Lista de Peixes em Extinção no Brasil e no Mundo

O planeta Terra é, até agora, o único planeta do Universo que possui vida realmente documentada, não sendo encontrada, até hoje, vestígios ou, até mesmo, sinais de vida em outros locais do cosmos. Todavia, essa é uma dúvida que busca ser sanada ultimamente, já que vários equipamentos espaciais foram desenvolvidos com o intuito de descobrir se, em algum lugar do espaço, há vida com inteligência semelhante à nossa ou, então, com uma capacidade inferior ou, até mesmo, superior.

Enquanto esse esperado encontro não chega, o Planeta Terra, que é, supostamente, a única casa com vida em todo esse vasto e infinito Universo, padece com as ações humanas, que estão visando cada vez mais o consumo, o dinheiro e o lucro. Milhares são as denúncias de desastres ambientais provocados por conta do egoísmo humano perante as outras formas de vida, morte de animais para benefício econômico e o desmatamento são alguns dos exemplos de como a Terra, no futuro, pode não ser um bom lugar tanto para habitação humana, quanto para a moradia dos seres vivos em geral.

Muitos cientistas acreditam que vida se originou nas águas oceânicas, que, naquela época, ainda eram caudalosos leitos nutritivos, onde muitos compostos orgânicos se originaram. Hoje, milhares de anos depois dos primeiros organismos primitivos se formarem, a humanidade desrespeita o berço da vida, tanto nos oceanos quanto nas águas dos rios, com atitudes que vão desde o descarte inapropriado de lixo, como é o mais comum de ocorrer, até a pesca indiscriminada de frutos da água doce e do mar, que, por causa da caça desenfreada, pode fazer com que o equilíbrio do ecossistema aquático desapareça, causando a extinção de vários espécimes. No nosso artigo de hoje, iremos falar um pouco sobre as espécies de peixe que estão ameaçadas de extinção, tanto no Brasil quanto em várias outras partes do mundo. Além disso, iremos dar algumas informações interessantes sobre o assunto. Vamos lá?

Os Peixes em Extinção

Como já dito anteriormente, todos os animais que passam a fazer parte da lista dos que podem entrar em extinção dependem muito da forma como o seu habitat é afetado. Por exemplo, com uma derrubada em massa de uma floresta tropical, os animais que por ali vivem, como espécies de macacos, podem vir a desaparecer, até entrar em extinção definitivamente. Na água, também é assim. Geralmente, o que causa a extinção de uma espécime animal é, justamente, as ações humanas que desestabilizam o equilíbrio do ecossistema local. E isso pode ser feito de diversas maneiras: poluição, degradação dos leitos dos rios, pesca indiscriminada, inserção de espécie não natural de um rio ou mar, majoritariamente por interesses econômicos, e por aí vai. Ações como essa ocorrem em grande escala no planeta, e, aos poucos, vai acabando com a vida que ainda resta nesses locais. Confira, a seguir, uma lista com os peixes que podem estar com os seus dias contados:

Ancistrus formoso – (Cascudo-Cego)

Peixe informalmente conhecido como Cascudo Cego, sua espécie é conhecida por construir e se abrigar em cavernas subterrâneas a uma profundidade superior a 20 metros. Não é considerado um peixe com temperamento agressivo; no entanto, possui hábitos territoriais, ou seja, gostam de ter controle sobre os territórios que habita. Sua medida corporal pode chegar a até 8 centímetros. A principal causa de sua entrada na lista de peixes que podem sumir da face da Terra é devida a ação natural e humana de fragmentação, assoreamento e a poluição de seu habitat. Em 2003, o cascudo-cego já figurava entre os animais “vulneráveis”; mas, em 2014, o IBAMA passou a considera-lo como uma espécie em iminente estado de extinção.

Paratelmatobius lutzii

Sendo o seu nome científico e sem um nome popular, como o cascudo-cego, tal espécie mostra que é, realmente, muito rara. É uma espécie de anuro, sendo que os últimos exemplares vistos naturalmente datam do ano de 1978. São encontrados, geralmente, em áreas com musgos e pedras, sendo que as fêmeas podem vir a botar mais de 30 ovos enquanto está no período de reprodução. Não se sabe muitas informações sobre essa espécie de peixe, devido à condição rara de ser encontrado. Os pesquisadores acreditam que o seu nome está na lista de extinção por conta das ações destruidoras que vem ocorrendo no habitat desse tipo de anuro.

Salminus brasiliensis – (Dourado)

Famoso peixe do Brasil, o dourado é outra espécie de peixe que figura, infelizmente, a lista dos que estão ameaçados de extinção.  Pode atingir a marca de mais de 1 metro de comprimento, chegando a pesar mais de 30 quilos.  Seu período de reprodução ocorre dentre os meses de novembro e fevereiro.  O problema maior no caso da sua inclusão na lista de extinção não é, necessariamente, por causa da destruição de seu habitat, mas sim, por causa da pesca desenfreada desencadeada por causa do sabor do peixe, que é considerada inigualável, aliada à prática do esporte de pesca, já que o peixe é considerado difícil de ser pescado, segundo alguns esportistas. Por conta disso, para evitar que o peixe desaparecesse por completo, foi determinada a “Piracema”, que é o período de reprodução do peixe, onde fica proibida a pesca e captura desse exemplar durante os meses de sua reprodução, sob pena de reclusão e multa, sendo ela, muitas vezes, bem salgada.

Brycon orbignyanus – (Piracanjuba)

Outro peixe bastante conhecido no Brasil, a Piracanjuba também pode chegar a um metro de comprimento, mas tem um peso mais baixo que o anterior, podendo atingir a máxima de oito quilos.  Alimenta-se de plantas aquáticas, insetos e até pequenos peixes. É encontrado em rios que possuam uma água clara, possuindo um comportamento agressivo, que é um grande atrativo para a indústria esportiva da pesca. Além disso, sua carne também é bastante apreciada, o que aumenta os casos de pesca sem controle. Assim como o dourado, possui um período de “Piracema”, na qual a sua pesca e comércio é proibida durante os meses de sua reprodução, podendo render prisão e multa a quem desacatar tal ordem. A partir de 2014, seu nome foi incluído como um candidato a desaparecer das águas claras em um futuro não muito distante.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Aquáticos

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *