Como Evitar Pulgas e Carrapatos No Animal De Estimação

Conseguir controlar os carrapatos e pulgas presentes nos animais de estimação pode ser mais complexo do que se pensa, e vai além dos cuidados básicos, como a aplicação de medicamentos, o uso de talco e os banhos com xampus especiais. Quando ocorre a infestação dos animais com esses tipos de parasitas, sabe-se que aproximadamente 95% dos carrapatos e ainda quase 60% das pulgas já estão nos locais que o animal frequenta, como no quintal, na varanda e até mesmo em outras partes fechadas da casa.

Para que o controle desses insetos seja eficaz é preciso que se tenha atenção especial também com os ambientes em que os gatos e gatos comumente costumam circular. Geralmente, os carrapatos e pulgas procuram ambientes que sejam adequados para sua reprodução, ou seja, para que possam se reproduzir com tranquilidade e ainda se manter ali por bastante tempo.

A partir daí já ocorre a infestação, pois cada pulga ou carrapato, costumam por milhares de ovos e quando eclodem, são inúmeros insetos a se espalharem pelos animais e, consequentemente por toda a casa. Por exemplo, as pulgas podem colocar entre 500 a 600 ovos, já os carrapatos adultos, pasmem, em torno de 4 a 5 mil ovos.

Por isso, a limpeza local é tão importante. Pois a simples eliminação de uma fêmea de carrapato adulta é o mesmo que extinguir mais de 05 mil parasitas e sabe-se quantos mais que se originariam deles.

Locais Que Esses Parasitas Costumam Se Alojar

Os locais mais favoráveis para a manutenção e reprodução desses insetos são as frestas e buraquinhos dos muros e a paredes, como também os vãos que aparecem em pisos de tábuas ou tacos, servindo também abrigo. Já para as pulgas, os locais preferidos são aqueles que mais ocorrem o acúmulo de pó e sujeira. A pulga, sempre busca um hospedeiro para se manter, o carrapato é diferente, depois de deixar seu hospedeiro, seja o homem, cachorro ou boi, passa grande parte da vida no ambiente que escolheu para ficar.

Além de trazer doenças para os animaizinhos, como por exemplo, viroses, peste bubônica, dermatite alérgica, salmonelose e muitas outras, os parasitas podem ainda trazer bactérias e vírus ao homem. Com isso, a higienização e limpeza de todos os locais que os animais transitam são importantes para garantir o bem-estar e a saúde do bichinho e de toda família.

Para impedir a infestação ou até mesmo agir para controlar as pulgas e os carrapatos, é preciso uma ação eficiente e conjunta que trabalhe com a higienização local e combine com o tratamento medicamentoso do animal. Como primeiro ponto a ser tratado, é extremamente importante que aconteça a lavagem semanal de todos os objetos de uso do animal, como cobertores, panos, e também brinquedos para prevenir a infestação de carrapatos e pulgas nos animais e no ambiente.

Recomendações Importantes:

  • Mantenha a casa sempre limpa e tire o pó toda a semana, seja com ajuda de um aspirador ou com um pano úmido, com algum produto de limpeza. Isso já ajudará a remover as larvas dos insetos.
  • Pesquise em pet shops de confiança e encontre um inseticida que possa ser passado nas áreas externas da casa, para a eliminação dos insetos e que não faça mal algum a seu animal.
  • Já para os quintais e jardins, deve-se ter bastante cuidado com as plantas e grama, assim, deve ser feita uma limpeza frequente desses ambientes. Os locais úmidos são os preferidos de larvas de insetos, então, verifique sempre suas plantas.
  • Lave com muita frequência os panos, cobertores, e as roupinhas dos animais.
  • Mantenha o lugar onde seus animais ficam sempre limpo e seco.
  • Caso seu animal seja muito peludo, tose-o especialmente nos meses que correspondem ao verão, pois no inverno eles sentem frio demais.
  • Em casas com animais, o mais prudente é que não tenha carpetes, já que os mesmos criam um ambiente favorável ao acúmulo de pulgas.
  • Ao mesmo uma vez a cada 15 dias é recomendável que se banhe os animais com produtos que sejam antipulgas e carrapaticidas, para deixar o bichinho longe dos parasitas. Também é importante aplicar produtos em spray ou gotas, assim o efeito se torna mais duradouro.
  • Os produtos que afastam os parasitas não podem ser aplicados em fêmeas gestantes, e ainda em animais que possuem ferimentos abertos na pele.
  • Para ativar ainda mais o combate aos parasitas pode-se dedetizar o local uma vez no mês ou a cada 15 dias. Se lembre de aplicar os produtos específicos também em plantas, na casa do animal e nas frestas das paredes e dos pisos.

Lembre-se especialmente de consultar sempre um veterinário para poder escolher todos os produtos que serão usados na dedetização e ainda para serem passados no animal. Desta forma, a infestação poderá ser combatida de forma bastante segura para o animal, sem colocá-lo em risco.

A Infestação 

Se você perceber que sua casa está infestada de parasitas, não adianta se desesperar, o melhor, é lavar bem o local com os produtos próprios para manter os insetos distantes. Mas nunca se esqueça de perguntar sobre o produto ideal a um veterinário, para não comprar coisas erradas e colocar em risco sua família e seu bichinho.

Só a título de curiosidade, há atualmente, cerca de 800 espécies de carrapatos e 02 mil espécies de pulgas no mundo. Porém, há aqueles que são mais populares, ou seja, os que mais são encontrados em cachorros, cavalos e outros. 

As pulgas mais encontradas pertencem às espécies Ctenocephalides, Pulex, Ctenocephalides felis felis , e já nos cães, o carrapato mais comum é o vermelho, chamado cientificamente como Rhipicephalus sanguineus. Mas o que muitos não sabem é que existem ainda os parasitas internos que se alojam nos animais, transmitidos também pelos carrapatos, como o que é transmitido pelo carrapato estrela, a Amblyoma cajenense, tão séria que é capaz de levar à morte os seres humanos.

Portanto, quando se trata de pulgas e carrapatos todo cuidado é pouco, não basta apenas dar uma “olhadinha”. Quando não se descuida da saúde dos animais, também se mantém a saúde dos donos e de toda a família. Então, cuide-se! 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *