Jiboia-Constritora

A jibóia- constritora apesar de ter esse nome tão complexo, nada mais é do que uma serpente como todas as outras, porém é claro com seus diferenciais, vamos conhecer mais um pouco desta curiosa espécie.

Jibóia- constritora e a biologia

Jiboia-Constritora

Jiboia-Constritora

Seu nome científico é Boa Constrictor, do reino Animalia, do filo Chordata, da classe Reptilia, sua ordem é das serpentes, da família Boidae e classificamos seu gênero como Boa.

Um pouco mais sobre a jibóia- constritora

O tamanho desta serpente já mostra seu diferencial, é uma das serpentes mais compridas do país, isso mesmo quando está na fase adulta pode chegar a quatro metros de comprimento. A jibóia- constritora na verdade só perde de comprimento para a cobra sucuri (que é a maior cobra do Brasil). Em nosso país encontramos duas espécies da este animal, o corretor seria dizer que encontramos duas subespécies que seria, a boa constrictor constrictor e a boa constrictor amarali.

Como conseguimos ver a diferença em uma subespécie para outra?

Fotos

Fotos

Temos então uma espécie dividida em duas subespécies, a boa constrictor constrictor é de cor amarela, seus hábitos são mais calmos e encontra-se na região da amozônia e no nordeste. Já a boa constrictor amarali é encontrada no sul e sudeste do país, raramente na região central do Brasil. Ambas possuem hábitos noturnos (facilmente notável já que suas pupilas são verticais), mas é normal achá-las durante o dia.

Onde encontramos esta espécie?

O habitat da jibóia- constritora são árvores das florestas da América do Sul e da América Central. Já em nosso país, podemos encontrar em muitos lugares, como na Mata Atlântica, nas restingas, nos mangues, no cerrado, também na caatingas e, claro na Floresta Amazônica, local referência para encontrar muitos tipos de cobras.
Reprodução da espécie

Muitos biólogos consideram um animal vivíparo, outros ovovivíparos, mas na verdade o que acontece é que o embrião se desenvolve dentro do corpo materno, porém a maior parte do tempo a procriação é dedicada a incubação no ovo que já não está mais dentro do corpo da mãe.

A gestação desta espécie é bem demorada para uma serpente, dura cerca de seis meses, e nascem em média quarente filhotes, mas podem nascer bem poucos como dez, ou muitos como setenta. Todos nascem bem grandinhos já, cerca de cinquenta centímetros de comprimento, porém bem leves, com menos de cem gramas.

A tática de bote é parecida com a sucuri, pois ela “sente” a presença de suas presas pelo movimento e pelo calor, logo que detecta sua presença dá o bote em segundos e em silêncio. A digestão deste espécie é deveras lenta, dura cerca de uma semana ou mais, nesse período ela constuma ficar estagnada, como se estivesse realmente satisfeita.

Curiosidades

Cobra

Cobra

Apesar da fama de uma cobra muito perigosa, a jibóia- constritora não apresenta perigo aos seres humanos, pelo contrário, é uma espécie muito dócil, não é peçonhenta e não consegue (mesmo que queira) comer animais de grande porte.

Muitos caçadores ficam atrás desta cobra por sua pele ter um valor no comércio muito estimado. As que são criadas em cativeiro não atingem sua altura máxima e podem custar em média de mil a sete mil reais, dependendo da sua cor pode custa até mais caro. Sua média de vida está na faixa dos trinta anos e pode pesar aproximadamente quarenta quilos quando adulta.

Por Luiziane Acunha

Um comentário

  1. ESSAS COBRAS SAO DE MATAR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!que medoooooooooooooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!ok!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>