Como Ensinar Seu Animal De Estimação a Fazer As Necessidades No Lugar Certo

Quem possui animal de estimação sabe bem da dificuldade que é para ensiná-los as boas maneiras, especialmente a aqueles que moram dentro de caso e, por isso, devem ser mais limpos e organizados que os demais. O principio básico do adestramento de animais inclui o ensina-los a usar sempre o local indicado para que façam suas necessidades fisiológicas.

Todos que temos animais queremos que ele fique adestrado com facilidade, e com isso aprenda as regras básicas da casa, como não morder ou arranhar tudo o que vem pela frente e, principalmente a usar o “banheiro” da maneira adequada. No entanto, na maioria das vezes, essa ação que parece ser tão simples pode se tornar um grande problema e atrapalhar muito a convivência do animal com a família.

Neste texto, vamos apontar os motivos de alguns animais serem mais facilmente ensinados que outros e, mostrar algumas formas, as mais conhecidas, para que você ensine seu animal a fazer suas necessidades no local indicado.

Causas e Consequências

Da mesma forma que as pessoas, os bichos de estimação também têm que eliminar todo o excesso de alimentos ingeridos durante as refeições, na forma de materiais descartados depois da digestão e, com eles também são removidas as toxinas e tudo o mais que o organismo não precisa para viver bem. Todos fazem isso.

Mas diferentemente dos seres humanos, os animais não fazem suas necessidades fisiológicas somente com o propósito de eliminar resíduos, e sim com outras finalidades. Entre elas, prospera a necessidade de comunicação entre os indivíduos, como também a sua proteção e a dos demais membros da família.

Determinar quando e como os animais devem efetuar suas necessidades vai depender muito de seus respectivos nichos ecológicos, e essas ações são como uma pronta resposta ao chamado da natureza que está inserido em seu DNA. Todos os animais domésticos um dia já foram livres e essa liberdade está enraizada em sua história genética, por isso, há certas raças de cães que precisam de mais exercícios e atenção que outras, assim como alguns animais precisam de alimentação adequada e por aí vai.

Com isso, às vezes se torna bastante complicado inserir num animal um comportamento que não é dele, como obrigar um cavalo ou uma ovelha a não defecarem neste ou naquele lugar, sendo que isso é inerente à sua vontade. Isso explica o motivo dos filhotes de macaco que são criados em casa, especialmente os chimpanzés, terem de usar fraldas, por não saberem controlar sua necessidade fisiológica.

A natureza é tão sábia, que muitas mães de filhotinhos ingerem o que por eles é eliminado, como o propósito de não deixar rastros de que há filhotes por ali. Desta forma procuram afugentar os possíveis predadores de seu ninho.

Esse procedimento também é seguido por cachorros e gatos, que além de serem limpos pelas mães, com a língua ela ainda os estimula a fazerem suas necessidades de maneira adequada e natural. Isso geralmente ocorre entre duas ou três semanas depois de nascidos.

A Importância Da Demarcação Do Território

Vários animais, inclusive os de estimação, se servem da urina e das fezes como meio de comunicação entre eles. Essa atitude ainda serve como forma de definir seu território e espantar um animal concorrente. Alguns animais são capazes de, somente cheirando os dejetos, obter informações pertinentes do concorrente, como status de reprodução, gênero e até mesmo quais suas condições de saúde.

Como Resolver o Problema

Se seu bichinho de estimação faz xixi pela casa toda, ele pode estar apenas cumprindo com a vontade de seus hormônios, ou seja, demarcando seu território. Faz isso para que ninguém chegue lá e se aproprie do que ele já considera sendo dele.

Os animais também agem assim em lugares onde já passou outro animal senão ele. Então, se seu animal abre as patas bem alto e faz xixi em todos os móveis, esse é um comportamento típico de demarcação territorial.

Uma maneira bastante eficiente de se combater esse comportamento é castrar o animal, pois verificou-se que em animais que passaram por um processo de castração esse tipo de atitude passou a ser mínima. Alguns animais ainda urinam como forma de dizer que são submissos a seus donos, então, o que está faltando na relação é uma comunicação maior, que deve ser resolvida com a ajuda daqueles tapetes, comprados em pet shop, que têm cheiro chamativo, fazendo com que os bichos urinem nele, sem maiores problemas.

Muitas vezes a situação de urinar no local inadequado, ou mesmo defecar, possa ser resolvida se, todas as vezes que animal tiver um comportamento condenável, ele seja levado ao local certo: um cantinho com jornal, o quintal, uma caixa com areia, o tapetinho e outros animais. Com o passar do tempo, e com muita paciência, ele perceberá o que deve ser feito e certamente o fará.

Sabemos muito bem o que pode funcionar, mas ninguém tem uma fórmula mágica que fará seu animal mudar de atitude do dia para a noite, por isso, sua paciência e insistência não essenciais para que o processo dê certo. Por isso, bem sabemos que dar bronca constante, gritar ou pior, bater no animal, não o fará mudar, nem melhorará seu comportamento.

Observe bem em quais condições seu animal urina, às vezes ele pode fazer isso por estar contente que você chegou, ou por medo de algum barulho. Eles têm comportamentos bem semelhantes ao de crianças, então, trate-os bem e com bastante tranquilidade.

Logo que observar que ele vai fazer xixi no lugar errado pegue-o no colo e saia correndo para fora ou no lugar certo para isso. Assim, ele terminará suas necessidades no local adequado e o mesmo ficará com o seu cheiro, o que o levará a procurar o lugar para fazer suas necessidades futuras. É tudo uma questão de tempo e de necessidade.

Para saber outros meios de evitar possíveis brigas com o comportamento do animal, antes de comprá-lo ou pegá-lo em algum pet shop, primeiro se certifique de como o procedimento funciona, se a raça do bicho é obediente e de fácil aprendizagem. Mas se já tem o animal em casa e está passando por problemas, peça ajuda ao seu veterinário de confiança.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Dicas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *