanta a sua cauda, porém, não se engane que não é na cauda que estão os ferrões. Os perigosos ferrões estão nos maxilípedes que é um par de patas adaptado para ser um tipo de mandíbula e assim inocular o veneno.

Lacraia

Lacraia

A Lacraia é peçonhenta, mas seu veneno não oferece muito perigo à raça humana. Possuem hábitos noturnos e durante o dia escondem-se durante pedras, folhagens ou qualquer ambiente escuro e úmido que lhe possa oferecer abrigo. Tem o costume de levantar sua cauda quando ameaçada, porém não é através dela que injeta seu veneno, e sim pelos ferrões.

São capazes de alimentar-se de pequenos roedores, insetos pequenos ou grandes e até mesmo cobras. Não são registrados muitos acidentes com esse animal, tendo em vista que o estado do paciente depende da quantidade de picadas dada e da quantidade de veneno injetada, além da reação que a pessoa terá sobre o veneno.

Características Das Lacraias

As lacraias possuem o corpo dividido em cabeça e tronco. Na cabeça elas tem duas antenas e dois olhos. Já o tronco é formado por um monte de segmentos, cada um com um par de pernas. Então, para as diferentes pernas de centopeia há um tronco, ou um pedaço de tronco. Embora se pense que as patas se movem de forma repetida, isso não é verdade, cada uma funciona num sistema integrado, que faz com que a pata de trás de o empurrão para a pata da frente, e assim a centopeias se move.

Não é uma coordenação de movimentos, e sim um sistema. As centopeias vivem até 6 anos e elas vivem mais em ambientes úmidos, com muito; água, como lodo e troncos podres. Elas gostam de ficar sobre pedras, cascos, vasos velhos, folhas, sempre cobertas da chuva, pois elas não se dão bem com muita água.

Além disso, elas constroem um sistema de câmeras por debaixo da terra meio pela qual as lacraias saem se rastejando para se esconder da luz do sol e não as artificiais, pois esta faz mal a seu corpo já que a lacraia é extremamente sensível aos raios ultra violetas. Em resumo, as lacraias vivem nos ambientes úmidos e com pouca luz do sol, de preferência com terra e folhas.

Como já foi citado, as lacrais são importantes para nós porque elas se alimentam de filhotes de baratas e de mosquitos, diminuindo a população desses animais que incomodam a população de uma forma geral, principalmente no verão.

O Corpo Da Lacraia

Um dos principais destaques dessa espécie é o seu corpo que é dividido em tronco e cabeça. As lacraias possuem na cabeça um par de antenas, dois pares de olhos simples e os temidos maxilípedes. O tronco é o que torna a lacraia notória, dividido em diversos segmentos, em cada um o animal possui um par de pernas com articulação.

Uma curiosidade é que as patas desses animais não se movem simetricamente como acontece com os miriápodes e sim através de um sistema geral em que algumas patas produzem apenas um apoio e o empuxo que tornam esses espécimes muito rápidos. 

As Condições De Vida

As lacraias ou centopeias podem viver até seis anos desde que em condições ideais, a preferência desses animais é por ambientes úmidos, quase sempre sob troncos ou folhas podres. Os espécimes ficam alojados sob cascas de árvores, pedras, troncos em decomposição ou em outros locais. Para sobreviver esses animais constroem um sistema de galerias em que há uma câmara principal em que é possível ao animal se esconder.

Fique atento, pois esses animais podem ser encontrados em entulhos, hortas, xaxins, vasos, sob tijolos, entre outros lugares. O banheiro é um local da casa que esse tipo de animal adora pelo fato de ser úmido e não receber luz do sol.

Lacraia – Acidentes

Esses animais têm hábitos noturnos o que os torna presas de corujas, musaranhos, sapos e ouriços. Apesar de o veneno desse animal não ser realmente perigoso para o ser humano pode causar acidentes desagradáveis e bem dolorosos. A maior parte dos casos de acidentes acontece porque a pessoa distraída pega em algum objeto em que o animal está. O efeito do veneno varia de pessoa para pessoa, tudo depende da sensibilidade ao mesmo e também de quantas picadas a pessoa levou.

Em Busca De Umidade

Os animais que pertencem a superclasse dos myriapoda geralmente contam com órgãos de tomosvary que agem como higroreceptores. Basicamente esses órgãos ajudam as centopeias a encontrarem locais com mais umidade. Vale ressaltar que esses animais têm grandes problemas com a eliminação de água.

Um dos principais motivos pelos quais os miriápodes apresentam grande perda de água é que eles tem espiráculos que servem para a respiração e quando ficam abertos acabam tornando mais fácil a perda de água através de evaporação. Dessa forma é importante encontrar locais com uma boa umidade. 

Reprodução

As lacraias são animais quilópodes que tem os sexos separados, o desenvolvimento pode acontecer de forma direta ou indireta. Geralmente, no começo da primavera a fêmea bota entre 15 e 50 ovos que medem cerca de 1 mm de diâmetro. A fêmea enrola a sua cauda em torno dos ovos durante umas quatro semanas e depois desse período os ovos eclodem e os filhotes nascem iguais à mãe. Durante esse período a lacraia fica bastantes vulnerável.

Expansão Da Espécie

Podemos dizer que as lacraias tem uma grande capacidade de adaptação, uma prova disso é a expansão da espécie com 15 pares de patas que tem a sua origem no mediterrâneo e que se espalhou por todo o hemisfério norte. Ressaltamos ainda que ao contrário da crença popular esses animais não transmitem doenças.

Na Coreia e na Indochina como um todo esses animais são consumidor como remédio depois de serem secas ao sol. 

Cuidados Com Lacraias

Espécies Comuns Em Áreas Urbanas

Dentre as cerca de 3 mil espécies de lacraias que existem três delas se destacam como as que mais aparecem em ambientes urbanos.

Lacraia Gigante

Essa espécie é uma das principais predadoras de lesmas, vermes e insetos. Para localizar as suas presas se vale das suas longas antenas e assim que encontra a sua “vítima” imobiliza a mesma com a ajuda dos seus ferrões repletos de veneno. Com essas pernas modificadas sob a forma de presas a lacraia gigante é capaz de paralisar a sua presa e com as mandíbulas despedaçá-la. 

Lacraia Comum

Esse tipo de lacraia prefere se alimentar de espécies do mesmo tamanho que ela, podendo inclusive atacar outras lacraias. Gostam de ambientes úmidos e tem 15 pares de patas.

Lacraia Venenosa

As lacraias do gênero Scolopendra podem ser encontradas nas Américas, África e Ásia podem chegar a medir até 30 cm de comprimento e podem entrar nas casas em busca de insetos. Para os insetos a picada da lacraia é letal, nos seres humanos provoca intoxicação leve. 

Como Evitar Acidentes

É possível prevenir o aparecimento de lacraias na sua casa por meio de dedetização, porém, também é importante ter certos cuidados para evitar possíveis acidentes dolorosos com esses espécimes.

Limpeza

Para evitar que esses animais peçonhentos se instalem na sua casa é necessário acabar com as boas condições para eles como manter limpos locais como garagens, sótãos, quintais, depósitos entre outros. Fique atento também a entulhos, tijolos, lenha, lixo, folhas secas entre outros.

Use Luvas

Se for necessário manusear materiais de construção, por exemplo, use luvas de raspa de couro e calçados que sejam bem fechados, pois esse tipo de ambiente é bastante propício para esses espécimes.

Sem Espaços

Feche frestas de portas, soleiras e outras possíveis entradas desses animais no seu lar. 

Fotos de Lacraia

Confira a seguir uma galeria de fotos de lacraia que preparamos para vocês. 

Fotos de Lacraias gigantes

Lacraia Gigante da Amazônia

Lacraia Gigante da Amazônia

Lacraia Gigante na vassoura

Lacraia Gigante na vassoura

Lacraia Gigante

Lacraia Gigante

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Informações

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *