Como Resgatar Um Animal Arisco

O número de animais que são deixados na rua a sua própria sorte, cães, gatos e outros, é realmente muito grande. Muitas pessoas decidem de bom grado ajudar esses animais, porém, enfrentam dificuldades de saber como fazer esse resgate. Na maior parte dos casos estar nas ruas torna até os animais domésticos ariscos.

Quando não conseguimos efetuar o resgate de um desses animais fica aquela sensação de frustração, pois o desejo de ajuda-los é grande. Em meio a frustração fica aquele pensamento “e se eu tivesse feito diferente”, enfim é importante saber como fazer o resgate desses animais de forma segura para você e assertiva conseguindo levar o amiguinho para casa.

Animais Ariscos

O animal arisco é aquele que não está receptivo nem mesmo para receber ajuda, ou seja, se quando você tenta se aproximar o bichinho já mostra os dentes não é um bom sinal. Esse comportamento é um reflexo pelo o que os animais passam nas ruas, em geral as pessoas enxotam cães e gatos abandonados.

Depois de ser chutado várias vezes e ignorado o animal tende a desenvolver uma autoproteção, assim busca não dar chance de aproximação. Pense que os animais não entendem o que falamos para eles, eles entendem as ações. Assim se muitas pessoas foram ruins para eles é natural que tenham uma reserva quanto a se aproximar e realizar contato.

Os cães e gatos de rua estão constantemente em alerta, pois um segundo de distração e uma aproximação maior com algumas pessoas pode significar um maltrato. Pense nisso e tendo a consciência que o animal está apenas se defendendo você pode considerar a possibilidade de tirá-lo da rua, mas da forma certa.

 

Como Os Animais Se Tornam Ariscos?

Outra questão importante é entender porque os animais agem da forma que agem nas ruas. Muitos cães e gatos aprenderam que correr e gritar ajuda a afastar o perigo momentaneamente e dessa forma esse comportamento apenas irá crescer.

Há também a questão de os animais subentendem depois de algum tempo nas ruas que é mais seguro manter uma distância mínima das pessoas para a sua sobrevivência. É assim que surge o comportamento que subentendemos como arisco. Aquela pose de ataque, a boca salivando, os ruídos, tudo faz parte de um conjunto de ações de autodefesa.

Como Fazer o Resgate De Animais Ariscos Na Rua?

Antes de qualquer coisa é necessário deixar claro que existem duas formas de fazer esse resgate de animais ariscos. A primeira delas é por meio da força com ajuda de cordas e demais acessórios que podem até chegar a machucar, mas se mostram eficientes na hora de “pegar” o animal.

A outra forma, a que recomendamos sempre, é através do convencimento do animal. Essa forma exige muito mais paciência, mas o resultado da criação de uma ponte de carinho é muito melhor. Toda vez que o animal sente que alguém está tentando lhe machucar ou pegá-lo a força tende a ficar mais assustado e assim mais arisco.

Os Movimentos

A postura do corpo fala muito para os animais, pois, embora eles não entendam as palavras que falamos entendem muito bem a postura e a entonação da voz. Assim toda vez que uma pessoa se curva em direção ao animal para tentar pegá-lo passa uma mensagem que causa medo para o mesmo.

Por isso a maior parte dos animais se torna arisco mostrando os dentes e salivando, a grande dica para conseguir fazer esse resgate é se abaixar em relação ao animal ficando no nível dos olhos dele e permanecer parado. Dessa forma não tente pegá-lo e nem ir na direção dele.

O melhor lugar para você ficar é ao lado do animal e não a sua frente, pois isso dará mais segurança para ele. Fique quieto e com uma expressão de que nada está acontecendo.

O Truque Da Carne

Depois de ficar um tempo sentado ou agachado junto do animal você deve começar o plano de chamar a atenção dele. Para isso use pedaços de carne, mas vá jogando de forma despretensiosa. Faça de uma maneira que dê a impressão que você nem se importa se ele vai pegar ou não a carne.

O mais importante é jogar a carne o mais longe possível de você e esperar que o animal coma. No caso de gatos você pode utilizar um pouco de comida própria para esses animais em sache. Conforme o animal vai comendo a carne ou outro alimento no caminho você deve ir jogando os pedaços mais próximos de você.

Porém, é importante que o animal não perceba que na verdade está se aproximando de você e nem quais são os seus objetivos. Quem tenta resgatar um animal arisco pode ter as melhores intenções do mundo, mas o animal traumatizado não sabe disso.

Nesse momento vocês dois estão criando um laço de confiança através do qual será possível a você se aproximar e com um pouco de sorte até mesmo levar esse animal para casa.

O Momento Da Aproximação

É muito importante que você não tente pegar o animal arisco nesse momento em que ele está se aproximando através da carne ou alimento. O animal deve entender que estar próximo a você é seguro e que não será pego e nem maltratado.

Se você tentar pegar um animal arisco nesse momento poderá enfrentar a fúria dele e se machucar. Além disso, o animal sairá correndo e dificilmente voltará mesmo com alimento a disposição.

Depois de algum tempo nesse momento de alimentar o animal você deve oferecer a possibilidade de que o animal coma na sua mão. No caso de ele aceitar você pode, com muito cuidado, tentar acariciar o peito dele.

No momento em que houver esse estabelecimento de confiança entre as partes é possível começar a pensar na guia, para o caso dos cães. Passe a carne na guia deixando com cheiro e tente coloca-la no animal sem machuca-lo e sem assustá-lo. Essa aproximação pode levar umas horas ou dias.

Realize várias sessões de aproximação até que o animal arisco confie em você e aceite ser levado para um lugar em que será bem tratado e feliz.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Comportamento

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • Estamos, eu e minha esposa, tentando resgatar um cachorrinho perto de casa. Ele, pelo jeito, foi abandonado. Já o vi algumas vezes, faz algumas semanas. Minha esposa, ontem, deu comida para ele. Está muito arisco. Deus ajude que o tiremos das ruas logo!!!!! Vamos continuar tentando, até conseguir. Moro em Santo André – SP

    Roberto Garcia 30 de abril de 2015 17:57

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *