Colônia de Morcegos

A colônia de morcegos é a reunião de muitos animais dessa espécie em um único lugar. Em áreas de agricultura, uma grande colônia de morcegos evita a necessidade de usar pesticidas, uma vez que cada morcego consegue consumir 600 insetos a cada hora. Sendo assim, o animal é considerado uma ótima alternativa para controlar as pestes. Bilhões de dólares são economizados todos os anos, graças a ajuda dos morcegos.

Porém, o que se vem observando é que as colônias de morcegos estão sendo ameaçadas, principalmente pela falta d’água e das queimadas. Os cientistas já estudam como será o futuro desses animais e como será sem as colônias em determinadas regiões do mundo.

A Maior Colônia de Morcegos do Mundo

Próximo a uma localidade chamada de San Antonio, no Texas, existe uma caverna chamada Bracken Cave, onde está a maior colônia de morcegos do mundo.

Segundo a estimativa dos cientistas, entre março e outubro de 2014, pelo menos 20 milhões de morcegos da espécie Tadarida brasiliensis saíram para procurar insetos durante à noite. A “saída” em grupo dos animais é considerada um espetáculo para muitos, enquanto para outros, a visão parece mais ter saído de um filme de terror. Não é de se espantar que as pessoas tenham um pé atrás com os morcegos.

Obviamente o número de morcegos que sai para “caçar” alimentos não pode ser contabilizado, são feitas estimativas, considerando a “nuvem” de animais que é formada nos céus. Para se ter uma ideia, são tantos, que eles demoram conseguir a sair da caverna.

A caverna, que concentra a maior colônia de morcegos do mundo é de propriedade de uma associação que visa a proteção desses animais e do seu habitat circundante. Por isso, a caverna tem acesso restrito.

Normalmente, os morcegos que chegam no Texas estão vindo do México. A chegada começa em fevereiro e segue até abril. No mês seguinte, junho, a colônia está completa e nascem novos filhotes de morcego.

Os Morcegos o os Seus Filhotes

Dentro da caverna, mães e filhotes se separam, os filhotes ficam em poleiros separados das mães, porém, durante o dia, elas vão até eles para cuidar. O mais surpreendente, dizem os cientistas, é entre tantos filhotes, as mães serem capazes de encontrar e cuidar dos próprios.

Os filhotes de morcego começam a aprender a voar entre a quarta e quinta semana depois do nascimento. Já a saída da caverna, acontece somente em julho, que eles saem pela primeira vez com as mães. Por isso, neste período, a colônia de morcegos é ainda maior.

A Colônia de Morcegos Fora da Caverna

Faltando uma hora para o pôr do sol, os morcegos começam a sair da caverna. O “anúncio” da saída pode ser ouvido pelo barulho que os animais fazem próximo a “porta” da caverna. Uma saída triunfal, que eles parecem formar um espiral e são organizados para evitar a colisão de um morcego com o outro. Em seguida, quando estão fora da caverna, a colônia se divide em pequenos grupos.

As pessoas interessadas em observar a saída da colônia de morcegos da caverna devem manter-se em silêncio. Qualquer pequeno barulho pode assustar os animais e em consequência, alterar a sua rotina. O mesmo podemos dizer dos predadores que também ficam esperando a saída dos morcegos, como as serpentes, as corujas e os falcões.

As Mães Morcego

Entre todos os morcegos da colônia, as mães são aquelas que possuem mais apetite. Para se ter uma ideia, em uma única noite, uma mamãe morcego pode consumir 250 toneladas de insetos. Imagina que no lugar onde se encontram esses animais, os insetos são raros de se ver.

Observando esse detalhe que os cientistas alertam para a importância das colônias de morcegos. Sem eles, aquela área estaria lotada de insetos, de uma forma tão absurda, que invadiriam as casas e seria difícil para as pessoas caminharem fora delas. Se os morcegos no céu causam um certo desconforto para algumas pessoas, imaginem a cena de muitos insetos no céu. Não seria tão menos assustadora e incômoda.

Como é a Caverna em Que Está a Colônia de Morcegos?

A caverna do Texas tem 18 metros de diâmetro e 185 metros de comprimento. No seu interior, o solo chega a ter 30 metros subterrâneos, com numerosos escaravelhos, que servem de alimento para os morcegos. Eles caem do teto, de onde deixam cair os animais.

A caverna tem um ar impossível de ser respirado por um humano por conta do tipo de gases que os morcegos produzem. Se uma pessoa tentar entrar na caverna sem usar uma máscara corre o risco de comprometer a própria vida.

O mês de novembro é aquele em que os morcegos saem da caverna do Texas e voltam par ao México e lá permanecem até que o inverno chegue ao fim. São habitats, que segundo os cientistas, existem antes mesmo da descoberta da América.

Sobre a Bracken Cave

Recentemente um projeto comercial ameaçou a caverna Bracken do Texas. Não se sabia o que poderia acontecer com a colônia de morcegos, a maior do mundo, caso a construção fosse concretizada.

Depois de inúmera discussões sobre o impacto que teria o local com a mudança do comportamento natural dos morcegos, o potencial comprador desistiu da compra do terreno. Em seguida, se criou um movimento com um grupo de investidores para adquirir o terreno e evitar que qualquer nova tentativa de destruição seja praticada no local.

Se por um lado existe a tentativa de preservar a caverna e os animais, se discute o quanto pode ser perigoso ter um grupo tão grande de morcego no mesmo lugar. Eles poderiam desencadear uma doença contagiosa, por exemplo.

No caso da caverna do Texas, onde está localizada a maior colônia de morcegos do mundo, foram avistados alguns animais mortos vítimas de raiva, mas segundo os pesquisadores, nada que levante algum tipo de alarme, por enquanto.

A Maior Colônia de Morcegos da Europa

Na Europa, a maior colônia de morcegos fica localizada em Portugal. Fica no Parque Natural da Serra de São Mamede, no Alto Alentejo. Os animais ficam no que foi uma mina de chumbo da Cova Moura. Calcula-se que no lugar estejam abrigados entre 15 a 20 mil morcegos.

Já na Bulgária fica localizada a maior colônia de morcegos de hibernação da Europa. Os cientistas acreditam que o número de animais no local some 60 mil. A grande parte das espécies de morcego existentes no mundo estão ameaçadas de extinção.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Mamíferos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *