Piometra em Cadelas – O que é?

O Que é a Piometra e Quando Ela Ocorre?

A condição de Piometra nada mais é do que de forma simplificada uma infecção uterina. Com isto, a maioria dos casos desta doença é mais complicado para se tratar do que uma simples infecção. Isso acontece devido as modificações hormonais existentes nas paredes uterinas. E, com isso, após o período de cio, todos os níveis de progesterona ficam elevados por um período que pode durar até 10 semanas. O cão ou gato estando nesta situação poderá ter uma expansão das paredes uterinas, algo natural para se preparar para a sua prenhez.

Se por acaso a fecundação não acontecer depois de diversos ciclos, a espessura das paredes uterinas tendem a aumentar consideravelmente até que comecem a se formar os chamados quistos interiormente. É então que a parede uterina começa a produzir fluidos com proteção, estes que geram um ambiente excelente para a criação de diversas bactérias. Outra situação é que estando o animal com níveis altos dos hormônios de reprodução, ocorre uma inibição da capacidade de contração dos músculos das paredes uterinas, conduzindo assim a uma situação onde acontece um acúmulo bastante prejudicial para a saúde do animal no organismo.

Em Que Situações Poderão Acontecer Estas Alterações Uterinas?

Quando ocorre a utilização de medicamentos a base de hormônios é possível se acontecer esta condição. O estrogênio começa então a aumentar os efeitos da progesterona sobre o útero do animalzinho. Caso utilize qualquer tipo de medicamento que conte com alguns destes hormônios isto poderá acontecer, estes medicamentos normalmente costumam ser utilizados no tratamento de problemas do sistema de reprodução. 

Qual o Caminho Das Bactérias Para o Útero?

A porta de entrada do útero dos cães e gatos é o cérvix. Na maioria das vezes ele se apresenta fechado, abrindo no período de cio. No momento que ele se apresenta aberto, as bactérias que estão normalmente localizadas na vagina poderão facilmente entrar no útero. Mesmo com o útero saudável é possível se ter um ambiente menos propenso para que ocorra a proliferação e desenvolvimento das bactérias.

Caso a parede do útero esteja espessa existe um ambiente ideal e preferido para o crescimento de várias bactérias. Outra particularidade é que quando o organismo percebe que os músculos do útero não conseguem se contrair de forma conveniente, significa que todas as bactérias que estiverem naquele meio não poderão ser expulsas pelo organismo. 

Quando Esta Situação De Piometra Acontece?

A situação de piometra poderá acontecer em cães e gatos de qualquer idade depois que ocorrer o seu primeiro cio. Apesar disto é muito mais comum que esta condição aconteça em cães ou gatos que estejam mais velhos. Isto acontece depois de muitos anos de ciclos sem que exista uma gestação e aos poucos começam a acontecer as alterações uterinas que poderão facilitar a proliferação da doença. Um momento bastante comum de aparecimento é entre 1 a 2 meses depois do cio.

Que Tipos De Sintomas a Doença Apresenta?

Todos os sinais clínicos deverão variar de acordo com o cérvix que deverá se encontrar fechado ou aberto. Se ele por acaso estiver aberto, toda a inflamação que estiver acumulada no útero deverá ser drenada para o exterior, você irá perceber que acontecerá um corrimento de aparência variável em sua vagina, na sua pele e também pelo sob a cauda, até mesmo onde os animais tiverem sentado ou deitado. É possível encontrar animais nesta condição com febre e também letargia, além de falta de apetite e depressão.

Caso o cérvix se apresente fechado, a inflamação existente deverá ser drenada para o exterior. E com isto irá se acumular no útero causando assim uma distensão abdominal. As bactérias estando neste meio têm a capacidade de liberar toxinas, estas que serão absorvidas para a circulação sanguínea. Em pouco tempo as cadelas se apresentam gravemente doentes, costumam perder seu apetite além de ficarem tristes.

É possível que aconteçam situações de vômitos e também diarreias. Todas estas toxinas geralmente comprometem os rins dos cães, impossibilitando que existe uma filtragem e uma retenção de líquidos. Outra condição bastante comum é que a produção de urina começa a aumentar, e os cães começam a beber muita água para compensar esta perda. Esta situação acontece tanto com as piometras abertas como também as fechadas. 

Como é Feito o Diagnóstico Da Doença?

Todos os cães ou gatos que não estiverem esterilizados do sexo feminino, se beberem muita água são suspeitos de sofrer a chamada piometra. Esta condição é facilmente perceptível, já que o abdômem poderá estar um pouco expandido ou houver a expulsão de líquidos pela vagina do cão. Os cães com esta condição produzem em grandes quantidades glóbulos brancos e também as chamadas globulinas, que nada mais é do que uma proteína que é produzida a partir de um sistema imune.

Devido aos diversos problemas que acontecem resultantes das bactérias sobre os rins a urina se apresenta em pouquíssima quantidade. Apesar disto todas as alterações poderão ser visualizadas claramente e presentes em qualquer tipo de animal que estiver com uma infecção bacteriana grave. Se por acaso o cérvix estiver fechado é possível se realizar uma radiografia identificando assim o útero que está aumentado. Caso ele esteja aberto, os aumentos de tamanho uterinos costumam não ser suficientes para que a sua radiografia possa ter uma conclusão clinica. Então é indicado que seja feita uma identificação de ultrassom para identificar o útero aumentado bem como a distinção de uma gravidez considerada normal. 

Como é Realizado o Tratamento Desta Doença?

Este tratamento consiste em remover de forma cirúrgica tanto do útero como dos ovários. Em um processo que se chama de ovário histerectomia, ou seja, castração. A maioria dos pacientes que estiver gravemente doente nestas condições a cirurgia não é realizada de forma rotineira como em um cão saudável. Normalmente é preciso também estabilizar os cães através de uma administração de medicamentos na chamada fluidoterapia intravenosa, que deve acontecer antes ou depois da cirurgia. De forma adicional ela é realizada de formas antibioterapia durante um período que varia de uma a duas semanas. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *