Como Educar Gatos

Gatos não são os animais mais obedientes do mundo, mas podem sim ser bem educados, desde que sejam respeitados, pois são diferentes dos cães, tendo um comportamento bem mais livre. Para ajudar na educação dos mesmos, vamos deixar logo abaixo algumas dicas que podem vir a fazer toda a diferença sobre o assunto.

Gatos Obedientes e Educados

Para ensinar o seu gato a ser bem educado, especialmente no tocante à obediência quanto ao lugar de fazer suas necessidades cotidianas, o que mais recomendado é o uso de um simples e pratico borrifador de água. Uma unidade desse produto costuma custar uma média de R$ 3,00.

Para Começar

  • Complete o borrifador usando água, somente o líquido sem misturas, e sempre que o animal fizer algo errado como arranhar móveis ou fazer coco pela casa, borrife nele a água e diga “NÃO”. Nada de dizer um monte de coisas, é somente “NÃO”.
  • Essa técnica começa a valer em apenas alguns dias. Se você começar o procedimento a cada doze horas e algumas borrifadas depois, só será necessário mostrar o aparelho sem a necessidade de borrifar e falar “NÃO”, que o animal já deixa de cometer o comportamento errado.
  • Um ponto negativo desse procedimento é que o gato pode vir a ficar arredio e ainda bravo, fugindo de contato e de carinho do dono.
  • Outra forma de manter a educação do animal é pegar uma garrafa pet pequena e enchê-la de arroz cruz até a metade e, quando o gato tiver comportamento errado é só sacudi-la diversas vezes com força. Com o passar do tempo o gato saberá que sempre que fizer algo errado escutará aquele barulho que lhe causará medo, porém, o animal ficará com medo de todas as situações barulhentas que presenciar.

Cuidados com a Alimentação

  • Especialistas indicam que aos gatos pode sim ser oferecido frutas, mas nem todas, o melhor é perguntar ao veterinário qual delas é a mais nutritiva. Lembrando que os alimentos, sejam quais forem, devem sempre ser colocados dentro dos potinhos de alimentos, para que os mesmos não achem que podem se alimentar em qualquer lugar. Se a alimentação for colocada num local diferenciado, o gato irá entender que pode se alimentar em qualquer lugar, como mesa, pia, sofá e afins.
  • Outra coisa importante que pode atrapalhar na educação e no comportamento do animal é a oferta de comida humana, ou seja, tudo o que nós comemos. Se você não quer que seu gato fique o tempo todo miando e pedindo comida quando você está se alimentando, não dê comida a ele.  Se você der uma vez e ele gostar, vai pedir todas às vezes, porque não é um animal esperto e consegue convencer quanto quer.
  1. Dica: Por mais que se tenha a teoria de como funciona o treino com os gatos é melhor entender que os mesmos têm vontade própria e, quase sempre acabam fazendo você desistir de seu foco e faça a vontade deles, por isso, seja firme o máximo que puder. O adestramento é um jogo de paciência e vence aquele que respirar fundo mais vezes.
  2. Dica: Outra coisa a se perceber é que cada animal é um, portanto, não se obtém o mesmo resultado de todos os animais.

Problemas de Gatos que Fazem Xixi Fora da Caixa

Não adianta esperar o gato estar com três anos para ensiná-lo a fazer xixi no local adequado, o problema deve ser resolvido logo no início, senão acabará se tornando um mau hábito. Quanto mais rápido o problema for resolvido, mais fácil isso acontecerá.

Dicas

  • Caso seu animal não seja castrado, as chances de errar o lugar do xixi são muito maiores, já que indivíduos machos que não passaram pela castração, tendem a demarcar território que devem marcar território e a melhor ferramenta que têm para isso é o xixi. Porém, ainda que sejam castrados, cerca de 5% das fêmeas e 10% dos machos ainda sentem dificuldades em usar a caixinha de areia para fazer suas necessidades.
  • Fazer xixi no lugar errado pode não ser uma atitude apenas de demarcação de território, e isso tende a piorar quando há vários animais na casa.
  • Se seu gato não obedecer e insistir no mau habito, é melhor levá-lo a um veterinário, pois o problema pode vir a ser de saúde e não somente capricho. Uma dica fundamental para saber se o animal está doente ou não é a posição que o mesmo deixa o rabo, quando ele está em paralelo ao chão é porque está somente fazendo xixi mesmo, porém, se estiver se mexendo e com o rabo para cima, aí sim está marcando seu território.
  • Muitas publicações indicam que alguns animais têm esse comportamento em razão de nervosismo e estresse. Ocorre que muitas peças de uso pessoal dos donos podem acabar recebendo xixi, geralmente quando o mesmo resolve ir viajar, já que o animal percebe o afastamento.
  • A ideia da caixa de areia deve ser individualizada, cada animal deve ter a sua. Caso não goste da caixa de areia, opte pelos tapetinhos higiênicos ou folha de jornal. Lembrando que a melhor opção é aquela que o gato se adaptar com maior facilidade.
  • A caixa de areia não pode ser padronizada, já que cada gato tem um tamanho, por isso a caixa deve estar adaptada ao animal, senão, pode ocorrer de ele não gostar da mesma por estar pequena e incomoda. E não pode esquecer de limpar a caixa sempre, pois o gato não gosta de usar a areia suja.
  • Deixe a caixa num local certo, especialmente aquele que seja mais agradável ao animal, ou seja, aquele lugar mais tranquilo, sem muito barulho, e nem vai e vem de pessoas, para que gato possa usar a caixa com tranquilidade e sossego. Outro fator a ser levantado é o de não se colocar a vasilha de comida próxima à caixa de areia, pois ninguém come e usa o banheiro no mesmo lugar.
  • O segredo na limpeza da caixa de areia é usar sempre o bom senso, nem de mais e nem de menos, se limpar exageradamente o animal procurará outros lugares para demarcar território, se de menos também buscará lugares outros. O ideal é limpar a areia todos os dias, mas nada de exagerar.

 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Felinos

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *