Treinamento de Pombas

Hoje em dia quando queremos mandar uma mensagem para alguém podemos usar aplicativos de celular ou mesmo e-mail. No entanto, nem sempre foi assim e o uso de pombo-correio era relativamente comum.

Quando analisamos o fato de que um pombo entrega uma mensagem podemos achar que se trata de algo mais interessante do que mandar um e-mail, não é mesmo? Vamos explicar como é feito o treinamento de pombas para que possam ser usadas como pombo-correio.O Trabalho de Pombo-Correio

Muitas pessoas pensam que os pombos-correios entregam mensagens de forma espontânea num determinado local. Não é bem assim, o pombo é levado  de um ponto de origem até um determinado ponto de partida do qual ele sabe como voltar para a sua casa. Os pombos tem esse mecanismo natural, é uma estratégia de adaptação que eles usam que provavelmente foi resultante do processo de seleção natural. Para que fique mais claro é importante entender que alguns animais são nômades enquanto outros são migratórios.

[nggallery id=8504]

No caso dos pombos-correios eles têm uma moradia fixa para qual sempre retornam, pois é nesse local que eles têm proteção, alimento e estão perto dos membros do seu bando. Os especialistas chamam esse hábito de “fidelidade ao sítio de origem”. Os pombos também contam com um comportamento gregário, ou seja, eles não vivem sozinhos. Isso explica porque os pombos sempre são vistos em bando.

Pombo-Correio

Os pombos comuns que vemos pelas ruas são da mesma espécie dos pombos-correios, no entanto, eles pertencem a raças diferentes. O pombo-correio tem um porte maior e conta com uma carúncula mais destacada na base do seu bico. Uma curiosidade é que esses pombos foram muito usados como mensageiros durante a Primeira e a Segunda Guerra Mundial.

[nggallery id=8505]

Para se ter uma ideia existe registro de caminhões que eram usados como pombais móveis. Os pombos podiam ser levados para locais diferentes todos os dias, se esse local não fosse muito longe do local de origem eles conseguiam retornar. Para que a mensagem ou encomenda seja transportada ela é amarrada na perna do pombo ou mesmo colocada numa espécie de mochila especial.

O exército russo tinha até bem pouco tempo uma divisão especial para pombos-correios. Na Inglaterra um hospital usa o transporte de pombas para levar amostras para o seu laboratório já que se trata de um tipo de transporte mais prático que não precisa enfrentar o trânsito. Existe ainda uma lenda de que as pombas são usadas para fazer contrabando de drogas e diamantes.

Pombo Mensageiro

Uma coisa interessante de dizer é que não é qualquer pombo que pode ser usado como mensageiro. Um pombo da rua, por exemplo, se fosse levado para um lugar estranho bem provavelmente saberia como retornar para o lugar de origem, contudo, existem limitações.

[nggallery id=8506]

Se esse local desconhecido estivesse a uns 15 km do local em que ele vive bem provavelmente saberia voltar, no entanto, se essa distância ultrapassasse os 50 km seria bem mais difícil já que esse pombo precisaria ter um porte adequado para isso. Exatamente por conta desse preparo que os pombos-correios são treinados desde que são pequenos para percorrer longas distâncias. O objetivo é que ganhem resistência e não se percam.

O Treinamento dos Pombos-Correios

O treinamento tem início assim que os pombos aprendem a voar, isso em torno de 30 a 45 dias de vida. No começo do treinamento os pombos fazem voos livres todos os dias, porém, se afastar do pombal. Quando eles passam dos três meses de idade já se torna possível que eles se afastem 30 km do pombal com retorno.

Conforme o tempo passa essa distância vai aumentando e as direções se tornam variadas. Cada nova situação a que um pombo-correio é submetido representa um novo aprendizado para ele. Por isso esse treinamento é tão importante.

[nggallery id=8507]

Habilidades Fundamentais

Os pombos-correios precisam de três habilidades fundamentais para poder exercer essa tarefa: visão (para localizar o sol e identificar a sua posição como leste, oeste ou norte); seu relógio interno (para saber se é manhã, meio-dia, tarde ou noite) e a memória (usada para que ele aprenda a usar a relação entre posição do sol e o horário).

O sol funciona como uma bússola para os pombos, pois ao longo do dia ele muda de lugar de forma que de manhã indica o leste, ao meio-dia ele indica o norte (isso no hemisfério sul) e a tarde a sua posição indica o oeste. Contudo, os pombos precisam ter esse relógio interno para conseguir usar o sol como bússola.

Quando os pombos são submetidos a experimentos em que são fechados numa sala e a luz é liberada em outros horários do dia eles passam a interpretar de outra forma o sol quando soltos. Alguns pombos conseguem retornar o seu relógio interno e a sua bússola para as condições iniciais.

[nggallery id=8508]

Uso de Pombos-Correios

Os pombos-correios ainda são usados por transportadoras de mensagens e encomendas além de pombas que são usadas para competições que recebem o nome de columbofilia. Nesses torneios o objetivo é definir uma distância máxima para que os pombos percorram e retornem para os seus abrigos.

Na Europa existe uma prova em que os pombos têm como ponto de partida Barcelona e chegam como ponto final na Bélgica, dessa forma os pombos percorrem em torno de mil quilômetros. Tem uma competição de columbofilia também no Brasil em que os pombos saem de Brasília e chegam em São Paulo, isso dá mais de 900 quilômetros. Já aconteceu de um pombo retornar no mesmo dia.

[nggallery id=8509]

A Viagem dos Pombos

Tem alguns pombos que voam direto, sem fazer paradas. Alguns outros param para beber água no caminho, tudo depende da condição física de cada pombo. Boa parte dos pombos que participam dessas competições acaba não voltando porque se perdem ou mesmo porque acabam sendo capturados por predadores como os gaviões, por exemplo.

Animais Viajantes

Não são somente os pombos que tem a capacidade de voar e fazer entregas. De uma maneira geral todos os animais tem a capacidade de encontrar o caminho de casa em maior ou menos grau. Um exemplo prático é das abelhas que fazem isso o tempo todo, os gatos também saem de casa, mas retornam.

Sabia que não eram todas as vezes por acaso. Elas fazem curso sobre como mirar nas nossas cabeças e ombros. Aonde essa sociedade foi parar, hein?
[nggallery id=8510]

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Aves

Artigos Relacionados


Artigos populares

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *