População Biológica

No ensino médio, ou mesmo no ensino superior, na disciplina de biologia muitas vezes no encontramos com o estudo da ecologia, ou seja, o ramo da biologia que estuda as relações existentes entres os seres vivos entre si e com o meio externo ao qual se encontram. De acordo com alguns autores, é o estudo da casa, do habitat dos seres vivos. Esta ciência tem como foco principal compreender o funcionamento de toda a natureza. Ela abrange muitas áreas sendo alguma delas a biologia molecular, a fisiologia animal, anatomia, evolução e genética.

A importância de se estudar tal tema é essencial, já que desta forma os ecólogos conseguem visualizar de modo eficiente e clara as relações e interações existentes entre os ambientes e os seres vivos. Além de compreender tal convívio, esta análise ajuda aos pesquisadores entenderem o motivo e resgatar indícios que levam a determinadas espécies ocuparem áreas específicas e outras não. A partir disto é possível realizar previsões sobre o futuro de determinadas espécies e seus padrões de comunidades.

[nggallery id=9029]

É válido ressaltar que o estudo da ecologia é essencial para compreender e realizar projeções futuras do futuro da vida no planeta. No momento em que conseguimos entender quais são as demandas de determinadas espécies, é possível entender como as ações humanas impactam o meio externo ao qual os seres vivos estão inseridos. Assim, é possível entender e desenvolver medidas de conscientização à população humana, de modo a garantir um futuro ao planeta terra.

[nggallery id=9030]

São objetos de estudo a cadeia alimentar, ecossistema, bioma, ciclo biogeoquímico, mudanças ambientais e climáticos. Pirâmide ecológica, níveis de poluição e trófico, meios de conservação, relações ecológica intraespecífica e interespecífica, problemas ambientais, sucessão ecológica, conceitos de população e comunidade, e outros tópicos.

[nggallery id=9031]

População Biológica

O conceito de população pode ser definida como um grupo de seres vivos que pertencem a mesma espécie e convivem em uma mesma área geográfica. De forma a complementar tal conceito, é importante destacar e reconhecer a maior capacidade de reprodução entre os indivíduos de mesma espécies e outros grupos específicos aos quais estão aproximados geograficamente. Esta população interage com fatores bióticos e abióticos de modo direto ou indireto. São fatores bióticos, animais, plantas, indivíduos de mesma espécie, já os fatores abióticos pode ser a temperatura, nível pluvial, umidade do ar, tipos de solo, dentre outros fatores similares.

[nggallery id=9032]

A configuração e tamanho da população é delimitada por fatores como o meio em que estão submetidos, e esta se regula de acordo com as condições externas. Se há um aumento exagerado da população, esta pode vir a afetar os indivíduos e causar desequilíbrios ecológicos com os quais esta determinada população interage.

Quando o estudo populacional é realizado, há alguns fatores relevantes a esta análise como o número de nascimento, número de mortes, descrição de movimentos de migração do grupo, época, quantidade de alimentos disponíveis, os predadores naturais da região ao qual estão inseridos. São exemplos de grupos populacionais de bactérias encontradas no nariz de certo indivíduo, espécie de alga encontrada em algum rio, determinado grupo de ipê-amarelo encontrado no estado de Goiás.
[nggallery id=9033]

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Informações

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *