Rato do Campo Listrado

O simpático e pequenino animal chamado popularmente de Rato do Campo Listrado que pertence ao gênero Holochilus, Orizomys ou Mastomys é a prova de que até ratinhos podem ser criaturas consideradas fofas. Com um aspecto que lembra personagens de desenho animado esse roedor é integrante da família Muridae. Conheça um pouco mais sobre o rato que tem uma vida breve, mas que encanta muitas pessoas por onde passa.

Características Físicas do Rato do Campo Listrado

A cor da pelagem desse ratinho pode variar sendo que em alguns indivíduos é cinza-chumbo, em outros tem um reflexo avermelhado e numa terceira variedade tem uma cor puxando para uma tonalidade terrosa. As orelhas tem formato arredondado o que ajuda a conferir-lhe visual de bichinho de pelúcia. Os olhos apresentam tamanho médio em relação ao corpo e possuem uma coloração negra profunda. De porte pequeno o peso máximo de um rato do campo listrado macho é de 25 gramas.

Vida do Rato do Campo Listrado

Em geral esses ratos vivem em grupos familiares, mas não costumam representar problemas para o ser humano por constituir moradia distante de centros urbanos. O habitat desses roedores é constituído pelo entorno de plantações de cereais e bambuzais. Vivendo aproximadamente um ano é uma espécie que se reproduz com facilidade sendo que cada ninhada dá origem entre 5 e 10 filhotes.

Equilíbrio Ecológico

Assim como outras espécies, o rato do campo listrado, representa uma importante engrenagem para o equilíbrio ecológico quando não se encontra em número excessivo. O roedor pequenino pode servir de alimento para predadores como aves, cobras entre outros mantendo assim o ciclo da vida em algumas regiões.

Porém, a situação é diferente quando não há predadores e/ou existe alimento abundante, pois com a sua capacidade reprodutiva esses ratinhos podem se converter numa verdadeira praga.Existem casos em que a população de ratos do campo listrado saiu de controle e trouxe prejuízo e devastação para grandes áreas de plantação agrícola. No entanto, o ser humano não deve identificar esses roedores como inimigos.

Rato do Campo Listrado Não é Camundongo

O aspecto pequenino e os movimentos rápidos podem enganar leigos a respeito de roedores, contudo, o rato do campo listrado não pode ser considerado como um camundongo. Os dois pertencem a família dos Murídeos, mas tem diferenças consideráveis em termos de aparência e problemas que trazem para o ser humano.

Os camundongos são originários dos continentes europeu e asiático, porém, se encontram espalhados pelo mundo todo atualmente. Esses espécimes medem em torno de 8 cm e possuem pelagem em tonalidades cinza com reflexos castanhos ou branca. Pelo fato de ter como um dos seus habitats favoritos as moradias humanas o camundongo representa uma questão de saúde pública.

Dentre as doenças mais comumente transmitidas por camundongos estão Leptospirose, Micoplasmose, Pasteurelose, Salmonelose, Coriomeningite linfocítica e Raiva. Todas são doenças graves e cujo principal transmissor é o camundongo que circula pelas casas dos principais centros urbanos. O rato do campo listrado não tem como hábito manter-se próximo ao ser humano assim como não apresenta riscos para a saúde, quando muito pode ser um risco econômico por seu apetite voraz.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Roedores

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *