Os Tigres-de-sumatra

O tigre de Sumatra, que soma hoje em dia menos de 400 indivíduos em estado selvagem, é encontrada exclusivamente na ilha indonésia a e Sumatra, o último reduto de tigres na Indonésia. O acelerado desmatamento e a caça desenfreada em toda a região onde este tigre vivia fez esta subespécie entrar em nível de extinção.

Características Do Animal

Mamífero de grande porte, este tigre é imponente no seu visual. É mais escuro na cor da pele e tem listras mais grossas do que o tigre de Java, que é o mais comum em zoológicos e filmes sobre os tigres selvagens da África. Os machos têm uma juba proeminente, enquanto as fêmeas são menores no porte e também na pelugem. Os machos são maiores e mais gordos, por isso são diferenciados facilmente no visual quando soltos na natureza.

Os machos pesam entre 100 a 140 quilos, enquanto as fêmeas pesam entre 80 e 90 quilos. Chegam a ter 90 centímetros de altura na idade adulta. Sua cabeça é sempre maior do que o restante do corpo, como todos os outros mamíferos.

Habitat Do Tigre Da Sumatra

Assim como diz seu nome, os tigres de Sumatra vivem na ilha indonésia de Sumatra , uma região selvagem ainda onde diversas outras espécies animais e vegetais ainda vivem em espaço virgem.

As subespécies habitam florestas montanhosas, os blocos remanescentes de mata da ilha, pântanos de turfas e florestas pantanosas de água doce. Estima-se que Sumatra tenha cerca de 130 mil quilômetros quadrados de habitat remanescente para os tigres, apenas um terço do que eles costumavam viver antes do homem invadir seu espaço para o desenvolvimento do turismo, moradia e exploração madeireira.

Alimentação Do Tigre Da Sumatra

Este animal é do tipo carnívoro, que se alimenta de presas de menor ou igual porte, as vezes maior porte que o seu. É considerado um animal agressivo, que caça também pensando em agressão e que busca se exercitar com presas que correm bastante, ‘esticando’ seus músculos. Os machos costumam caçar para facilitar a caça para a suas fêmeas, mas essas são caçadoras natas.

Reprodução Do Tigre

Bandos de tigre da sumatra costumam ter apenas um macho e diversas fêmeas, sendo um macho alfa responsável pela reprodução e todas. É um animal que não costumam viver com outros machos muito próximos, um costume semelhante ao leão que também vive sozinho como macho em meio as leoas

Os animais já nascem formados, como os demais felinos, e mamam por menos de dois meses. Depois já partem para a caça com a mãe, mas a mamãe costuma facilitar a alimentação e traz o alimento nos primeiros meses, até o filho ser capaz de caçar sozinho. 

População De Tigres Da Sumatra No Mundo Hoje

Os números caem cada vez mais deste animal vivo no planeta. A população de tigre da Sumatra é estimada em menos de 400 indivíduos hoje e corre o risco de sumir muito rápido. Os colonos holandeses, em um relatório datado do início do século 20, dizem que os tigres eram tão numerosos e audazes que poderiam chegar em mais de um mil apenas em uma parte da olha.

Mais da metade da população encontra-se na Kerinci Seblat, em uma região que se estende do Nilo Tesso em Riau até Bukit Tigapuluh. É um espaço pequeno para este que já foi uma espécie de rei da sua selva. 

Ameaças a Estes Animais

Tigres de Sumatra estão rapidamente perdendo seu habitat e a caça furtiva e não mostra nenhum sinal de declínio. A perda de habitat em grande escala reduziu a sua população em números enormes em menos de 10 anos.

O habitat para o tigre de Sumatra foi drasticamente reduzido pela exploração madeireira, desmatamento para o uso na agricultura e pequenas plantações. Os oficiais florestais indonésios reconhecem que em muitas partes da ilha a extração de madeira ilegal e desmatamento da floresta estão fora de controle. Cerca de 67 quilômetros quadrados da floresta foram perdidos em Sumatra entre os anos de 1985 e 1997, a maior parte sendo esta várzea tropical.

Além disso, a taxa de perda de floresta tende a aumentar em toda a Indonésia. Hoje, cerca de 130 mil m ² de habitat do tigre permanece em Sumatra, com apenas 42 mil km ² desta área protegidos como uma forma de área de conservação. Mesmo áreas protegidas enfrentam problemas. Os parques nacionais foram isolados uns dos outros por meio de registro e sendo convertidos de florestas e, como resultado, há pouco ou nenhum intercâmbio e fluxo gênico entre as populações de tigres separados. 

Para o governo da região, entrar em conflito com as pessoas sobre a destruição do habitat deste animal reduz o número de tigres, mas também os prende em um espaço e não ajuda no aumento da população do animal. As reservas criadas são bem separadas. Como resultado disso, os tigres movem-se por áreas de assentamento em busca de alimento, onde são mais propensos a entrar em conflito com as pessoas e acabam por serem cassados.

Na verdade, o conflito homem-tigre é um problema sério em Sumatra em comparação com outras partes em que tigres de outras espécies vivem. As pessoas têm sido mortas ou feridas na Sumatra e pecuária é vítima dos tigres. A ação de retaliação por aldeões podem resultar na morte do tigre, caçados para arrancar sua pele e ossos.

Embora o número de tigres acidentalmente mortos do resultado do conflito humano-tigre seja significativo, a maioria dos tigres em Sumatra são aparentemente mortos para fins comerciais, como venda para zoológicos, sua pele e seus dentes. a caça para o comércio é responsável por mais de 78% de mortes do tigre de Sumatra, consistindo de pelo menos 40 animais por ano com números algumas vezes mais elevados.

Não há nenhuma evidência de que tigre caça diminuiu significativamente desde o início dos anos 90. Apesar de conservação intensificada e medidas de proteção em Sumatra, ainda assim a população deste animal corre o risco de sumir do mundo em menos de 50 anos. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Grandes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *