Meu Animal De Estimação Está Com Câncer e Agora?

Assim como nos humanos, cachorros e gatos também são acometidos com o câncer. Mas assim como os animais, quando o problema for tratado, a doença pode ir embora ou precisa de um acompanhamento. Um dono com um animal com câncer em casa não deve pensar que seu bichinho de estimação chegou ao fim da vida, apenas que ele vai precisar de alguns cuidados. A boa noticia é que ele pode se curar completamente se o diagnostico for feito precocemente. 

Cachorros e gatos podem sofrer com diversos tipos de câncer, a maior parte em locais semelhantes aos humanos. Pode ser um câncer de pele, um câncer de útero, nos ossos, cerebral, estômago, entre outros. Algumas raças são mais suscetíveis que outras, mas no geral os riscos são os mesmos: quanto mais velho o animal, maiores as chances de apresentar câncer em diversas partes do corpo ou apenas uma.

Diagnóstico De Câncer Em Animais 

A maior duvida dos donos é: como saber se meu animal está com câncer se ele não fala? O grande segredo para um diagnóstico precoce de uma doença em pets é acompanhar a vida do animal. Os sinais mais claros são perda de apetite, dor no animal quando senta ou fica em determinada posição ou ainda quando ele apresenta algum inchaço. O câncer é um tumor e a menos que seja cerebral, deve surgir um inchaço no corpo e isso causa uma protuberância visualmente perceptível. 

Outros sinais clínicos comuns em animais com câncer:

  • Queda de pelagem
  • Emagrecimento (câncer de estomago)
  • Manchas nos olhos (câncer no olho)
  • Íris mais clara do olho do animal (câncer no olho)
  • Falta de apetite
  • Sem vontade de brincar, com cansaço
  • Dentre outros…

Mesmo observando seu animal, só é possível ter certeza se é câncer mesmo se um médico veterinário fizer os exames. Devem ser feitos exames no local com protuberância e exame de sangue, bem como alguns outros, como tumografia e radiografia, para saber qual a extensão da doença e se ela afetou muitos órgãos. Apenas com todos os exames em mãos é que o veterinário pode tomar alguma providência do que será feito para curar o bicho.

O Tratamento Para Câncer Em Animais 

Assim como nos humanos, após um animal ser diagnosticado com câncer começa-se um tratamento, mas dependendo da situação. Caso o câncer seja terminal ou tenha comprometido muitos órgãos, infelizmente a morte será uma fatalidade a ser esperada de pronto, o mesmo que acontece com o humano com esta gravidade de doença. Caso não, o tratamento pode ser inicializado.

O tratamento para câncer em animais é voltado para controlar a doença ou remover o tumor, depende do grau da doença. Caso seja possível, uma cirurgia deve ser feita para a remoção do tumor de forma eficiente e o controle para saber se o câncer irá voltar (muito comum tanto em animais como em humanos, pois as células infectadas ainda podem ficar no corpo). 

O mais comum tratamento para câncer em animais ainda é a quimioterapia. Esta é a emissão de uma combinação de medicamentos fortes para eliminar as células cancerosas do corpo do pet, destruindo o câncer totalmente. O tratamento é feito em sessões e assim como nos humanos, há diversos efeitos colaterais para o animal como fraqueza muscular, dores no corpo, vômitos, diarreia e outros. Quanto mais idoso for o animal e mais fraco ele estiver, mais grave serão os efeitos colaterais da quimioterapia para ele. Contudo, é um dos tratamentos mais eficientes para os pets.

Outro tratamento comum em animais com câncer é a imunomodulação. Este consiste em alimentar o câncer com medicamentos a deixar no corpo do animal células que podem destruí-lo de forma eficiente, causando a redução do mesmo. Também se irá fortalecer o corpo para o organismo do animal se proteger e destruir o câncer. Quando encontrado no início, o câncer responde muito bem a este tipo de tratamento.

Sacrificar Ou Não Um Animal Com Câncer?

Dependendo do tipo de câncer o animal pode não ter uma vida muito longa, e no geral bastante dolorosa. Os sintomas da doença são cruéis e mesmo o pet não podendo reclamar, ele vai sentir dores. Dependendo do câncer pode haver dificuldades renais, cegueira e diversos outros problemas que diminuem bastante a qualidade de vida do animal. Em casos graves os médicos aconselham sacrificar, mas isso fica bem a caráter do dono do pet.

Sacrificar ou não um animal com câncer depende bastante de dono para dono e do sofrimento do animal. Dependendo da gravidade do câncer a morte pode acontecer em muitas vezes com uma qualidade de vida péssima, causando sofrimento tanto para o dono como para o seu amigo de quatro patas. Se o dono não quer ver seu melhor amigo assim, o melhor pode ser lhe proporcionar uma morte tranquila e sem dor. Contudo, vale diversas tentativas para saber se esta é mesmo a melhor pedida. Uma avaliação veterinária é crucial nesta decisão. 

Como Prevenir Câncer Em Animais 

Não existe muito a se fazer para prevenir câncer em animais porque a doença não costuma avisar quando está vindo. Uma observação mais detalhada do seu comportamento do pet pode ser importante para um diagnostico mais cedo e tentar salvar uma vida de um melhor amigo, por isso o cuidado em casa e visitas ao veterinário constantes pode ajudar a curar e aumentar as chances de vida do seu pet.

Manter uma boa alimentação também é importante para o animal. Seu organismo precisa de nutrientes e por isso uma ração balanceada é importante. A ração de boa qualidade é a melhor pedida porque tais alimentos são balanceados de acordo com o peso do animal e o que ele precisa. Não existe nada contra alimentos para humanos, mas eles podem deixar o corpo do animal desnutrido e até afetam a sua pelugem. É importante uma boa alimentação também para o cachorro estar nutrido o suficiente para combater o câncer.

Todo animal deve ao menos visitar um veterinário a cada seis meses para o check up. Isso é crucial para se ter sucesso em um tratamento contra esta doença. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Recentes

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *