Fungos Que Causam Queda Do Pêlo Dos Animais

Quem tem animais de estimação normalmente costuma ter cuidados com sua saúde e higiene. É necessário dar banhos regulares, levá-lo ao veterinário com freqüência, além de dar as vacinas e uma alimentação balanceada. Porém, mesmo com todos esses cuidados há casos que os animais acabam tendo alguma doença, e não é muito raro animais que tenha queda de pelo como a doenças mais frequente.

A Queda De Pelos Nos Animais

A queda de pelos nos animais é normal, ela pode ocorrer por vários motivos, como as alergias, as dermatites, além de parasitas como pulgas e carrapatos, eles também podem ser atacados por fungos, micoses e pelos ácaros como as sarnas, demodecica, otodecica, sarcoptica. Mas, esta perda também pode ocorrer normalmente, afinal com o envelhecimento do pelo é importante ter a troca, ou seja, assim que o pelo cai, ele é substituído por outro, assim como os nossos cabelos.

Por Que o Pelo Do Animal Cai?

A queda do pelo ocorre em geral no verão, quando fica mais quente e o animal apresenta esta “defesa natural”, porém o animal não vai ficar careca, pois só percebemos esta queda com muita observação, pois seu pelo fica menos denso.

A queda de pelos é natural, nos animais de pelo curto a queda ocorre duas vezes no ano, uma no inverno deixando os pelos mais densos e a outra troca é no verão, quando os pelos ficam mais finos, se seu cão tem a pelagem longa a troca é uma vez ao ano.

A queda chamada patológica (alopecia) é a queda anormal, têm várias causas. Entre elas, doenças do próprio pêlo ou da pele do animal, tais como micoses, sarnas, eczemas, enfim uma variedade enorme de causas diretas no epitélio de revestimento animal.

A queda de seus pêlos também pode ocorrer de forma indireta, por doenças nutricionais ou mesmo infecções. Entre as enfermidades nutricionais que podemos definir a queda de pêlos podemos citar a avitaminose A.

A avitaminose é a ausência de vitamina A ou sua quantidade é insuficiente na alimentação do seu animal, essa vitamina protege o epitélio, com sua ausência poderá haver a perda de brilho e da resistência do pelo e isso culmina em sua queda. 

A insuficiência de alguns sais minerais na alimentação do seu animal pode ocorrer a queda dos pelos, também a falta dos aminoácidos podem determinar a queda dos pelos, as infecções também podem se uma das causas da doença, por isso observe a pelagem de seu animal, caso a queda seja localizada, formando ilhas sem pelos, sua causa pode ser originada por parasitas( fungos,sarnas e outros parasitas).

Caso você não trate esta doença pode por em risco a saúde de seu animal, o parasita pode se alastrar ou se propagar para outros animais ou ao próprio homem, no caso das micoses como a tricofitica ou uma sarna por sarcoptis scabiei (a escabiose).

Devemos observar o animal se além da queda de pelo também existe prurido, coceiras, rubor da pele, ou inflamações, coloque sua mão no local e observe se tem calor anormal, saiba que a inflamação sempre vem acompanhada de três sinais muito importantes a dor, o calor, e o rubor. 

As Alergias

Se a queda dos pelos vem junto com uma coceira incômoda e excessiva, além de falhas no seu pelo, das manchas vermelhas na pele, podemos afirmar que seu animal está sofrendo com algum tipo de alergia.

A alergia generalizada é uma alergia muito difícil de ser diagnosticada, somente seu dono pode descobrir o que faz seu animal ser alérgico, recomenda-se um tratamento com xampu. Use o peroxydex spherulites da virbac, é um anti-séptico que ajuda no combate dos fungos e das bactérias, da seborréia e das dermatites, também troque os produtos de limpeza que você usa para limpar o ambiente que seu cão vive. No entanto, não troque tudo de uma vez, se assim fizer, acaba não descobrindo a causa da alergia, vá por partes e assim descubra o vilão da saúde de seu animal. 

Outra alergia é associado aos parasitas (pulgas e os carrapatos) os cães que apresentam sinais de DAPP (dermatite alérgica a picadas de pulgas), basta o contato de alguns desses parasitas para a coceira começar, isso gera a queda de pelos, recomendamos a dedetização do ambiente para acabar com o ciclo das pulgas e dos carrapatos.

Os ácaros podem causar a sarna demodecica,a sarna otodecica, e asarcoptica, também podem deixar seu bichinho se coçando, leve seu animal ao veterinário pois o tratamento é bem simples.

Saiba que a imunidade baixa, os problemas hormonais, e uma alimentação que não está balanceada (não tem todos os nutrientes e as vitaminas) também causam a queda de pelos. 

Os Fungos e Outros Males

As doenças provocadas por fungos, por protozoários, vírus, parasitas, deixam o organismo de seu animal predisposto a invasão dos parasitas e das doenças, vão aparecer crostas, vermelhidão pústulas, outra doença é a foliculite é uma infecção que agride o folículo piloso, a pelagem fica cheia de falhas.

Podemos tratar com antibióticos ou antiinflamatórios, lave as infecções com anti-sépticos, muita paciência. O fungo usualmente é encontrado em animais infectado, ou no local onde dormem. Fique atento, as larvas (esporos) dos animais infectados podem viver no meio ambiente por 18 meses e ele pode ser transmitido por contato direto com o animal, ou com objetos que foram contaminados.

A dermatofitose pode ser transmitida para os seres humanos, sendo assim, os proprietários de animais infectados devem considerar a possibilidade de deixá-los de quarentena, até que a infecção seja curada. Devem ser tomadas precauções durante o tratamento dos animais, de modo a evitar contaminação humana e ambiental. A alopecia, a descamação, pústulas foliculares, eritema, pigmentação prurido são os sinais críticos,

A maioria dos animais saudáveis é capaz de se livrar sozinha de uma infecção por fungo, mas o processo leva meses. Devido ao potencial zoonótico da doença, deve-se procurar tratamento médico para apressar a eliminação da dermatofitose e diminuir a contaminação do ambiente com os esporos infectados por fungos.

Agora que você já viu que a queda de pelos do seu animal pode ter vários motivos, fique bastante atento, os fungos normalmente vivem em sua casa, então comece higienizando-a e desta forma poderá evitar algum contágio com o animalzinho. 

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Doenças

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *