Por Que Os Cães Uivam?

Os cães sempre foram o melhor amigo do homem, isso ninguém pode negar. É muito difícil encontrar pessoas que não gostem dos encantos que os simpáticos animaizinhos transmitem aos seres humanos. E não somente os cachorros: os gatos, os passarinhos, enfim.

A união do homem com os cães é muito antiga, datada de vários milênios antes do nascimento de Jesus Cristo, época que se coincida com o sedentarismo humano, isto é, com a fixação do ser humano em terras, ao invés da vida nômade de seus ancestrais. Nessa época, além de adotar o cachorro como amigo, passou a domesticar outros animais, como forma de subsistência, além de formar grandes culturas de alimentos.

Hoje, a relação entre animais de estimação e pessoas está mais do que consolidada. Não é raro vermos por aí pessoas que tratam seus animaizinhos como se fossem da família. Muitos casais estão optando, inclusive, não terem filhos, adotando, por fim, um cachorrinho, e o considerando como filho. Para se ter uma ideia sobre a importância dos bichos de estimação na vida dos brasileiros, o Brasil é um dos recordistas em gastos com animais no mundo, movimentando cifras bilionárias.

E, os cuidados envolvidos para se ter um bicho de estimação são muitos. Os donos têm de ter consciência para saber que, por mais que um cachorrinho ou gato seja gracioso, é um ser vivo que está junto deles, que sente dor, fome, frio e necessita de cuidados especiais quando fica doente.

Um dos questionamentos mais comuns entre os donos de cachorros é a dúvida por trás do ato de uivar que muitos cães fazem. Tal dúvida será sanada nesse artigo. Aqui, iremos dizer o porquê de seu cachorrinho uivar, às vezes, por um longo período, além de curiosidades relacionadas a esse ato. Vamos lá?

O Ato de Uivar

Por muito tempo, muitas pessoas se indagaram a respeito do ato de uivar, que muitos cães possuíam, geralmente, durante a noite. Mesmo estando presos, os cães praticavam o ato, que poderia perdurar por vários minutos. Muitos arriscavam que os uivos eram feitos somente em dia de Lua Cheia, como forma de “exaltar” os seus ancestrais diretos, que são os lobos.

No entanto, nenhuma dessas teorias foi comprovada de fato. O que se sabe é que o uivo tem funções específicas, que podem variar de cão para cão.

O lobo, que, como já dito, é o ancestral direto do cão, utiliza o uivo como uma forma de comunicação. Os uivos emitidos pelos cães domésticos também tem essa função; no entanto, o timbre dos cães domésticos são fracos perto dos lobos, cujo som pode ser ouvido a muitos metros de distância. Por meio do Uivo, o lobo pode solicitar a presença para perto dele dos lobos pertencentes a sua alcateia. Além disso, por meio do uivo, ele pode identificar possíveis lobos inimigos, ou seja, que não pertencem a alcateia. Isso é possível graças à habilidade do lobo identificar os timbres de cada lobo pertencente à sua comunidade. Qualquer som que não seja de seu conhecimento é um alerta para se preparar para possíveis ataques.

No caso dos cães domésticos, o ato de uivar pode estar relacionado com a comunicação também, mas de uma forma, digamos, mais romântica. Isso é o uivo pode ser uma forma que os cachorros machos chamem a atenção de uma cadela que esteja no cio, como forma de exposição frente aos outros cachorros. Portanto, o ato de uivar pode ser considerado normal, certo? Nem em todos os casos.

Isso porque o ato de uivar é esporádico, acontecendo de vez em quando. No entanto, quando o uivo se transforma em uma coisa frequente, pode ser que o pobre cãozinho esteja sofrendo de um distúrbio de ansiedade, que é causado quando o mesmo passa horas sozinhas. O ato de uivar é uma forma de ele aliviar tal ansiedade, que pode ser a vontade de ver o dono novamente. Uma das formas de lidar com esse problema é sair com seu pet, pelo menos uma vez por dia, brincar com ele e o deixar bastante cansado, para evitar que, enquanto estiver sozinho, tenha muita energia para gastar, o que pode provocar as crises de ansiedade. Outra medida seria arrumar outro cachorro como companheiro ao seu pet, para que ele não se sinta sozinho quando você  ter que se ausentar de sua casa. Ainda há os serviços de pessoas que fazem a sua vez e passeiam com os cachorros, levando- os para parques ou gramados, com o intuito de os deixarem entretidos. É uma outra forma de acabar com o problema.

Se você perceber que o seu cachorro está uivando, não faça nenhuma coisa para fazer com que ele pare, como jogar água no pobre. Você deve procurar os motivos pelos quais o seu cachorro está uivando. Se for por conta de alguma cadela que esteja no cio, a única saída é esperar que seu cachorro faça uivo e que ele perceba, por si só, que não terá como “conquistar” a fêmea. Uma saída para evitar desentendimentos com os vizinhos é deixar o cão em um lugar mais reservado – mas sem trancafiar o animal- para evitar que o cheiro da fêmea fique indo para perto dele.

Comprar brinquedos para os cães é uma forma de os distraírem, evitando que eles fiquem uivando o tempo todo. É uma forma simples e barata para evitar que o seu cachorro faça barulho e venha a incomodar terceiros.

As raças que mais praticam o uivo são aquelas cujo seu porte é grande, como o Husky Siberiano, Labrador, Malamute do Alaska, entre outros. O Husky, por exemplo, é um descendente bem próximo dos lobos, e, portanto, o seu hábito de uivar pode estar assemelhado aos mesmos princípios para quais os lobos uivam.

A melhor maneira de deixar o seu cão mais calmo é o seu contato direto com ele. Tente aproveitar mais o seu tempo livre ao lado do seu pet, brinque e corra com ele, pois ele tem muito carinho e amor para dar.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Caninos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

  • ok

    ok 1 de outubro de 2016 8:28

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *