Guigó de Coimbra Filho

Pertence a família Pitheciidae, de gênero Callicebus, espécie Callicebus coimbrai, sendo popularmente conhecido por dois nomes, guidó de coimbra filho ou ainda guidó de Sergipe.

Especie

É um primata descoberto recentemente, no ano de mil novecentos e noventa e nove, por pesquisadores e biólogos, Alfredo Langguth e S. Kobayashi. Essa nova espécie é normalmente encontrada no Brasil, por dentro da mata no norte da Bahia e ainda em Sergipe.

Ameaças

É uma espécie em extinção, para se ter uma ideia este primata da espécie Callicebus coimbrai está entre os dez animais que correm maior perigo na América.

Isso vem sendo moldado há anos, pois com a alta taxa de destruição da mata, corte de madeira, a poluição que vem aumentando, a caça, todos estes fatores contribuem para a maior degradação do habitat, assim as chances de sobrevivência desse primata diminui.

Descrição

Esse primata possui uma pelagem fina e macia com cores que variam do laranja, amarelo, marrom, vermelho e bege claro. A cabeça, rosto, orelhas são pretas. E ainda seus pés e mãos são de tonalidades escuras também. A parte que cerca a cabeça, a parte inicial do peito e início das costas são de tons de bege claro. Possui olhos grandes e redondos.

Primata

Pode vir a alcançar desde a cabeça até o corpo é de trezentos e quarenta e três a trezentos e sessenta milímetros já o tamanho que geralmente alcança somente de cauda é de quatrocentos e cinquenta e três a quatrocentos e oitenta e quatro milímetros. Podem atingir de mil e três gramas até mil e trinta gramas.

Hábitos

Costumam viver em grupos, com a espécie humana, grupos de familiares composto por pais, mãe e filhos. Os macacos machos, o pai, participam inteiramente na criação e formação dos filhotes, até que estes últimos alcançam a idade adulta, e acabam saindo do grupo.O canto emitido pelos próprios primatas avisa aos vizinhos a ocupação das terras ao redor, podendo atingir a uma longa distancia sonora.

Esses animais são ariscos e sua localização e visualização são difíceis. Quanto a alimentação, são espécies de fácil adaptação, tem umas dieta variada, o que vem a ser um dos fatores que ajudam a espécie sobreviver. Alimentam se de folhas, frutos, insetos.

Vida

Estudos recente demonstram aparições no estado de Sergipe, no Brasil. Possui uma distribuição ao norte e ao sul da mata atlântica e ainda presença em algumas matas secas. E como a mata está cada vez tomando proporções menores, o mesmo ocorrem com colônias do primata, só tende a diminuir, e até mesmo desaparecer com a espécie.

Na cidade de Japoatã é onde estão vários guigós refugiados, espécie esta que está em sério perigo de extinção. A empresa CBAA entrou na luta para preservação desta espécie, espaço onde foram encontrados os primeiros primatas e hoje considerada uma empresa amiga da natureza.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Primatas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *