Lonchophylla Dekeyseri

Com um nome científico bem complicado, Lonchophylla Dekeyseri, o morceguinho do cerrado, nome popular, no Brasil, pode ser encontrado, somente na região do Distrito Federal. Ainda falando da sua distribuição geográfica, o animal pode ser visto ainda na Serra do Cipó que fica em Minas Gerais e no Piauí, na Sete Cidades. Ficando restrito somente a essas regiões e isso tem a ver com o tipo de habitat que ele prefere para se esconder.

O nome Lonchophylla Dekeyseri deixaria dúvidas do que se trata o animal, porém, não podemos dizer o mesmo com o nome popular, morceguinho do cerrado. Pois é, se trata de um morcego cujo abrigo preferido é dentro de cavernas ou em lugares naturais que existem cavidades com as mais variadas dimensões.

As Características do Lonchophylla Dekeyseri

Vamos ao tamanho do morceguinho do cerrado, cuja o crânio é bem curto ficando a medida variável entre 22,0 – 22,6 mm, o antebraço também é curto variando entre 34,7 e 37,7 mm e o seu peso não poderia ser diferente, pesa no mínimo 10 gramas e no máximo 12.

O morceguinho do cerrado apresenta pelagem na cor amarelada para, porém, com aquela da parte dorsal mais escura que a da ventral. Tendo um focinho num formato alongado, com uma língua bem comprida que possui várias papilas localizadas na extremidade distal. Os dentes do Lonchophylla Dekeyseri são alongados e finos, aqueles molares e possui uma cauda curta, que dorsalmente perfura a membrana interfemural.

A História Natural do Lonchophylla Dekeyseri

Os morcegos, em geral, podem ser encontrados em regiões diversas, de ambientes naturais a rurais, assim como no Brasil podem ser vistos na zona urbana. Eles são chamados de nectarívoros.

As espécies de morcegos variam e essa diferença entre elas está relacionada a forma como usam o néctar e o pólen retirado das plantas. Porém, alguns morcegos também se alimentam de insetos.

Os morcegos são classificados como espécies frágeis, sendo que algumas delas correm o risco de serem extintas.

A Alimentação e a Reprodução do Lonchophylla Dekeyseri

Como foi acenado anteriormente é um animal que basicamente se alimenta de frutos e flores, porém, também consta na sua dieta insetos. Neste caso, não estamos falando somente do morceguinho do cerrado, mas também de outros morcegos com outras características.

As plantas preferidas dos morceguinhos do cerrado são: embiruçu-do-cerrado (Pseudobombax longiflorum), também gosta de açoita-cavalo (Luehea Grandiflora), pata de vaca (Bauhinia anqulicaulis) e jatobá da mata (Hymenaea stilbocarpa). Todas as plantas mencionadas e que fazem parte da dieta do morceguinho do cerrado são plantas que tem a florescência no período seco.

Sobre a reprodução do morceguinho do cerrado ele tem mais características que se adaptam as regiões semiáridas. É como se a reprodução fosse pensada exatamente para o clima dos lugares onde esses animais podem ser encontrados.

O tempo de gestação de um Lonchophylla Dekeyseri fêmea pode variar entre no mínimo 2 meses e no máximo 3 meses e ele tem início justamente com o começo da seca.

Já a lactação dura em média, dois meses, e os filhotes quando nascem ainda pegam o período da seca. Época essa que o que tem para se alimentar é uma boa quantidade de flores, pólen e néctar. Essa alimentação dá para os morceguinhos filhotes uma boa fonte de proteína e de carboidratos.

A Conservação do Lonchophylla Dekeyseri

O Lonchophylla Dekeyseri é considerado uma espécie de morcego “endêmica do bioma do cerrado”, isso quer dizer que basicamente, esse tipo de região foi a única em que os animais foram encontrados. Um grande problema, pois se trata de uma região ameaçada, que na “Lista Brasileira” sobre extinção e preservação, aparece como “vulnerável”, com o código A3c. O que significa que é uma área que pode desaparecer ou simplesmente perder todas as suas características.

A princípio o que se chegou a conclusão é que a área onde vivem esses morcegos e outras espécies, o cerrado, está “encolhendo”. Com um previsão de redução de 30% da população dela, considerando os próximos 10 anos ou três gerações futuras.

É bem simples entender que diminuindo a extensão da área que é o habitat natural, os animais tendem a desaparecer ou diminuir consideravelmente. No caso do morceguinho do cerrado, ele gosta de viver no cerrado, justamente uma região que está perdendo suas características muito rapidamente.

O cerrado está sendo desmatado para a criação de áreas para cultivo, criação de pastos e com isso, a área com o alimento que os morceguinhos do cerrado precisam está desaparecendo, comprometendo a alimentação dos mesmos, que também começam a diminuir.

Outro fator que está colaborando para fazer com que os morceguinhos do cerrado desapareçam são as cavernas, que elas usam como abrigo, que estão sendo destruídas para que sejam feitas atividades de mineração. Mais um fator que coloca em risco a vida dessa espécie de animal.

Para que o Lonchophylla Dekeyseri ou morceguinho do cerrado continue existindo é necessário que se faça um esforço em manter o cerrado, que ele receba o valor que merece. Caso o contrário perderemos essa espécie de animal e a cada uma perdida significa outros prejuízos, uma vez que se perde o equilíbrio natural.

Os morceguinhos do cerrado nos “prestam serviços” como a predação dos insetos, a polinização e a dispersão de sementes. Sem eles, essas atividades estão comprometidas e com certeza, provocarão outros problemas.

O equilíbrio, a medida ou combinação ideal é que as espécies nativas permaneçam juntas com a produção do que vão se alimentar.

Qualquer espécie da natureza, seja ela flora ou fauna, quando desaparece ou diminui consideravelmente, provoca um prejuízo direto ou indireto, que certamente afetará ao homem mais cedo ou mais tarde. Não é um acaso que tem essa ou outra espécie. É como uma máquina e cada uma delas faz parte da engrenagem para que a seguinte funcione, se uma para de fazer o seu papel, o trabalho começa a ficar comprometido. A perda maior não será do meio ambiente, mas do homem, que depende do seu equilíbrio para viver bem.

O Lonchophylla dekeyseri conhecido como Morceguinho-do-cerrado é considerado um morcego nectarívoro. Esse morcego possui os dentes agudos, finos e chega a medir de 45 a 65 milimetros, e pesa de 10 a 12 g.

Esta espécie de morcego tem uma preferência em se alimentar com o néctar das flores, mas também se alimenta de insetos e frutas. As flores consideradas alvos, em relação ao néctar são as unhas-de-vaca, jatobá e embiriçu.

No período que vai de maio a setembro, é considerado o período fértil das fêmeas. Onde elas ficam grávidas, tendo uma gestação que dura de dois a três meses.

O Morceguinho-do-cerrado é uma das espécie consideradas ameaçadas de extinção, devido também ao fato de seu habitat estar sendo destruído, e desmatado, pelo homem.Habitat, no qual é o cerrado, assim os morceguinhos-do-cerrado acabam ficando sem casa, pois é destruída juntamente com o cerrado.  Essas espécies só foram encontradas em áreas em que existem cavernas.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Pequenos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *