Grilo

O grilo é um inseto que pertence à ordem Orthoptera. Existem mais de 900 espécies de que são divididas em dois grupos, com base na sua morfologia e tipo de habitat. Eles podem ser encontrados em todo o mundo e podem sobreviver em vários habitats, incluindo florestas, campos, áreas rochosas e cavernas. Alguns deles vivem sob o solo. São insetos conhecidos pelo som que produzem.

Eles são símbolo de boa sorte. Povos antigos da China criavam grilos como animais de estimação no passado. A maioria das espécies de grilos são bastante numerosas em estado selvagem. Algumas destas espécies estão em risco de extinção por causa da degradação dos seus habitats. Como não voam, acabam morrendo juntamente com o ambiente em que vivem.

Espécies de Grilos

Saiba mais sobre algumas espécies de grilos.

Grilo Aranha: É chamado de grilo aranha por causa de suas corcundas e longas pernas. Não produzem nenhum som e são encontrados em áreas úmidas sob pedras e troncos ou em pilhas de lenha. Áreas cobertas de vegetação são bons esconderijos para esse inseto.

Grilo das Cavernas: Recebe este nome porque é comumente encontrado em locais frescos e úmidos como cavernas, poços, troncos podres, tocos e árvores ocas, sob folhas úmidas e pedras. Eles têm grandes patas traseiras e uma antena longa delgada. Eles possuem uma cor acastanhada e são corcundas. Podem crescer até 2 polegadas e seu corpo é translúcido quando são jovens.

Grilo Camelo: É um grilo que se encontra em dunas de areia e é muito ativo durante a noite. Eles passam o dia se enterrando na areia para ajudar a minimizar a perda de água. Possuem uma cor pálida e as pernas têm cerdas fortes unidas para ajudar na escavação. Ao procurar por comida, eles usam suas pernas e antenas para ver onde eles estão indo, usando o sentido do tato.

Como os Grilos Produzem Som?

Na China, o canto de um grilo em casa é um sinal de boa sorte. Entretanto, nem sempre o som estridente produzido pelo inseto é bem vindo. Muitas pessoas ficam irritadas com o barulho. Mas, deixando o incômodo de lado, você sabe como estes animais produzem sons?

Somente grilos machos realmente produzem sons, e nem todas as espécies fazem barulho. Apesar de algumas culturas humanas reverenciarem o canto do grilo, ele não está cantando para o nosso prazer. Os grilos machos usam os ruídos para atrair uma companheira do sexo feminino. A fêmea só responde a esse som.

Os grilos também gorjeiam para estabelecer seus territórios e defendê-lo contra os machos concorrentes. O som é produzindo por meio da fricção de suas asas. Na base da asa, há uma espécie de lixa. Já a parte superior da asa é dura. O contato destas duas partes faz com que o som seja emitido.

Imagem de Amostra do You Tube

Alguns grilos cavam túneis no solo, com entradas em forma de megafone. Quando os machos cantam de dentro da abertura de suas tocas, a forma do túnel amplifica o som. Vale lembrar que eles produzem sons diferentes, cada um tem a sua função.

O som mais alto, que pode ser ouvido a distâncias de até um quilômetro, ajuda a fêmea a encontrar o macho. Uma vez que ela está perto, o macho muda para um som de de acasalamento, para convencê-la a acasalar com ele. Em alguns casos, o macho também canta uma canção de celebração pós-cópula.

A Importância das Patas dos Grilos

Os grilos têm pernas traseiras longas e poderosas que os ajuda a saltar. As patas traseiras são visivelmente mais espessas e maiores do que as patas dianteiras. Os grilos das espécies Scapteriscus sp. e Neocurtilla sp. Possuem patas dianteiras também longas que permitem que esta espécie consiga cavar no solo.

As patas traseiras destes grilos também são espessas, como em outros grilos, embora esta espécie não consiga saltar grandes distâncias. Muitos grilos possuem espinhos afiados em suas pernas, eles são perceptíveis se você pegar e sentir a sua textura. Como muitos outros insetos, os grilos também têm o seu tímpano nas patas. O tímpano funciona como uma orelha e é uma membrana esticada que captura os sons.

Curiosidades Sobre os Grilos

  • O tamanho dos grilos depende das espécies. Eles possuem normalmente de 1 a 2 centímetros de comprimento.
  • Os grilos podem ser pretos, vermelhos, marrons ou verdes.
  • A maioria das espécies de grilos tem corpo achatado e dois pares de asas membranosas.
  • Eles têm um par de antenas longas de uma polegada, elas podem detectar o movimento da presa e facilitar a descoberta de alimentos.
  • Grilos têm uma excelente visão. Os seus olhos (conhecidos como olhos compostos) consistem de um grande número de lentes que asseguram a visualização de diferentes imagens ao mesmo tempo.
  • Somente grilos machos produzem som. Eles têm estruturas dentadas em suas asas, que produzem som quando esfregam suas asas. O barulho é usado, ​​principalmente, para atrair as fêmeas durante o ritual de acasalamento. Fora isso, os machos podem produzir um tipo específico de silvos como um sinal de agressividade para outros machos.
Imagem de Amostra do You Tube
  • A intensidade dos silvos depende da temperatura. Temperaturas mais elevadas estão associada a sons mais frequentes.
  • A maioria das espécies de grilos vive no solo, mas alguns deles vivem sob o solo, no interior das cavernas, ou no alto das árvores.
  • Apesar de grilos terem asas, eles não voam. Eles podem saltar ou viajar distâncias curtas, produzindo movimentos bruscos.
  • Grilos são ativos durante a noite.
  • São onívoros (comem plantas e outros animais). A sua dieta inclui vários tipos de insetos, fungos e de materiais vegetais.
  • Rãs, lagartos, tartarugas e grandes aranhas são os principais predadores dos grilos. Esses insetos também são consumidos como iguaria em certas partes da Ásia.
  • Os grilos põem ovos no outono. Os ovos permanecem incubados durante o período de inverno e eclodem no início da primavera. Eles têm uma metamorfose incompleta que consiste em três fases de desenvolvimento: ovo, ninfa e adulto inseto.
  • Grilos não vivem por muito tempo. Eles podem sobreviver até um ano em estado selvagem.


Categoria(s) do artigo:
Insetos e Aranhas

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *