Por Que Beagles São Usados Em Testes?

De fato o mundo está chocado por causa dos experimentos que acontecem nos cães do gênero. Acontece que apenas por ser dócil e sempre estar amigável representa um alvo direto dos cientistas que aplicam testes nos mesmos com o intuito de testar remédios e cosméticos para seres humanos. A dúvida surge à tona, se os produtos se direcionam aos seres-humanos, por que cachorros são usados para esse tipo de teste?

De forma prática o problema está na lei de grande parte dos países que impõe a necessidade de realizar testes em animais antes de fornecer o produto aos seres-humanos. De fato, com leis antigas e que não possuem nenhum tipo de reforma, a classe ativista não fica com os braços cruzados e por consequência começa a agir de forma feroz, inclusive ao invadir centros que possuem Beagles armazenados para a realização de testes.

Beagles Em Testes

De fato, grande parte dos cães que são enviados para testes não possui uma vida normal. Especialistas dizem que possuem uma vida de cobaia a por vezes nunca conseguem enxergar ao menos a luz do sol. O destrato com os animais acontece desde quando filhotes, o que para a classe científica significa ponto indispensável para que sofram menos. O pior está no fato de que existem empreendimentos que trabalham de forma específica para criar os cães no sentido de realizar os testes.

Especialistas que defendem o uso do animal apontam que as características dóceis do cachorro consistem no principal argumento para realizar os testes. Existem entrevistas de cientistas lamentando o comportamento de grande parte da opinião pública que pune esse tipo de procedimento e prejudica de forma direta a saúde humana.

Por outro lado, existe também o conjunto de cientistas que acredita de forma fiel há outros procedimentos a fazer testes do gênero no sentido de testar remédios que são feitos para seres-humanos. Com a tecnologia dos dias atuais e aumento no investimento poderia acontecer espécies de descobertas que eliminariam os cães dos testes.

Problemas De Regulamentação

Outro ponto que consiste no fato de usar os cachorros do gênero em testes consiste no fato de existir falta de regulamentação. Ou seja, como não existem leis que proíbem esse tipo de procedimento não ético com os animais as empresas não estão dispostas a pagar preços adicionais para descobrir novas formas de testar e por consequência os Beagles entram na roda da tortura.

Em termos práticos se existisse regra contrária os cientistas não teriam o direito de fazer testes nos animais. Porém, poucos são os países que começam a se mexer para mudar as regras constitucionais, o que causa a revolta de ativistas que não pensam duas vezes antes de invadirem centros de pesquisa para resgatar os animais que em grande parte nunca viram as luzes solares.

A única forma de lei que traz algum tipo de obrigação está no conjunto de provas que devem existir para acontecer o teste em animais, isso em alguns países, na prática, a minoria.

Difícil Compreensão Em Termos Científicos

A grande pergunta que não sai da mente dos ativistas que lutam a favor dos animais está no motivo de usar cães em testes de produtos que se relacionam com a vida humana. Será que uma arara seria testada no sentido de produzir remédios para bezerros? Não se pode ignorar o fato de que tanto União Europeia como Estados Unidos possuem leis que exigem medicamentos novos testados em roedores e não roedores, visto que por causa das características dóceis os escolhidos na grande parte dos casos são os Beagles, em nome da ciência e contra os padrões éticos e morais.

Ecologia Profunda: Beagles Em Testes       

A ecologia rasa tem como conceito encarar a humanidade em paridade com os animais. Por outro lado, a ecologia profunda coloca os homens acima da natureza. Com o exemplo dos animais do gênero em testes para produtos que se direcionam aos seres humanos existe exemplo que na prática o mundo atua de forma profunda e não pensa em outros seres vivos a não ser em si.

Características Corporais

Cientistas alegam que tanto ratos como cães possuem características na formação de órgão que se assemelham com os seres humanos, ou seja, um coração, nariz, olhos, entre outros aspectos. Também existem opiniões que as três classes de animais (humanos, cachorros e ratos) possuem o gene da causa, com a diferença que a humanidade atual não tem o órgão ligado.

Leis e Testes

Como os dois continentes mais ricos do mundo não possuem regras que restringem, mas ao contrário, apoiam a comunidade científica em realiza testes com ratos e cães, grande parte do mundo segue a mesma tendência e sob a ótica ativista acontece espécie de calamidades contra a vida dos Beagles.

De fato, quando as leis norte-americanas e europeias foram feitas na metade do século XX, momento no qual a humanidade e tecnologia não estavam preparadas para conhecer a questão ética do gênero. Porém, em pleno século XXI, continuar com conjuntos de leis que estimula a ciência em detrimento da vida dos animais inocentes consiste em espécie de calamidade entre os defensores da fauna.

Incerteza No Caminho

Também existe a questão da incerteza no caminho. Ou seja, por mais que sejam testados em mil Beagles, medicamentos seguem ao mercado sem a garantia de que não devem existir efeitos colaterais. Ao contrário, basta analisar as bulas para perceber os níveis de incerteza que existe na grande parte dos medicamentos que estão na prateleira, de forma principal quando possuem bula vermelha ou preta.

Os números são claros. Na última década do século XX cinquenta por cento dos remédios indicados para a lesão hepática foram retirados do mercado no sentido de que existiu evidência de contraindicações que não estavam previstas na bula, no mercado dos Estados Unidos, público com maior poder de consumidores do mundo. Não se pode ignorar o fato de que no território britânico aconteceu fato semelhante, ou seja, pacientes reclamaram de níveis altos de substâncias tóxicas no fígado. Nesse sentido, para que serviu testes em animais?

Artigo Escrito por Renato Duarte Plantier

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Caninos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *