Casacos de Pele: Uma crueldade Contra os Animais

Muitas pessoas consideram os casacos de pele como um símbolo de status, já que eles são caríssimos e portanto apenas as pessoas com um bom poder aquisitivo podem comprá-los. No entanto, para que algumas pessoas possam ter o prazer de se aquecer com um belo casaco de pele muitos animais tem que morrer, na maioria das vezes de maneiras extremamente cruéis.

Casacos

Na França por exemplo, cerca de 70 milhões de coelhos são abatidos por ano, apenas para o comércio de casacos.

Organizações de proteção ao animal e várias pessoas condenam veementemente a indústria dos casacos de pele, pois existem vários tecidos naturais e até sintéticos que poderiam ser utilizados para confeccionar casacos, sem ter que matar animais de nenhuma espécie.

No entanto os criadores alegam que matam os animais de maneira indolor e que portanto não há sofrimento para os animais: as chinchilas, por exemplo, seriam mortas pelo destroncamento de vértebras cervicais, e a morte seria instantânea.

Como os casacos são confeccionados

Para confeccionar um único casaco, é necessário matar vários animais, dependendo da espécie. No caso dos coelhos, é necessário matar cerca de 30. Para arminhos, 125 animais precisam ser abatidos. Geralmente depende da espécie também, pois animais como coelhos, chinchilas e martas são facilmente criadas em cativeiro, enquanto que animais como ursos, lontras e focas geralmente são abatidos em seu habitat natural.

Animais

O período mais propício para abater os animais é durante o inverno, pois devido ao frio os pelos crescem e ficam mais brilhantes. O animal também precisa estar na fase adulta, pois filhotes às vezes tem apenas penugem e não compensam, pois seria necessário abater mais filhotes do que adultos para confeccionar um casaco.

Depois do abate, que pode ser realizado de diversas maneiras, como eletrocução, pauladas ou estrangulamento, é hora de retirar a pele do animal. Isso também pode ser feito de diversas maneiras, algumas mais profissionais e industriais e outras mais amadoras.

Nas indústrias profissionais a pele é retirada cuidadosamente evitando danificar o couro os pelos, para garantir um maior valor de mercado. Quando é realizado de maneira amadora, a pele é retirada violentamente, às vezes danificando o couro e perdendo valor de mercado. Nesses casos, será necessário matar mais animais.

Depois que a pele é retirada, ela é pregada em uma tabua para secar. Isso evita que ela continue no formato do animal. Depois que ela pega o formato definitivo, ela passa pelo processo de curtimento, onde é submetida a banhos químicos para retirar vestígios de sujeira, cheiros desagradáveis e gordura, para que não apodreça depois. Às vezes a pele é tingida.

Produzir

Depois de todo esse preparo as peles seguem para a confecção, onde serão costuradas de acordo com a necessidade. Mesmo assim, muitas pessoas continua, acreditando que vale a pena vestir um casaco de pele.
Neto

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>