Coatá de Testa Branca

Os primatas sempre foram alvos de caçadores e contrabandistas, até mesmo por que, são animais engraçados e bonitos.

No Brasil está a maior concentração de espécie de macacos, micos e sagüis, pertencente a dois tipos de Famílias, a Família Cebídeos ou Cebidae, que são os macacos brasileiros, e a família Callithricidae, dos sagüis e micos. No mundo inteiro existem 103 espécies registradas, e a Amazônia é o berço de 70% destas espécies.

Especies

Infelizmente, no Brasil há 26 espécies ameaçadas de extinção
Dentre as espécies encontradas no Brasil, está o coatá de testa branca, ou mais conhecido popularmente como macaco aranha de testa branca.

Características Físicas

O Macaco Aranha de Testa Branca pertence a família Atelidae, do gênero Ateles, cientificamente ele esta catalogado como Ateles Marginatus.

Seu focinho e ao redor dos olhos possui cor avermelhada, os pelos de seu corpo são inteiramente negros, com a cabeça pequena e tufos brancos na testa e tufos pretos que saem das orelhas fazendo uma franjinha próximo da sobrancelha.

Com os dedos fininhos e mãos bem grandes, possuem uma estrutura corpórea grande, sendo classificado como o maior macaca brasileiro, pois chegam a medir quase 1 metro de comprimento.

Aranhas

Suas pernas compridas ajudam a se locomover de uma árvore para outra, e os braços compridos ajudam a pegar os alimentos nas copas mais altas.

A enorme cauda preênsil que mede cerca de 75 cm que os ajuda a se manter pendurados nas árvores e se movimentar entre os galhos, por isso são chamados de aranhas.

Como este animal é dócil, é muito usado como animal de estimação por índios, mas sua carne também é muito saboreada, sendo caçada ilegalmente e freqüentemente, deixando este lindo animal na lista de ameaça de extinção.

Habitat

O coatá de testa branca vive em grupos, formando uma família com mais de 20 indivíduos.

É considerado o maior primata da Amazônia, e está entre as 11 espécies ameaçadas de extinção na Amazônia.

Gosta de manter seu grupo no alto, vivem nas copas das maiores árvores.

Amazonia

É um animal frugívero, se alimenta de muitas frutas, néctar, folhas e brotos. Realizam suas atividades durante o dia.

A espécie está distribuída em Tocantins, ao leste do rio Tapajós, no oeste do Pará, Amapá, Mato Grosso, Rondônia e na floresta amazônica e florestas da América Central.

Reprodução

A gestação deste primata dura cerca de 230 dias, ou seja, nasce somente um filhote após 7 meses. O filhote nasce bem pequeno, com apenas 340 gramas, enquanto o adulto pesa até 6 kg. A fêmea leva em torno de 3 anos para engravidar novamente, por isso a reprodução desta espécie é lenta e está ameaçada de extinção.
O acasalamento ocorre através do chamado, com a vocalização que serve também (em tom diferente) para unir o grupo e visar que encontraram comida

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Primatas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *