Elefante: Espécies e Características do Mamífero

São chamados de elefante os indivíduos que fazem parte da família Elephantidae que é um grupo de mamíferos proboscídeos elefantídeos que se caracteriza por ter grande porte. Hoje em dia contamos com três espécies de elefantes no mundo sendo duas espécies de origem africana Loxodonta sp. e outra de origem asiática Elephas sp.

Também fazem parte desse grupo os já extintos mamutes Mammuthus sp.. Uma curiosidade é que até recentemente acreditava-se que somente existiam duas espécies de elefantes vivos no mundo que era o elefante-africano e o elefante-asiático (um elefante um pouco menor).

Contudo, alguns estudos de DNA demonstraram que os elefantes da África podem ser subdivididos em duas espécies que seria Loxodonta africana (as Savana) e Loxodonta cyclotis (elefantes da floresta). Os elefantes são os maiores animais vivos do planeta no momento com um peso que fica entre 4 e 6 toneladas e com um tamanho de em média 4 metros de altura. Uma das características mais proeminentes dos elefantes é ter presas de marfim. Veja muitos fotos de elefantes nesse artigo.

Características Gerais dos Elefantes

Quem olha os elefantes com todo aquele tamanho nem imagina, mas se trata de um animal herbívoro que se alimenta especialmente de ervas, frutas, folhas e gramíneas. Devido ao tamanho a que um elefante adulto pode atingir se trata de um animal que come entre 70 e 150 kg de alimento por dia.

A organização social desses animais também é bastante interessante uma vez que as fêmeas de elefante podem viver em manadas que tem de 10 a 15 animais e cuja liderança é da matriarca. As manadas são compostas de várias fêmeas reprodutoras e crias de vários tamanhos. A gestação de uma elefanta pode durar entre 20 e 22 meses, um processo demorado da mesma forma que o desenvolvimento do filhote.

Para se ter uma ideia um elefante filhote pode nascer com 90 kg. Os machos por sua vez costumam viver em bandos menores durante a sua fase de adolescência. Quando chegam a idade adulta os machos costumam se isolar e viver sozinhos. O encontro com as fêmeas ocorre somente durante o período de reprodução.

Um grupo de animais de enorme porte, que tem características bem marcantes. O elefante é mamífero e costuma ter uma grande memória não apenas por sua cria mas com predadores encontrados ao longo de sua história de vida e sobre locais os quais passou e viveu por algum tempo.

Pouca gente sabe porque as imagens em jornais, revista e na televisão não definem bem, já que são todos parecidos, mas há diversas opções de elefantes no mundo, onde se destaca, as espécies africanas e asiáticas. Aliás, é nessas regiões que os elefantes são predominantes, onde fazem parte da cultura desses locais. Por isso, este animal é muito importante, de qualquer forma: Seja para o transporte de pessoas, seja para figuras que estão pintadas em pinturas, quadros e outras formas de cultura dessas regiões.

As espécies de elefantes que existem no mundo é a Loxodonta sp. e a Elephas sp., espécies de grande porte que estão localizadas como região de habitat natural África e na Ásia.

Os elefantes são tão importantes e tão famosos. Atualmente uma pesquisa de DNA revelou que os elefantes têm na verdade duas espécies e que todos os elefantes do mundo se originaram dessas espécies. Como as duas espécies são africanas, isso significa que a origem da humanidade, assim como a origem dos elefantes, está localizada nesse continente. Por isso a maioria dos elefantes está no continente africano.

Atualmente os elefantes são as maiores espécies de animais mamíferos e de animal terrestre do mundo. Ele se alimenta de ervas, folhas, grama e frutas de árvores, e devido ao seu tamanho, pode comer um total de 70 a 150 quilos de alimento por dia, já que o grande tamanho necessita de muita energia para o corpo do animal todo.

Este animal pesa até 12 toneladas e tem em média quatro metros de altura. As fêmeas normalmente vivem em manadas de 10 a 15 elefantes, sempre com uma matriarca liderando, e a manada tem várias reprodutoras e crias que podem ser desde recém nascidas até já adultas.

O período de gestação das fêmeas é de 20 a 22 meses. Os filhotes de elefante podem nascer com até 90 kg, e os machos adolescentes tendem a viver em bandos, já os adultos vivem isolados, encontrando-se com as fêmeas apenas para se reproduzir.

Elefante é Mamífero

Os elefantes são sim mamíferos, pois eles se alimentam principalmente de leite durante a fase de crescimento. Para ser mamífero, é preciso se alimentar de leite, principalmente através da mamada, pois isso que existe o nome, que é derivado do verbo mamar. Assim, o mamífero é considerado o maior mamífero do mundo, e um dos que tem os maiores filhotes do mundo também.

Conheça a Taxonomia do elefante completa aqui.

Vida Tranquila

Como já dissemos acima o elefante é o maior animal vivo da Terra da atualidade e exatamente por isso não tem muitos predadores. São animais de grande influência nas savanas uma vez que tem controle dos arbustos e árvores. Os elefantes podem viver em torno de 60 anos. A morte de um elefante é algo curioso, pois eles simplesmente tem o seu corpo amolecido, caindo sem conseguir mais se alimentar.

Diferenças Entre Elefantes Africanos e Asiáticos

Em termos de tamanho os elefantes africanos são relativamente maiores do que os elefantes asiáticos, eles também possuem orelhas com melhor desenvolvimento de maneira que conseguem liberar calor em temperaturas mais elevadas. Na variedade asiática as fêmeas não possuem presas de marfim. A temperatura do elefante também varia dependendo da espécie em questão.

Agressividade

Quando estão na sua época de acasalamento os elefantes se tornam mais agressivos devido a uma maior produção de testosterona. Existem casos em que os elefantes podem até mesmo atacar seres humanos. Vários acidentes com elefantes durante a realização de rituais acontecem por esse motivo. A média de humanos mortos por elefantes é de 400 por ano.

Características Específicas dos Elefantes

A Tromba

O nome científico da tromba do elefante é probóscide e consiste numa fusão do nariz com o lábio superior do animal que é mais longo e especializado para ser um apêndice que apresenta versatilidade. Uma coisa curiosa a respeito da tromba dos elefantes africanos é que elas possuem em sua ponta duas protuberâncias que lembram dedos humanos. Os elefantes asiáticos tem apenas uma protuberância.

A tromba de um animal desses pode ter em torno de 40 mil músculos individuais de maneira que ele se torna tão sensível a ponto de conseguir pegar uma folha por vez na relva, mas sem perder a sua força para arrancar ramos de uma árvore. Esse apêndice pode ser usado para beber água, basicamente os elefantes chupam a água através da tromba, algo em torno de 14 litros por vez e depois jogam esse líquido dentro da sua boca.

Curiosidade

Os elefantes podem beber água de outra maneira, através da inalação da mesma que acontece quando deixam o seu corpo dentro da água. Para se proteger da ação do sol os elefantes ainda jogam uma camada de terra e lama. Ao nadar a tromba do elefante pode ser usada como um tubo para respirar.

A Tromba nas Relações Sociais

Quando uma pessoa está mal humorada temos o hábito de dizer que ela está com uma tromba, não é mesmo? Pois, saiba que para os elefantes a tromba é usada para cumprimentar e para desenvolver boas relações sociais. Os elefantes que se conhecem se cumprimentam através do entrelace de trombas, seria o equivalente ao aperto de mãos dos humanos.

O apêndice pode ser usado ainda nas suas brincadeiras, para fazer carinhos quando estão cortejando a fêmea ou ainda no dia a dia de mães e filhos. Contudo, a tromba pode ainda ser usada para demonstrar a força de maneira que quando está levantada pode ser entendida como ameaça ou alerta, a tromba caída representa submissão. Para se defender os elefantes podem usar as suas trombas tanto para bater como para agarrar os intrusos.

Tromba Nariz?

A tromba do elefante pode ser usada para sentir cheiros, para isso o animal levanta a mesma no ar e faz movimentos de lado para o outro. Ao fazer isso com a tromba ele consegue determinar a localização dos seus aliados, dos seus inimigos e até mesmo de alimentos.

As Presas dos Elefantes

As presas do elefante apresentam crescimento contínuo, elas são os segundos incisivos superiores. Num animal adulto de tamanho médio o crescimento das presas pode ser de 15 cm ao ano. Essas presas podem ser usadas ainda para fazer escavações em busca de água, raízes ou sal além de usarem as presas para remover as cascas de árvores para comer a casca.

A Pele dos Elefantes

Uma forma de chamar os elefantes é paquidermes que significa “com pele espessa”. O nome vem do fato de que a pele é bem grossa e dura em grande parte do seu corpo, sua espessura pode chegar a 2,5 cm de espessura. Contudo, a pele dos elefantes que faz o contorno da boca ou se encontra dentro das orelhas é bem mais fina.

Os elefantes são considerados o maior animal terrestre de todo o mundo. Eles chegam a medir em média 3 a 4 metros. Vivem cerca de 60 anos.

Os elefantes vivem em bandos, ou melhor manadas, sendo que cada um é divido em famílias.

Os elefantes Africanos vivem em territórios do Quênia, Uganda e Tânzania, em regiões de savanas e florestas.

Alimentam-se de folhas de árvores, raízes, ervas, gramas e frutos. Um elefante adulto chega a ingerir em média, 100 kg por dia, de alimentos.

Um filhote pode nascer com 80 kg.

Eles possuem na boca, presas de marfim. Aos 60 anos em média, eles perdem os dentes molares, ou seja, as presas, o que impossibilita a sua alimentação, causando a morte deles.

A gestação das fêmeas leva cerca de 20 a 22 meses.

Eles são bons de memórias, e são bastante ligados a manifestações de afetos.

O elefante é uma espécie da qual não fica fora do enorme grupo que vem sofrendo com a extinção.

Veja aqui mais detalhes e curiosidades sobre os elefantes.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Informações

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *