Saiga

No mundo existe uma variedade imensa de animais que estão pelo ar, terra, mar, lagoas e rios. São mais de sete milhões de animais que fazem parte de nosso mundo e nosso conhecimento é limitado em relação a todos eles. Até hoje os cientistas e estudiosos das espécies animais conseguiram catalogar um pouco menos de um milhão dos animais existentes, o que corresponde a menos de catorze por cento. É de conhecimento geral os animais mais comuns e alguns deles domesticamos para ter de companhia. Mas existem alguns animais que até assustamos ao ver, tanto por sua aparência exótica, quanto por nossa completa admiração em nunca termos visto tal bicho.

Um dos animais que aposto que você nunca viu e nem ouviu falar antes é o Saiga. Esse animal chega até encantar por sua beleza exótica e peculiar. Ele habita, ou melhor dizendo, habitava, já que está em grande perigo de extinção, a zona de estepes, em regiões montanhosas dos Cárpatos e regiões do Cáucaso, da Dzungaria e da Mongólia. O Cáucaso é o nome dado a região que se localiza em uma região vasta que fica entre a Europa oriental e Ásia, que fica entre o mar Negro e o mar Cáspio. Além dessas regiões a Saiga já viveu também na região da Beríngea durante o Pleistoceno (que é a época do período Quaternário da era Cenozóica – é compreendida como período entre 2,5000 milhões e 11,7 mil anos atrás).

Região Que o Saiga Habita Atualmente

Da área de estepes euroasiáticas o Saiga passou a habitar e ser encontrado apenas a Rússia e algumas das zonas do Cazaquistão. Na verdade o animal presente é uma sub espécie do Saiga sendo chamado de Saiga tatarica tatrica. Antes era possível encontrar essa sub espécie na China e região da Mongólia mas entrou em extinção por vários motivos, como doenças e, o principal deles, a caça desordenada que ocorreu nessas regiões.

Características Morfológicas do Saiga

O saiga tem uma aparência muito peculiar e exótica. É um animal que possui dois longos chifres, quando esses são machos, orelhas lateralizadas e na parte superior de um crânio alongado, seus olhos tem um formato oval e parecem caídos na face e o nariz tem o orifício em formato de coração ao final do crânio. Logo abaixo do orifício das narinas se encontra a abertura de sua boca. O animal pode chegar a pesar entre trinta e sessenta quilos.

Para diferenciar os machos das fêmeas uma das características analisadas são os tamanhos dos chifres, que geralmente os machos possuem chifres bem proeminentes, já a fêmea não possui esses chifres. Algo extraordinário nessa espécie é o nariz modificado que possuem e que os ajuda em sua sobrevivência nas diferentes estações do ano. Durante o verão o nariz do saiga  permiti ao animal filtrar melhor o pó que é levantado durante suas caminhadas e no inverno seu nariz singular o ajuda a aquecer o ar extremamente frio em que vive antes que passe para o pulmão.

Clima Que Habita e Alimentação

O clima em que predomina essa espécie são as regiões semi desérticas. O saiga se alimenta de diversas espécies de plantas, algumas podem ser consideradas tóxicas para outros animais. Um tipo de local que é evitado pelo animal são as regiões muito íngremes ou de terrenos muito acidentados.

Curiosidades Sobre O Saiga

Esse animal exuberante vive de 6 a 10 anos e o interessante é que o macho possui um harém de fêmeas para si, que varia, geralmente, entre 5 a 50 fêmeas. A quantidade de fêmeas no hárem vai depender muito da época do acasalamento, que ocorre no mês de novembro. Os machos lutam entre si e aquele que vence chega a liderar um grande número de fêmeas da manada. As fêmeas, após o cruzamento com os machos, dão a luz durante a primavera e podem parir uma ou duas crias por vez.

Motivo Da Caça Aos Saiga

Podemos pensar que o motivo da caça que ocorreu na China e Mongólia era para consumo de sua carne, mas não era só isso que atraia os caçadores ao animal. O animal, como já foi dito, possui longos chifres e essa que era a atração para sua caça. O chifre do antílope é usado na medicina tradicional chinesa e podem ser vendidos por volta de 150 dólares. Devido a sua caça para comércio hoje essa é considerada ilegal.

O Que Foi Feito Para Preservar O Saiga?

Para a conservação desse animal tão diferenciado foi criado a aliança de conservação do Saiga. Esse ideia iniciou de modo informal em 1990 com um rede de pesquisadores e alguns ambientalistas que visavam estudar e proteger esses bichos que corriam sérios riscos de serem extintos por completo da terra. Essa aliança ganhou maior credibilidade e seriedade e em 2006 foi inaugurado oficialmente a rede para a conservação do saiga que procura aumentar novamente o número da população desses animais em seus habitats naturais.

Mesmo com política para proteção do saiga e conscientização de sua extinção ainda há quem mate esse animal para o lucro. Em 2014 foi descoberto por funcionários da alfândega que trabalhavam na fronteira com o Cazaquistão quase 70 caixas com cerca de dois mil chifres de saiga. A carga apreendida foi calculada em valor próximo a 11 milhões de dólares.

Barreiras a Serem Vencidas Para a Conservação

A caça não é a única barreira que o grupo que se propôs a conservação dos saigas enfrenta, há também uma grave doença que tem atingido rebanhos inteiros e que os levam a morte. Em maio de 2015 um número imenso de saigas foram levados a morte devido uma doença que não foi descoberta logo de início, mas suspeitavam de ser a pasteurelose. A pasteurelose é uma doença que causa infecção no animal e é causada por um tipo de bactérias do gênero Pasteurella e pode ser infectante tanto para os animais quanto para os humanos.

Foi observado nessa doença que ocasionou grande número de morte entre os saigas que quando um animal era infectado o rebanho todo não tinha muita chance de sobrevivência e todo ele morria.


Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Médios

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *