Arara Vermelha De Cuba – Arara Tricolor

A Arara Vermelha de Cuba era uma espécie de ave que viveu na ilha de Cuba (como o próprio nome da espécie indica), e acabou se tornando uma espécie extinta no século XIX.

A Arara Vermelha Cubana é uma espécie pertencente a ordem dos Psitaciformes – ordem composta por 360 espécies de aves diferentes que estão divididas em 80 gêneros, que se caracterizam por serem aves que possuem um bico forte, grosso e recurvado, e pés adaptados à preensão, entre outras características.

Na ordem das Psitaciformes, as aves possuem hábitos de se alimentarem de frutos, sementes e grãos. Nessa ordem estão inseridas uma serie de aves muito conhecidas como as Araras, Apuins, Cacatuas, Caturritas, Papagaios, Periquitos e outras espécies.

As aves pertencentes a essa ordem ou família, habitam as regiões que possuem clima quente e temperado de todo o planeta.

O Gênero Ara

Esse gênero de aves psitaciformes se caracteriza por viverem nas regiões de clima tropical e subtropical de todo continente americano.

As aves desse gênero se caracterizam por serem muito coloridas, com plumagens nas colorações verde, vermelha, amarela e azul e com combinações dessas cores. O rosto dessas aves não possui penas e se destacam por apresentarem uma pele esbranquiçada.

A cauda das aves desta espécie se caracteriza por serem compridas e afiladas, e a grande maioria das aves (Araras) pertencentes a este gênero (Ara) estão correndo o risco de serem extintas, por causa da caça excessiva e devido ao desmatamento e depredação do seu habitat natural.

As Características Da Ara Tricolor – Arara Vermelha De Cuba

A Ara Tricolor ou Arara Vermelha de Cuba é uma ave que possui o nome cientifico (ou binominal) de Ara Tricolor Bechstein.

A Arara Vermelha de Cuba é uma ave que possuía um tamanho relativamente pequeno, e apresentava em torno de 50 (cinquenta) centímetros de comprimento.

Quanto as cores dos animais da espécie, tanto as Araras Vermelhas de Cuba Macho quanto as aves fêmeas, possuíam plumagem com a cor vermelha acastanhada como dominante. As aves ainda apresentavam tons de amarelo e laranja espalhados pelo corpo (garganta, testa, pescoço e peito), com as penas sendo da cor azul, em suas asas e calda. Na região próximo as olhos, a cor era esbranquiçada.

O habitat natural deste tipo de arara eram as florestas tropicais da famosa ilha caribenha (Cuba). 

A Ara Tricolor – Arara Vermelha De Cuba Na História Do Mundo

Os anais da historia, registram que no final do século XV, os ricos europeus ficaram fascinados com as especiarias e diversos animais e aves, que eram trazidas pelos navegadores em suas viagens de exploração das terras recém descobertas ao sul do Equador.

Entre essas aves, estavam um par das Araras Vermelhas de Cuba, que foram levadas pelo descobridor da América – Cristovão Colombo – para a rainha da Espanha, Isabela, no ano de 1493.

Esse presente para a rainha era uma forma de agradecimento, pois era ela que financiava as viagens exploratórias dos navegadores daquela época. 

As Araras Vermelhas de Cuba foram expostas como uma espécie de troféu, em um desfile que foi feito na época para comemorar o retorno de forma segura, das expedições exploratórias. As aves chamavam bastante a atenção por grande beleza e excentricidade, pois era a primeira vez que as pessoas viam exemplares daqueles animais tão belos e que não eram encontrados pela Europa.

Com o aumento das viagens exploratórias por parte dos europeus, tornou-se uma espécie de moda entre as famílias mais abastadas financeiramente, ter uma ave que era trazida do novo mundo. Esse fato passou a ser considerado como um símbolo de status bastante considerado, pois esses animais (araras e papagaios) só podiam ser adquiridas pelas pessoas que tinham posses. 

A Extinção Da Ara Tricolor – Arara Vermelha De Cuba

No inicio do século XIX, a Arara Vermelha de Cuba, era uma ave considerada como comum no país caribenho, no entanto como o que aconteceu com uma serie de outros animais, a Arara Vermelha de Cuba é considerada em espécie extinta em nosso planeta, e esse fato está relacionada a degradação da natureza e a ação predatória do homem, que não conseguiu se relacionar de forma harmônica com o animal, de forma que mantivesse ainda viva a espécie até os nossos dias atuais.

É importante frisar, que na época da extinção da Arara Vermelha de Cuba, ainda não existia a conscientização ecológica que o ser humano possui hoje, com o intuito de preservar todas as espécies animais e de respeitar a mãe natureza. 

Com o aumento da população humana em Cuba, a ilha situada na América Central passou por um processo de desflorestamento e o habitat natural da Arara Vermelha de Cuba foi sendo gradativamente alterado.

O aumento do numero de pessoas que viviam em Cuba, passou a exigir maiores espaços para que fossem construídas habitações, e isso determinou que se iniciasse o desmatamento das florestas tipicamente tropicais (habitat natural típico da Arara Vermelha Cubana), para que as  florestas cedessem o seu espaço para que fossem construídas casas para atender a demanda da crescente população nativa.

O aumento da população, além de destruir o habitat natural do animal, causou o aumento do consumo da carne e dos ovos da Arara Vermelha de Cuba, que apesar de ser caçada com o objetivo de alimentação, a Arara Vermelha de Cuba não apresentava uma carne de boa qualidade para esse fim.

Além disso, houve o surgimento da criação dos animais em cativeiro, para que fossem tidos e criados como animais de estimação, o que acabou desequilibrando a reprodução natural dos animais.

Devido a essa ação do ser humano, entre o período de 1860 e 1880 (século XIX), foram avistados os últimos animais desta bela espécie de ave – conforme especialistas e estudiosos, o ultimo animal avistado desta espécie na costa sul cubana (na região de La Veja, Ciénaga de Zapata) foi em 1864, embora existam alguns relatos que embasem que por volta de 1885, essas aves ainda existiam em áreas remotas do território cubano.

Constam informações que nesse mesmo período, uma Arara vermelha de Cuba foi levada para a Europa, e foi exibida no Jardin des Plantes, que fica localizado em Paris (França).

Por volta de 1910 a Arara Vermelha de Cuba, foi declarada como animal extinto do planeta terra. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Aves

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *