Problemas Mais Comuns Em Gatos

O gato pode ser um excelente companheiro, pois é um animal muito carinhoso que está na preferência de muitas pessoas que desejam ter um bichinho de estimação. Se você tem um companheiro desses em casa sabe que ele precisa de cuidados e carinho para crescer e se desenvolver com saúde.

Problemas Mais Comuns Em Gatos

Problemas Mais Comuns Em Gatos

Além de estar sempre de olho para que o animal esteja com a saúde em dia é fundamental educá-lo de forma que o seu comportamento esteja de acordo com a rotina da casa. A higiene e o bom comportamento do gato são essenciais para a boa convivência.

Os Problemas De Saúde Mais Comuns Em Gatos

Panleucopenia

A Panleucopenia é uma doença viral que também é conhecida como enterite infeciosa felina. Uma das principais preocupações a respeito dessa doença é que ela é altamente contagiosa. Dentre os sintomas que os gatos apresentam estão perda de apetite, diarreia líquida, crises de vômitos, febre alta, desidratação entre outras sérias complicações que na maioria dos casos resultam na morte do felino.

É importante estar ciente de que a contaminação pode acontecer através de objetos compartilhados entre gatos como roupas, tigelas, brinquedos ou outros que tenham tido contato com um gato doente e depois com o gato sadio. Uma doença que afeta principalmente os gatos bebês, porém, animais de todas as idades estão susceptíveis.

Esse vírus ataca os intestinos e os leucócitos, essa doença progride com muita rapidez. É possível evitar essa doença somente mantendo a vacinação em dia.

Rinotraqueíte

Uma doença que representa uma ameaça muito grande para gatos de todas as idades em especial os bebês. O herpesvirus é um vírus de vias aéreas superiores que é transmitido pelo contato direto dos gatos seja por meio de uso compartilhado de comedouros e bebedouros, espirros, lambidas, secreções entre outros.

Uma vez que esse vírus consegue se instalar no animal passa a causar sintomas durante muitos anos da vida do animal. Dentre os sintomas estão febre moderada, perda de apetite, secreções oculares e nasais, lacrimejamento, tosse, respiração pela boca e salivação intensa. As fêmeas que estejam grávidas e que sejam portadoras desse vírus o eliminam alguns dias depois do parto o que faz com que os seus filhotes fiquem sem a imunidade necessário contra a doença.

Clamidiose

Trata-se de uma infecção das membranas mucosas dos olhos e do nariz que é altamente contagiosa em especial nos gatos bebê. Dentre os sintomas que essa doença apresenta estão lacrimejamento excessivo, tosse, espirros, salivação intensa, conjuntivite entre outros. Existe o risco de que essa doença seja transmitida dos gatos para humanos já que pode ocasionar infecções oculares.

Peritonite Infecciosa (PIF)

Uma das doenças mais perigosas para os gatos devido ao fato de ser extremamente contagiosa. Pode ser transmitida por contato direto ou indireto. A transmissão direta é feita através da saliva, fezes e secreções de gatos que infectados ou mesmo pela própria mãe.

No caso de transmissão indireta o vírus tem a capacidade de sobreviver até duas semanas depois da morte do animal contaminado. Sendo assim é importante que o ambiente em que esse gato morava passe por uma quarentena antes de receber outros gatos.

Essa doença é mais comum nos gatos jovens adultos que tem menos de três anos de idade ou então naqueles animais idosos que tem mais de dez anos. Um dos principais desse problema é que os sintomas somente se manifestam um pouco antes da morte do animal.

Dentre esses sintomas estão anemia, febre, perda de apetite, pelos eriçados, perda de peso, letargia, distensão do abdômen, depressão entre outros. É possível que haja vômito e diarreia além de mudanças de comportamento, cegueira, paralisia e perda de equilíbrio. A doença pode ser assintomática.

Existem dois tipos de PIF, a úmida que é quando existe um acúmulo de líquido no abdômen (o que causa a distensão) e no tórax além da seca. A doença é causada pelo coronavírus, porém, depois que se manifesta é fatal para o gato. Não existe cura somente tratamento para aliviar os sintomas, porém, isso prolonga a vida sem salvar o animal.

O tempo de vida do gato num caso desse varia de poucos dias ou poucas semanas até cerca de um ano, tudo depende do tipo de PIF, no caso da seca o tempo de sobrevivência é maior.

Conselhos Para Cuidar Bem Do Seu Gato

  • Jamais automedique o seu gato, se ele estiver doente ou estranho leve-o ao veterinário para que o profissional faça a prescrição.
  • Mantenha o hábito de levar o seu gato regularmente ao veterinário.
  • Cuide para que todas as vacinas do gato estejam em dia.

Os Problemas De Comportamento Mais Comuns Em Gatos

Um problema bem comum que pode irritar e muito os donos de gatos, pois é desagradável chegar em casa e descobrir que o gato ‘batizou’ o máquina de lavar, a sala ou o banheiro. Em geral o fato de o gato não usar a caixa de areia tem ligação com a falta de limpeza diária da mesma ou mesmo alguma alteração na rotina diária da casa.

Por exemplo, o gato fica confuso quando a caixa de areia é mudada de lugar ou mesmo os horários de chegada do dono mudam. Saiba que até a mudança de detergente usado para a limpeza da caixa de areia podem deixar o animal confuso e sem a vontade de usá-la.

Há ainda a possibilidade de que o seu gato esteja com uma doença no trato urinário. Sendo assim se o gato deixou de usar a caixa de repente pode ser interessante fazer uma visita ao veterinário. Normalmente os gatos gostam de usar essas caixas sanitárias, só precisam de caixas adequadas.

Gato Que Arranha Tudo

Os gatos arranham por alguns motivos como marcar o seu território, gastar energia ou simplesmente para lixar as suas unhas. O comportamento mesmo sendo natural não precisa ser feito nas suas cortinas ou sofá. A melhor maneira de lidar com essa situação é redirecionar o comportamento para os locais corretos, ou seja, os locais em que ele pode arranhar. Compre brinquedos de arranhar para o seu gato gastar a energia dele onde ele pode.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Felinos

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *