Queda De Pelo Em Cães e Gatos

O que mais causa desespero aos donos de cães e gatos é ver os pelos se acumulando em diversos lugares da casa, pois, nessas horas sempre passa pela cabeça: o que será que está acontecendo com meu bichinho de estimação? Mas não há necessidade de pânico, de acordo com especialistas, existem situações em que a queda de pelo é um fato perfeitamente normal.

Por exemplo, durante as alterações de estações, como outono, verão, quando ocorre uma modificação significativa de temperatura, e, nesses casos é normal o animal perder um pouco de seu pelo, até para criar uma pelagem mais nova.

O Problema Da Queda De Pelo

Há dois tipos de queda de pelos, aquela causada por fatores fisiológicos a e aquela causada por alguma dermatopatia ou doença de pele. A primeira delas é tida como normal e não altera consideravelmente a estrutura dos fios, no entanto, a segunda requer que seja feita uma consulta com um veterinário de confiança para que se possa saber a causa da queda e, da mesma forma, se efetuar um tratamento mais adequado.

Saber quando está ocorrendo uma e outra não é uma coisa fácil de se compreender. Para tentar exemplificar o fato, vamos dizer que a forma fisiológica não traz grandes modificações à pelagem. A parte dos pelos continua normal, sem grandes falhas de pelos. Quando existe alguma doença, no entanto, ocorrem falhas grandes de pelos, além disso, em determinados casos a pele pode vir a apresentar machucados e lesões, e o pelo se mostra quebradiço e ressecado.

Além das informações do que pode ou não causar queda de pelo, ainda há o fato de que problemas nutricionais podem fazer com que o animal perca pelo. Nessa situação, também aparecem as falhas na pelagem, e, no entanto  a pele continua normal.

Quando é feito o tratamento num bichinho que tenha saúde, é possível controlar a queda de pelo através de uma refeição balanceada, sendo oferecida uma ração de boa qualidade e ainda algum suplemento alimentar. Também é importante que se faça uma escovação diária, para auxiliar na retirada da pelagem morta. 

A Queda De Pelo Em Gatos

Conforme dicas dos especialistas, cães que não apresentam doença não possuirão problemas decorrentes da perda de pelos, porém, isso não acontece com os gatos, já que os mesmos se lambem o tempo todo e, por isso, ingerem uma quantidade excessiva de pelos, ocasionado novelos que se alojam dentro do estômago.  Se o gato conseguir vomitar a bola de pelo, não haverá problema.

Problema maior acontece quando quantidade de pelo é tamanha que os fios saem do estomago e passam a se agarrar ao intestino. Isso pode causar o ressecamente das fezes e ainda vir a causar o cecaloma, ou seja, uma grave prisão de ventre. Para prevenir esse problema, existem complementos alimentares e rações, que auxiliam na eliminação dos pelos e ainda promovem a lubrificação das fezes.

Vários donos de gatos costumam colocar uma colher de sopa de óleo mineral ou azeite na boca do gato, porém, esse procedimento não é recomendado. A ingestão desses produtos pode causar problemas no o pulmão caso sejam engolidos de maneira errada. 

Alopecia Animal

A alopecia nada mais é que uma queda anormal de pelo no animal, sem que haja uma causa aparente, como, por exemplo, uma ferida recente ou ainda se o bichinho tenha lambido demais ou mordido a área. Além disso, pode haver um conjunto de fatores que informam se há um caso concreto de alopecia:

Descamação da pele, coceira ou prurido, pele cheia de edemas ou avermelhada.

A Seguir Apontaremos As Causas Principais Da Ocorrência Da Alopecia:

Fatores Hereditários

Essa característica pode ter sido passada da mãe para os demais filhotes, por isso, é fundamental que, ao comprar ou adotar um gato ou cachorro, se faça uma investigação no tocante à saúde dos pais, bem como uma consulta com um médico veterinário.

Casos De Estresse

Em casos extremosos de estresse em cachorros ou gatos podem ocasionar a queda de pelos, sendo que os gatos têm maior propensão a sofrer de distúrbios causadores de quedas de pelos, já que apresentam maior sensibilidade. Para que não sofram crises, o dono deve procurar evitar modificar a rotina dos bichos, assim como a alimentação, e deixá-los sozinhos por um tempo prolongado, e ainda evitar que os mesmos possam ficar na rua, para que não se envolvam em brigas.

Parasitas e Pulgas

A picada de carrapatos e pulgas pode vir a desencadear determinadas reações inflamatórias. A apresentação de mosquitos, pulgas e carrapatos fazem com que o animal tenha coceira, o que, por si só, já causa a queda do pelo. É importante controlar os parasitas sendo a melhor maneira de se evitar a queda de pelo ocasionada por parasitas.

Há ainda a sarna sarcóptica, sendo caracterizadas por uma dermatose parasitária, ocasionada por um ácaro que se instala em vários animais domésticos. Por ser uma zoonose é muito contagiosa entre os animais.

Infecções De Pele

A contaminação por bactérias ou fungos quase sempre se manifesta de forma bastante leve, porém, é necessária a atenção. Ela vem seguida de determinados sinais, porém, é importante se atentar a queda de pelos em formatos de círculo, e ainda feridas que apareçam sem nenhum motivo aparente.

Problemas Hormonais

Eles também causam queda de pelo entre gatos e cães. A queda dos hormônios sexuais causada pela castração pode ocasionar à queda de pelo.  Como em qualquer outro procedimento cirúrgico, deve-se fazer uma avaliação dos prós e contras antes do procedimento.

Envenenamento

A ingestão de determinados produtos como o tálio, que anteriormente era utilizado como veneno de formigas e ratos também ocasiona a queda de pelo. Assim como a ingestão de outros produtos tóxicos.

Queimaduras

Queimaduras de várias situações podem ocasionar a queda de pelos desproporcional no animal. Queimaduras que envolvam acidentes com produtos químicos, eletricidade, água quente podem ocasionar queda de pelo e ainda levar ao aparecimento de feridas, causando dor e sofrimento ao animal.

Efeitos Colaterais Causados Pela Ingestão De Medicamentos

Determinados medicamentos, especialmente os hormônios anticoncepcionais, podem ocasionar a alopecia. Pode acontecer de o cachorro ou gato estar fazendo um tratamento para determinada enfermidade e a medicação usada vir a apresentar efeitos colaterais, como a queda de pelo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Curiosidades

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *