Louva-a-Deus

O inseto louva-a-deus também é conhecido popularmente como cavalinho-de-deus, ele faz parte da ordem Mantodea. Existem em torno de 2400 espécies de louva-a-deus e em grande parte elas tem como habitat o ambiente tropical e subtropical. O nome popular desse inseto é uma referência ao fato de que em posição de repouso ele lembra uma pessoa orando. A parte anterior do corpo do inseto permanece levantada enquanto os membros anteriores ficam juntos como se realmente o louva-a-deus estivesse rezando.

Descrição

Esse inseto tem um tamanho considerável e possui uma cabeça em forma de triângulo, o seu tórax é estreito e tem abdômen bem desenvolvido. Trata-se de um tipo de predador bastante agressivo que caça na maior parte dos casos afídios e moscas. Uma curiosidade é que esse animal costuma preparar emboscadas para conseguir comida.

Em parte os truques de caça do louva-a-deus são facilitados pela sua capacidade bem desenvolvida de se camuflar. O corpo desse inseto pode parecer um pouco esquisito quando observamos pela primeira vez, mas toda essa estranheza se deve ao fato de que ele tem a capacidade de se confundir com a vegetação num tipo de mimetismo. Nesse jogo de camuflagem o corpo fino e alongado do inseto pode facilmente se confundir com ramos de plantas assim como as suas asas podem ser interpretadas como folhas.

Pronto Para a Caça

Um inseto que não tem veneno, mas que possui pernas anteriores que servem para raptar os seus “alimentos”, isso porque são pernas modificadas que tem garras que ajudam a segurar a presa enquanto ela é devorada. Em geral o louva-a-deus se alimenta de insetos pequenos como moscas, abelhas, cigarras entre outros.

Os insetos são capturados com a ajuda das pinças das suas patas dianteiras alongadas que podem apreender os alimentos com muita rapidez e que levam a presa diretamente para a sua mandíbula que tem extrema força.

Cinco Olhos

Um dado surpreendente a respeito do louva-a-deus é que esse inseto possui cinco olhos sendo que dois deles são olhos compostos e que se encontram no lugar convencional dos olhos. Esses dois olhos permitem que o inseto acompanhe tudo o que se desenrola em seu redor.

Os outros três olhos que esse inseto possui ficam na sua testa e servem para perceber diferenças de luminosidade. Esses olhos têm funções bastante importantes uma vez que os hábitos de vida desses insetos tem forte ligação com a percepção da luz nos diferentes ambientes.

Controle de Pragas

Quem cultiva jardim em geral gosta da presença de louva-a-deus, pois esse inseto tem a capacidade de controlar pragas pelo fato de se alimentar com grande frequência. Quando não se usam pesticidas para combater as pragas pode ser interessante contar com esse tipo de inseto no jardim.

Para se ter uma ideia na América do Norte existem apenas três espécies desse inseto e duas dessas espécies foram levadas para o continente no começo do século 20 exatamente com o objetivo de combater pragas.

Voando

Quando um louva-a-deus voa temos uma cena bem interessante, pois é um inseto que parece projetado para um voo tipo de caça de combate. Uma das capacidades desse inseto é desviar dos morcegos que querem lhe atacar durante o seu voo, por isso ele é bom em executar a manobra de mergulho.

Kung Fu Louva-a-Deus

O inseto é adorado na China e para se ter uma ideia existem até mesmo estilos de luta de Kung Fu que se baseiam nos movimentos desse inseto.

O Acasalamento

A relação entre macho e fêmea de louva-a-deus é no mínimo curiosa uma vez que depois do acasalamento, que acontece perto do outono, a fêmea devora o macho. Após consumar o ato a fêmea desse inseto pode botar entre 10 e 400 ovos de uma única vez. Os ovos que a fêmea bota ficam dentro de um tipo de “ovoteca” que é o resultado de diversas camadas de uma espuma de proteção que é produzida pela fêmea.

Com essa cápsula é possível fixar os ovos nos galhos de árvores. Fêmeas de algumas espécies de louva-a-deus podem ficar perto da cápsula para garantir a proteção dos filhotes. Dentre os possíveis predadores dos ovos de louva-a-deus estão as vespas. Saem dos ovos ninfas que são versões de louva-a-deus igual aos adultos com a diferença que não tem asas e nem os órgãos sexuais maduros. É comum que grande parte dos filhotes quando saem dos ovos sejam devorados por formigas.

Questão de Nutrição e Sobrevivência

Pode parecer bem esquisito esse hábito estranho das fêmeas se alimentarem dos machos depois da fecundação, mas se pensarmos na questão biológica perceberemos que existe uma razão para isso. A fêmea garante a sua nutrição e consequente sobrevivência escondida entre as folhas até o momento de botar os ovos.

Não se trata de uma questão de ‘maldade’ se alimentar o parceiro, mas sim de sobrevivência para a fêmea e para os futuros filhotes. Escondida a fêmea evita ser devorada por pássaros que são os principais predadores de louva-a-deus. Além disso, biólogos constataram que quando a fêmea se alimenta da cabeça do macho durante o acasalamento faz com que a atuação dele seja mais efetiva de maneira a garantir os filhotes.

Luta Fatal

Quando dois machos de louva-a-deus se encontram pode ocorrer uma luta até a morte de um deles, a única forma de evitar esse desfecho trágico é que um dos dois machos se retire rapidamente antes que o embate tenha início. Nos casos em que ocorre a luta o vencedor devora o vencido e depois descansa na posição de oração.

“Mãe de Cobra”

Os índios tupis deram o nome de “emboici” que significa “mãe de cobra” para esse inseto pelo fato de que em grande parte dos louva-a-deus é possível encontrar em verme fino e alongado que é um parasita convencional da espécie. Na mitologia dos índios esse verme se desenvolveria dentro do inseto e em algum momento sairia dele para viver como uma cobra normal. Por isso o louva-a-deus seria a mãe de cobra para os índios.

O louva-a-Deus é um inseto que tem seu nome originado da sua postura. Enquanto mantem-se estático ou espera por uma presa se aproximar, permanece numa posição em que se assemelha a uma pessoa orando (palma das mãos coladas uma a outra), surgindo daí seu belíssimo nome.

Não possui veneno, obtendo suas refeições sempre através da caça surpresa, imobilizando a presa com suas garras postadas nas suas pernas traseiras enquanto aprecia o seu alimento. O estilo de vôo do louva-a-deus assemelha-se ao vôo de um avião de caça, sendo ligeiro e fazendo curvas como que imitando esses aviões e fazendo mergulhos para escapar de eventuais ataques de morcegos.

Seu papel na agricultura é fundamental, quando na ausência de pesticidas eles são os controladores de pragas que costumam destruir plantações inteiras.

Na china, o louva-a-deus é muito venerado, tendo até mesmo movimentos na arte marcial kung fu utilizando seus métodos de deslocamento e ataque, assim como o tigre, macaco, cobra, entre mais alguns outros.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Insetos e Aranhas

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *