Curiosidades Sobre o Ornitorrinco

O ornitorrinco é um animal bastante estranho para os padrões que conhecemos, pois possui tanto característica de mamífero, quanto de ave. Entretanto é considerado um mamífero, porém, semiaquático, ou seja, vive tanto em terra quanto na água.

Ele é originário da Tasmânia e Austrália, sendo a única raça existente pertencente à família do Ornithorhynchidae, e a única pertencente ao gênero Ornithorhynchus. Com as equidnas, fazem parte do agrupamento dos monotremados, tido como os únicos indivíduos que ovíparos e mamíferos existentes.

Os ornitorrincos são indivíduos monotípicos, o que quer dizer que não há variedades ou subespécie reconhecidas.

Hábitos Dos Ornitorrincos

O ornitorrinco tem hábito geralmente voltado do crepuscular ao noturno. Suas preferências alimentares são por animais carnívoros, os alimentos baseiam-se especialmente em insetos, vermes e crustáceos de água doce. Possui grande adaptação para viver em lagoas e rios, especialmente em razão de ter membranas interdigitais, tal quais os patos, que são mais acentuadas nas patas da frente.

Características

Apesar de ser mamífero é um animal ovíparo, na qual as fêmeas colocam aproximadamente dois ovos por gestação, deixando-os incubados num períodos de dez dias em um ninho construído para essa finalidade. Os ovos que acabaram de abrir mostram um animal que possui um carúnculo, parecido com o das aves, que é usado para romper a casca; os indivíduos adultos não possuem esse dente.

Ao contrário do que acontece comumente com as fêmeas de mamíferos, as de ornitorrinco não têm mamas e o leite é direcionado aos filhotes através dos sulcos e poros abdominais de onde é sugado. Apesar de não ser comum, os machos da espécie possuem esporões com veneno em suas patas, que são usados para fazer a defesa do território e ainda contra os predadores da espécie.

Além dessas características, esse animal ainda possui uma cauda muito parecida com a de um castor.

Suas características bastante diferenciadas fizeram com que fosse o primeiro animal empalhado a ser levado para a Inglaterra e ainda, à época, tenha sido classificado pelos estudiosos como um embuste. Atualmente ele é reconhecido como um animal ícone da Austrália, sendo visto frequentemente como mascote em eventos e competições e ainda na moeda de vinte centavos do dólar do continente.

Mesmo sendo um animal bastante particular não tem sua continuidade ameaçada pela extinção. No ano de 2008 alguns pesquisadores passaram a fazer sua sequencia genética e descobriram nela diversos genes que são partilhados tanto com as aves como com os répteis, porém, a grande maioria, aproximadamente 82% deles são compartilhados com demais espécies mamíferas que já foram sequenciadas, como a ratazana, o cão e o ser humano.

A espécie que tem tamanho aproximado de 40 centímetros de comprimento e é considerada da família dos monotremados, como já dissemos. Sabemos ainda que a fêmea tem leite e o produz para fazer a alimentação de seus filhotes e ao mesmo tempo são ovíparos. Possui uma pele que é adaptada para vida tanto na terra quanto na água e o indivíduo macho tem um veneno tão potente que pode ser comparado ao de muitas serpentes.

Esse animal nada com ouvidos, olhos e narinas fechados, sendo guiado embaixo d’água através de seus maravilhosos receptores sensoriais, sendo que em seu bico há os detectores dos campos elétricos que passa a ser emitido por suas presas. Sem se esquecer de mencionar que, ainda sem as mamas e mamilos as fêmeas ainda amamentam os filhotes, já que os mesmos sugam o leite da mãe através da pele, da mesma forma que os marsupiais.

Curiosidades Sobre o Ornitorrinco

  •  Ele pertence a uma das poucas espécies mamíferas que põe ovos: Vamos pensar, se pudéssemos voltar ao passado e observar o que nossa professora nos dizia, logo nos primeiros anos do ensino fundamental, veríamos que dizia haver três características designadoras dos mamíferos: sangue quente, pelo e não podemos podar ovos. Anos depois tivemos a grata surpresa de sabe que não é bem assim que a história funciona, visto que as fêmeas de ornitorrinco botam seus ovos e aguardam até que eles saiam dos mesmos.
  • As fêmeas não têm mamas e nem mamilos: Já pensaram como pode haver um mamífero que não tenha mamilos? Até nisso os ornitorrincos são bastante diferenciados, pois conseguem dar de mamar a seus filhotes sem não ter mamilos. Os leites saem através dos poros do abdômen da mamãe ornitorrinco e ali os filhotinhos lambem o leite que é secretado pelas glândulas.
  • Os filhotes têm dentes e não o usam: Essa é mais uma das características bizarras desse animal, logo ao nascer já tem dentes. Apesar de já terem dentes quando ainda são filhotes, eles são completamente inúteis, já que quando ainda são jovens perdem os dentes, não tendo utilidade alguma.
  • São animais carnívoros: Apesar dos ornitorrincos terem dentes, não o usarem e os mesmos caírem logo na fase infantil, eles possuem o gosto pela carne, se alimentando exclusivamente de pequenos animais e insetos, consumindo-os mesmo sem dentes.http://www.youtube.com/watch?v=9fQEQnanYLs
  • Eles possuem métodos extrassensoriais para caçar: No ambiente que o ornitorrinco se desenvolve não é tão fácil dele conseguir encontrar sua presa, por isso eles a localizam através de um sistema que apreende as vibrações elétricas dos movimentos de suas presas. Sua capacidade é tão assombrosa que ele localiza animais bem pequenos como larvas e minhocas, onde quer que estejam. Com isso podemos observar que o sistema usado pelo ornitorrinco é bom de verdade, e até porque não dizer: infalível.
  • Eles são venenosos: Mesmo sendo um animal com aparência estranhas, mas até certo dócil, não é recomendado que ao darmos de cara com um desses logo o peguemos no colo. Pois, além de possuir um sentido extremoso para conseguir a localização de sua presa, ainda tem outra arma bastante potente. Os ornitorrincos armazenam um poderoso veneno em suas afiadas garras, e o líquido que dela emana é tão forte que é capaz de matar um cachorro de porte médio ou ainda causar uma dor profunda em qualquer pessoa adulta.

Talvez seja o ornitorrinco um dos animais mais estranhos que habitam a terra e ainda assim bastante curioso. O que nos leva a pensar, de onde será ele surgiu? De qual mistura?

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Mamíferos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *